Em Arraial do Cabo, toneladas de peixes mortos foram parar na Prainha


A Ecatur está fazendo a limpeza da praia
 Toneladas de peixes mortos da espécie bonito cachorro, lançados em alto mar, provavelmente, por uma traineira, foram parar na Prainha, em Arraial do Cabo. Desde sábado,19, a Ecatur faz a limpeza no local e até o momento foram recolhidos 14 toneladas. Sendo 2 toneladas no sábado, 4 toneladas no domingo e 8 toneladas na segunda-feira, 21. Os peixes foram enterrados em um buraco, no terreno da Usina de Reciclagem de Lixo.
A Secretaria do Ambiente, juntamente com o Ibama, o ICMBIO e a AREMAC – Associação da Reserva Extrativista de Arraial do Cabo - estão investigando o caso, mas descartam a possibilidade de contaminação por derramamento de óleo. Na opinião do biólogo Gean Carlo Molinari, foram cerca de 20 toneladas de peixe.
 - A rede da traineira deve ter-se rasgado e os peixes foram parar na Prainha, levados pela maré – explicou o biólogo.  
O chefe da Reserva Extrativista Marinha, Álvaro Braga, disse que estão sendo investigadas duas hipóteses: acidente ou crime. No caso de ser constatado crime, o enquadramento na Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98, sujeita o infrator a multa de até R$100 mil.  

Comentários