Carlos Sepúlveda em 'Diário de Alexandria'


MUSAS ADJETIVAS
Anda aqui dentro
calado e fundo
um amor vagabundo.

Anda ou rasteja
não sei ao certo.
Se erra ou anda
é coisa incerta
porque são tortas as veredas...
(e não valem as vidas
estraçalhadas nos rastros
que deixam os amantes.)

Amantes que como dantes
procuram vagas beatrizes
imponderáveis helenas
improváveis penélopes...

É nos livros que elas vivem
adjetivas sem pudor,
jamais substantivas.

Todas estas mulheres existiam
de nunca chegar a serem
                   serenas sereias.

Comentários