Mensalidade escolar deve ficar até 12% mais cara no ano que vem


Neste ano, preços de escolas já são a principal contribuição para inflação
Alunos usam Ipad e computador para aprender na Escola Parque Foto: Carlos Ivan/Arquivo O Globo
Alunos usam Ipad e computador para aprender na Escola Parque
CARLOS IVAN/ARQUIVO O GLOBO
O ano está chegando ao fim e os pais já se preocupam com o reajuste das mensalidades que tradicionalmente ocorre nos primeiros meses do ano. A apreensão é justificada. Em 2011, preços de mensalidades de escolares subiram 8,09%, o maior avanço dos últimos seis anos e que, sozinho, já significa a principal contribuição individual para a inflação oficial no país, segundo dados do IBGE. Para o ano que vem, a estimativa é de um aumento entre 8% e 12% nos valor das mensalidades, segundo as representantes de escolas particulares. O mercado não é regulado e o percentual de reajuste varia de acordo com a escola.
– Educação não é um serviço barato, é preciso saber qual o tipo de proposta pedagógica que a família quer para seu filho – afirma o presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Rio (Sinepe-Rio), Victor Notrica.


Notrica cita a folha de pagamento e os altos índices de inadimplência – que, segundo ele, gira em torno de 15% a 20% ao mês – como principais razões para o aumento das mensalidades. Também entram na conta das escolas os investimentos com novas tecnologias e a manutenção com as instalações.
A Rede Notre Dame, com três unidades no Rio, programa reajuste de cerca de 9% para o ano que vem, além de ampliação do horário integral e das instalações. No Grupo CEL, com presença nas zonas Norte, Sul e Oeste da cidade, as mensalidades também sofrerão uma elevação de 9% em 2012. Segundo a diretora-geral do CEL, May Chagas, o que pesa mais nos custos são os gastos com o quadro docente e a manutenção das instalações. No ano que vem, a escola pretende oferecer aos alunos novas tecnologias como Ipad, notebook e netbook para facilitar exercícios, tira-dúvidas e até provas pela web.
– Hoje o aluno precisa e está acostumado com a tecnologia. Já que ele fica tanto tempo no Orkut, temos que aproveitar esse interesse – afirma May.
Segundo o IBGE, na educação infantil, as mensalidades tiveram alta de 8,96% até outubro, as creches (8,76%) e o ensino fundamental (8,77%). Cursos de idiomas e esportes também não escaparam dos reajustes. Neste ano, a mensalidade de escolinhas de natação já registram alta de 8,26%, enquanto os cursos de informática têm um avanço de 11,04% nos preços.
Para a professora do Instituto de Educação da UERJ, Bertha do Valle, mensalidades cada vez mais altas têm o efeito de reduzir o universo de alunos a uma elite cada vez concentrada.
– São escolas que se dirigem cada vez mais a pessoas favorecidas e a cultura que se criou, mesmo entre os mais pobres, é que o ensino privado é melhor. O fato da mensalidade ser alta não significa que a qualidade também seja – pondera a especialista. 
 Pagamento integral de anuidade pode ser vantajoso
Uma opção para quem quer tentar gastar menos com mensalidades pode ser o pagamento da anuidade de uma só vez. O CEL oferece desconto de 10% para os pais que optarem pelo pagamento integral das mensalidades. Já no Notre Dame, o abatimento não está garantido e depende de negociação caso a caso.
Segundo a diretora de Atendimento ao Consumidor do Procon, Selma do Amaral, as escolas não são obrigadas a fornecer desconto aos pais, mas planos alternativos de pagamento podem ser interessantes.
Selma frisa que o estudante inadimplente não pode sofrer nenhum tipo de constrangimento ou sanção pedagógica, e tem o direito de fazer provas ou assistir à aulas mesmo com atraso no pagamento
O Globo

Comentários