Em Campos, médico que cobrava por consultas no SUS está em presídio

O médico foi acusado de cobrar para fazer revisões de cirurgias. O avô de uma paciente depôs e confirmou a prática.
Está no presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos, o médico que, segundo a polícia, cobrava para fazer consultas de revisões de cirurgiasdepois que os pacientes eram operados pelo Sistema Único de Saúde(SUS). Testemunhas começaram a ser ouvidas na última quarta-feira (9) pela Polícia Federal.


O consultório do ortopedista Hugo Arêas ficou vazio o dia inteiro. A Polícia federal ouviu a secretária do médico. Ele vai aguardar julgamento no presídio de Campos, para onde foi levado depois de ser acusado de cobrar por consultas e exames na Santa Casa, onde trabalhava há 15 anos.
O diretor do hospital disse que não sabia desse tipo de atendimento. O conselho Regional de Medicina do Estado do Rio ainda vai decidir se o médico será punido.
Hugo Arêas vai responder pelo crime de concussão, que acontece quando alguém se aproveita do cargo público para se beneficiar. A pena é de até 8 anos.
do RJ INTER TV 2ª Edição

Comentários