Jornalista da revista Época consegue exclusiva com Nem e se surpreende com traficante


A jornalista Ruth de Aquino, da revista Época, conseguiu o que era disputado por muitos repórteres: uma entrevista exclusiva com o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, o chefe do tráfico na Rocinha (RJ), maior favela do Rio de Janeiro. Ruth se arriscou, antes mesmo da prisão de Nem, na última quinta-feira (10). A entrevista foi feita no dia 04 de novembro e publicada na edição desta semana da revista Época. 
A exclusiva foi intermediada por uma igreja que recupera drogados e prostitutas, temerosa caso o encontro fosse gravado. “Aguardei por três horas, fui levada a diferentes lugares. Meus intermediários estavam nervosos porque “cabeças rolariam se tivesse um botãozinho na roupa para gravar ou uma câmera escondida”. Cheguei a perguntar: “Não está havendo uma inversão? Não deveria ser eu a estar nervosa e com medo?”, contou a jornalista.

Ruth conta que se surpreendeu com a cena nada hostil onde o traficante foi encontrado. “Não encontrei Nem numa sala malocada, cercado de homens armados. O cenário não podia ser mais inocente. Era público, bem iluminado e aberto: o novo campo de futebol da Rocinha”.

Nem disse que não aceitava entrevistas porque ninguém acreditava em suas palavras, mas, por sorte e ousadia, deu ouvidos à jornalista, por 30 minutos.

Durante a conversa, o traficante elogiou o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, o ex-presidente Lula e o trabalho das UPPs. Nem também falou de religião, denunciou policias corruptos, afirmou que não usa drogas e admitiu que devia pagar sua dívida com a sociedade. Veja a entrevista completa no site da Época:http://revistaepoca.globo.com/tempo/noticia/2011/11/meu-encontro-com-nem.html 

Comentários