Ex-deputado critica condução da questão dos royalties


Gabeira: 'Apenas uma manifestação não basta'
O ex-deputado federal Fernando Gabeira (PV) criticou o posicionamento do governador Sérgio Cabral durante as negociações com o Congresso na questão dos royalties. Para ele, a marcha ‘Contra a Injustiça — em Defesa do Rio’, não surtirá efeito junto a parlamentares de outros estados.
"Cabral foi inábil ao lidar com o Congresso. Parlamentares de outros estados não vão se impressionar ou se sentir pressionados com a manifestação".
Segundo Gabeira, este é o momento de se fazer uma campanha nacional para discutir, de maneira mais sóbria, a distribuição dos royalties.
"Apenas uma manifestação não basta", afirmou o ex-deputado.
Multidão toma conta da Avenida Rio Branco

 Divulgação

POR AURÉLIO GIMENEZ
Ao som da equipe de som Furacão 2000, uma multidão toma parte da Avenida Rio Branco na tarde desta quinta-feira para o ato ‘Contra a Injustiça — em Defesa do Rio’, manifestação em defesa dos royalties do petróleo. Além da equipe, outros sete carros de som animam os participantes da mobilização no Centro do Rio.

Uma enorme caravana com 120 ônibus vinda do município de Macaé, considerado a capital do petróleo no país, participa da manifestação, empunhando bandeirinhas que estão sendo distribuídas no local. A marcha vai partir da Candelária às 17h, em direção à Cinelândia. Os organizadores esperam reunir 100 mil pessoas.

O prefeito de Macaé, Riverton Mussi, e sua vice, Marilena Garcia, já estão acampados na Cinelândia desde a quarta-feira. “Estimamos 10 mil pessoas de nossa cidade. Estamos relembrando a briga pelos royalties de aproximadamente 30 anos atrás. Depois de termos conquistado esse direito, estão tentando tirar isso da gente”, disse Mussi.

Como fica a cidade

- Interdição da Av. Rio Branco, no trecho entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua Buenos Aires, assim como a pista lateral da Presidente Vargas, sentido Candelária, entre a Avenida Passos e Avenida Rio Branco, a partir das 11h.

- Ponto facultativo nas repartições públicas estaduais e da Prefeitura do Rio, a partir das 14h.

- Concentração na Candelária, a partir das 15h. Passeata sai em direção à Cinelândia às 17h.

- A partir deste horário, a Avenida Rio Branco ficará totalmente interditada até as 22h. As ruas próximas, como 1º de Março e Av. Presidente Antônio Carlos, também serão fechadas.

- Embarque gratuito no Metrô, entre 13h e 15h. O retorno sem pagar será permitido, das 20h às 22h.

- Nas barcas, a gratuidade ocorrerá das 13h às 15h, na Estação Araribóia (Niterói), onde o bilhete deve ser retirado hoje, e das 20h às 22h (Praça XV).

- Embarque gratuito nos trens das 13h às 15h, com volta das 20h às 22h. A recomendação é retirar o bilhete de ida e volta nas estações.

- No palco montado na Cinelândia, haverá shows dos cantores Lulu Santos e Mc Naldo e do grupo de pagode Sorriso Maroto.

- A mestre de cerimônias da manifestação será a atriz Cissa Guimarães.

- A atriz Fernanda Montenegro lerá um manifesto contra a tentativa do Congresso Nacional de aprovar a nova lei de partilha, que redistribui os royalties para todos os estados brasileiros.

Comentários