Bom dia! Os destaques da imprensa nesta terça-feira de feriado da Proclamação da república



O Globo
Manchete: Rocinha terá obras de R$ 756 milhões até 2014
Total será aplicado em projetos de urbanização, parque ecológico e teleférico
A ocupação da Rocinha pelas forças de segurança para instalação da 19ª UPP da cidade abre caminho à retomada, pelo Estado, da execução de obras da primeira fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1) que estavam paradas, como a construção de plano inclinado, creche, biblioteca e urbanização. Serão investidos R$ 51 milhões até 2012, além de R$ 700 milhões até 2014 relativos à segunda fase do PAC, que inclui a construção de um teleférico com nove estações ligado à Linha 4 do metrô. Fora o PAC, outro projeto importante, previsto para ser concluído em até três meses, é o do Parque Ecológico, que será implantado pelo governo do estado no alto do morro como alternativa à instalação de muros para conter o crescimento desordenado da favela. Dos 26 milhões já investidos, serão gastos ainda R$ 5 milhões, o que totaliza R$ 756 milhões em obras até a Copa do Mundo. (Págs. 1, 10 a 17 e Míriam Leitão e editorial "Os desafios a partir da Rocinha")
Foto-legenda: A ordem chega à Rocinha: como se fosse um guarda, um policial do Bope controla o trânsito de motos, paradas enquanto esperam um caminhão da Comlurb recolher o lixo (Pág. 1)
Aumenta apreensão de armas
Policiais do Bope comemoram a apreensão de duas bazucas, 24 fuzis, dois lançadores de granada e sete pistolas enterrados na Rocinha, além da descoberta de uma refinaria de cocaína. A Polícia civil achou 14 granadas e 4 fuzis numa cisterna. (Págs. 1 e 13)
Faxina de 135 toneladas de lixo
A prefeitura desembarca amanhã na Rocinha com uma força-tarefa de 300 homens para levar serviços à favela, dando prioridade à coleta de lixo, à recuperação da iluminação pública e à conservação das ruas. Só ontem a Comlurb retirou 135 toneladas de lixo, incluindo Vidigal e Chácara do Céu. Segundo o secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, só a Rocinha produz cem toneladas de detritos por dia, e o acesso a 80% das casas só é possível a pé. Nas encostas serão usados garis alpinistas. Em dois dias, uma empresa de TV por assinatura via satélite vendeu 70 assinaturas. (Págs. 1 e 12)
Merval Pereira
Respeito a diretos humanos foi fator decisivo no sucesso da operação. (Págs. 1 e 4)
Ancelmo Góis
Imóveis em favelas com UPPs subiram 7% acima da média. (Págs. 1 e 16)
Programa federal de compras sustentáveis abre debate sobre os limites do consumo consciente. (Pág. 1 e Razão Social)
Mercado teme por França e juros sobem
Com as atenções do mercado voltadas para França e Itália, os juros pagos pelos países subiram. No caso francês, atingiram 3,42%, o dobro dos alemães, ameaçando a classificação "AAA". Para Angela Merkel, a Europa vive a pior crise desde a 2ª Guerra. (Págs. 1, 21 e 22)
Convênios longe da transparência
Três anos depois de sua criação, ainda é precário o funcionamento do sistema de informações que permitiria ao público fiscalizar convênios entre a União e as ONGs. Os dados são incompletos, e o acesso é difícil, admite o controlador da União, Jorge Hage. (Págs. 1 e 3)
Rei da Jordânia defende saída de Assad
Em entrevista à BBC, o rei Abdullah II, da Jordânia, defendeu a renúncia de Bashar al-Assad, deixando o ditador da Síria ainda mais isolado após a Liga Árabe suspender o país. Ontem, pelo menos 40 pessoas morreram na fronteira dos dois países. (Págs. 1 e 28)
Vazamento de óleo atinge 163 km2 e ANP culpa Chevron (Págs. 1 e 24)

-----------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Ministro aprovou 7 sindicatos fantasmas
Lupi deu registro a entidades que representam indústrias inexistentes
O ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), concedeu registro a sete sindicatos patronais no Amapá para representar setores da indústria que não existem no Estado. Os certificados saíram a pedido do deputado Bala Rocha (PDT-AP), que afirma ter se valido da proximidade partidária com Lupi.
Nenhum dos presidentes dos sindicatos é industrial. Eles são motoristas de uma cooperativa controlada por um aliado de Rocha.
As entidades, sem estrutura montada, têm direito a receber imposto sindical.
O ministério foi avisado pela Federação das Indústrias do Estado do Amapá de que esses sindicatos não tinham a quem representar.
Mas a pasta alegou que “não cabe ao ministério apurar se os integrantes da entidade possuem indústria no ramo ao qual pretendem representar”. O Ministério do Trabalho nega ter cometido irregularidades. (págs. 1 e A4)
Secretário quer traficante em delação premiada no RJ
O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, defendeu o benefício da delação premiada para o traficante Nem, que chefiava o tráfico na Rocinha e foi preso na semana passada.
O objetivo é obter informações sobre a atuação de policiais e a arquitetura do tráfico na região.
A secretaria informou, porém, que Beltrame não pretende pedir oficialmente o benefício à Justiça.
Ainda temerosos em falar às claras, vários moradores já começam a dar informações. A polícia apreendeu, entre outras coisas, 120 quilos de maconha e 160 quilos de cocaína. (Págs. 1 e C1)
Eliane Catanhêde: A estrela que sobe é a de Beltrame, cérebro da guinada. (Pág. A2)
Jânio de Freitas: Vemos com total naturalidade essa situação bélica. (Pág. A8)
Novos premiês já enfrentam juro recorde e queda de Bolsas
A escolha de premiês técnicos na Grécia e na Itália não conteve nova queda nas Bolsas e cobrança de juro recorde (acima de 6%) por títulos italianos e espanhóis.
Na Itália, Mario Monti ainda tenta montar seu gabinete. O grego Lucas Papademos já diz ter pouco tempo para debelar a crise.
O anúncio de queda da produção industrial na zona do euro também agitou o mercado. (Págs. 1 e A12)
Clóvis Rossi: Queda de Silvio Berlusconi foi golpe de mercado (Págs. 1 e A14)
‘Palavra de um governador já é prova’, diz Agnelo
Ao ser questionado sobre a existência de provas de que o dinheiro que recebeu de um lobista era pagamento de um empréstimo, o governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), disse: “Palavra de um governador de Estado já é, por si, uma prova”.
Ele recebeu R$ 5.000 quando era diretor da Anvisa, em 2008. (Págs. 1 e A9)
Editoriais
Leia “Futuro incerto”, sobre a entrada de investimento estrangeiro direto no Brasil, e “Pará dividido”, acerca de resultado de pesquisa Datafolha. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Mercado pressiona e pede alto por papéis de Itália e Espanha
Mudança de governo em Roma não convence investidores; o mesmo acontece com a Espanha, que terá eleições
A pressão dos investidores contra a Itália e a Espanha voltou a crescer nos mercados da Europa. Em um sinal de que os investidores continuam apostando na instabilidade política nos dois países – o primeiro com um novo governo e o segundo com eleições previstas para o fim de semana -, o ágio pelos papéis voltou a superar a casa dos 6% ontem. O custo da falta de credibilidade é elevado: só a Espanha espera refinanciar € 7,5 bilhões nesta semana. Em encontro, o partido da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, defendeu medidas duras contra países do euro que não controlam suas contas. (Págs. 1 e Economia, B6 e B7)
Desaceleração no Brasil
Pesquisa do Banco Central mostra que a previsão dos analistas de mercado para a expansão neste ano caiu de 3,20% para 3,16% - a sexta redução seguida. (Págs. 1 e Economia, B1)
José Paulo Kupfer
BC dá sinais de que espera recuo no PIB maior do que o mercado imagina. (Págs. 1 e B4)
País concede primeiro visto por união homoafetiva
Um cubano é o primeiro homossexual estrangeiro a obter visto de residência permanente no Brasil com base na lei da união homoafetiva. Ele tem relação estável com um brasileiro, residente em Araçatuba (SP). A decisão, publicada ontem no Diário Oficial da União, abre caminho para dezenas de outros casos em tramitação no País. (Págs. 1 e Vida, A14)
Nem pode ter benefício em troca de dados de policiais
O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, defendeu ontem que seja oferecida ao traficante Nem, ex-chefe do tráfico na favela da Rocinha, "alguma medida judicial" para que revele o que sabe sobre a corrupção na polícia. "Esperamos que ele possa nos dar qualquer tipo de dado para que a gente puxe esse novelo." (Págs. 1 e Cidades, C1)
"Temos de formalizar a economia da Rocinha"
Responsável pelo programa UPP Social, Ricardo Henrique diz que é preciso substituir o impacto econômico do tráfico na Rocinha. "Para dar crédito, é preciso formalizar." (Págs. 1 e Cidades, C3)
Foto-legenda: Interação. A delegada Martha Rocha, chefe da Polícia Civil, abraça garoto em visita à Rocinha; governo promete serviços e obras na favela pacificada (Pág. 1)
Aldo faz "faxina" parcial no Esporte
O ministro Aldo Rebelo (PC do B) anunciou ontem os integrantes da nova cúpula do Esporte. Apesar da mudança nos principais cargos, foram mantidos na pasta nomes ligados a seu partido, incluindo suspeitos de irregularidades. (Págs. 1 e Nacional, A4)
Novas sanções e repúdio da Jordânia agravam crise síria (Págs. 1 e Internacional, A9)
Roberto Abdenur: Cultura das transgressões
Há tempos dizemos que a crise no Brasil não é econômica. É social, não há dúvida. Mas, mais do que tudo, é uma crise moral. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Arnaldo Jabor: Eu, entre parêntesis
Fiquei até com sentimento de culpa, pois ousei ser um pobre “proustiano” em vez de criticar, por exemplo, a carantonha gargalhante de Lupi. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)
Notas & Informações: A retomada da Rocinha
Se a corrupção no meio policial não for contida, poderá contaminar as UPPs. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Meninas levam 7 tiros após denunciar crime
(E a polícia, em greve, nada faz)
O flagrante descaso com a vida das duas adolescentes de 15 anos aconteceu a 40 quilômetros do STF, a mais alta corte de Justiça do país. No Novo Gama (GO), onde as garotas prestaram depoimento, os agentes se recusaram a registrar a ocorrência e até alertaram para o risco de elas serem assassinadas. Mesmo assim, deixaram que voltassem para casa sem nenhuma proteção. Até o fechamento desta edição, as jovens estavam internadas em hospital. Uma delas em estado grave.(Pág. 1, 22 e Visão do Correio, 12)
Esperança na luta contra o diabetes
Iluminada de azul, a Catedral virou ontem o símbolo do Dia Mundial do Diabetes. O mal atinge mais de 360 milhões de pessoas em todo o mundo, 60 mil só no DF. Mas é possível prevenir ou detectar o excesso de glicose no sangue e combater a doença. (Págs. 1 e 27)
Crise Global: Merkel quer dar direito a países de deixar euro
Chanceler alemã diz que a Europa vive o pior momento desde a Segunda Guerra. E propõe, como saída para a crise, que países possam abandonar voluntariamente a zona do Euro (a moeda), sem sair da União Europeia. (Págs. 1 e 9)
Fifa ignora Procon e faz venda casada
A Lei da Copa nem foi aprovada, e a federação já negocia pacotes: ingressos, hotel, viagem. O valor pode chegar a R$ 4 milhões. (Págs. 1 e 3)
União gay garante visto a estrangeiro
Decisão do Ministério da Justiça beneficia cubano que vive com brasileiro. O casal mora no interior de São Paulo. (Págs. 1 e 7)
Presidente de ONG diz que voou com Lupi
"Eu acho o ministro confuso ou esquecido", disse ao Correio o presidente da Fundação Pró-Cerrado, Adair Meira, que bancou a ida de Carlos Lupi em jatinho a cidades do Maranhão. Lupi negou conhecer Adair. (Págs. 1 e 2)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: BR-040: Mais traiçoeira que a rodovia da morte
Levantamento do Estado de Minas com base em dados do Dnit colhidos de janeiro a agosto mostra que, embora registre menos óbitos do que a BR-381, cujo trecho BH-Valadares é conhecido como Rodovia da Morte, a BR-040 tem os pontos mais perigosos do estado. Nela estão os quilômetros com o maior número de acidentes (km 508, na Grande BH), índice mais alto de desastres com perda de vidas (km 320 na Região Central); maior total de mortes num só acidente (km 647, também na Região Central); e quantidade mais elevada de feridos (km 517, próximo à capital). O estudo, que aponta outros locais críticos, serve de alerta para os motoristas em trânsito pelas estradas mineiras hoje, na volta do feriadão. (Págs. 1 e 18)
Copa 2014: Fifa ignora o Brasil e já vende pacotes
Portal da Fifa oferece pacotes com ingressos, hospedagem e traslados durante o Mundial, antes da votação da Lei Geral da Copa, que determinará a forma de comercialização dos bilhetes. Há risco de a venda casada ser proibida. (Págs. 1 e 3)
Tráfico recruta jovens no interior
Homicídios e roubos já representam quase a metade (48,1%) e lideram o rol de crimes cometidos por adolescentes em Minas. O comércio de drogas (15,7%) está em terceiro lugar na lista, mas deve passar para o topo, segundo especialistas, porque cada vez mais está cooptando menores para formação de gangues juvenis. (Págs. 1 e 19)
Rio: PM apreende até bazuca, fuzil e granada na Rocinha. (Págs. 1 e 7)
Crise Europeia: Sucessor de Berlusconi não entusiasma bolsas (Págs. 1 e 11)
Preços: Mercado já prevê inflação abaixo do teto da meta (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Resultado da UPE sairá por e-mail
Alunos que participaram do seriado receberão, em janeiro, mensagem com notas separadas por disciplina e a pontuação geral. (Págs. 1 e 2)
Jaboatão recebe dinheiro para projeto de engorda da praia
Governo federal liberou, ontem, R$ 13 milhões dos R$ 42 milhões necessários para a obra. Operação deve começar em abril, de Piedade até Barra de Jangada. (Págs. 1 e 4)
Traficante Nem pode ter delação premiada (Págs. 1 e 6)
Hoje é dia de protestos contra a corrupção (Págs. 1 e 5)
Empréstimo consignado exige muitos cuidados (Págs. 1 e 8)
---------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Cada adolescente infrator custa por mês R$ 9,4 mil ao RS
Falta de investimento na infância é apontada por administradores como principal
responsável pelo valor gasto com os 950 adolescentes internos na Fase. (Págs. 1 e 19)
Natal:Compras online exigem precauções (Págs. 1 e 12)

Comentários