INSS mantém divulgação do edital para concurso de 1.875 vagas para dezembro


Está mantida, para 23 de dezembro, a previsão de publicação do edital do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), apesar de ter sofrido atraso a definição da organizadora da seleção, que terá oferta de 1.875 vagas, sendo 1.500 para técnico e 375 para perito médico. A informação foi repassada na última segunda-feira, dia 21, pela Assessoria de Imprensa do instituto.
No fim de outubro, pelo seu perfil no Twitter, o ministro da Previdência Social, Garibaldl Alves Filho, informou em primeiro mão a data prevista para a divulgação do edital. Dias mais tarde, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, após palestrar na 2ª Feira da Carreira Pública do Rio de Janeiro, o presidente do INSS, Mauro Luciano Hauschild, reiterou a informação.


Ainda segundo a Assessoria de Imprensa do INSS, a expectativa é de que a entidade responsável por gerir o concurso seja definida até 1º de dezembro e o contrato entre as partes assinado em seguida. Anteriormente, a organizadora seria anunciada em 16 de novembro. Contudo, nessa data, o Departamento de Recursos Humanos da autarquia adiantou que o cronograma inicial fora alterado em 15 dias, de acordo com a assessoria. O INSS irá adotar a modalidade dispensa de licitação, para agilizar o processo.
Requisitos e vencimentos - O cargo de técnico exige o nível médio (antigo 2º grau). Os rendimentos iniciais são de R$3.935,29 (já contando com a gratificação de atividade Executiva e a de desempenho de atividades do Seguro Social - 80 pontos). Estão incluso R$304 de auxílio- alimentação.
Já para o cargo de perito médico, exige-se graduação em Medicina e inscrição no conselho regional de classe. Os vencimentos são de R$9.080,93 (considerando 80 pontos de gratificação de desempenho de atividade de Perícia Médica Previdenciária). Aos rendimentos já estão incluído R$304 de auxílio- alimentação.
As provas do concurso deverão ser aplicadas do meio para o fim do mês de fevereiro. O Decreto nº 6.944/2009 determina prazo de, pelo menos, 60 dias entre a publicação do edital e a realização dos exames. O ministro Garibaldi tem poder para reduzir esse intervalo de tempo, se julgar necessário.
Segundo o presidente do INSS, a posse dos primeiros 900 candidatos às vagas de técnico está programada para 27 de março. Os aprovados para o cargo de perito deverão ser nomeados um pouco mais tarde. Para a função, além da prova objetiva, deverá haver uma avaliação de títulos. As demais convocações irão ocorrer, de forma escalonada, nos meses de julho (600 profissionais, 500 técnicos e 100 médicos), outubro (125 médicos) e novembro (100 técnicos).
O concurso visa à contratação de profissionais para atuar nas 720 agências do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX), que serão construídas até 2014, em municípios com mais de 20 mil habitantes. A seleção foi autorizada pelo Ministério do Planejamento em 18 de outubro, por meio da Portaria nº 442, publicada no Diário Oficial da União, no seguinte dia (19).
Folha Dirigida 

Comentários