Ministro discute com jornalistas em programa de rádio ao vivo e chama repórter de mentiroso

Mário Negromonte
O ministro das Cidades, Mário Negromonte, discutiu com jornalistas da rádio Estadão ESPN, na manhã desta sexta-feira (25), após ser questionado a respeito de recentes denúncias publicadas em O Estado de S. Paulo a respeito de fraudes em documentos de sua Pasta.
Os entrevistadores questionaram Negromonte sobre as gravações que expunham funcionárias do ministério falando sobre as supostas fraudes em um documento sobre construções para a Copa do Mundo de 2014. No ar, o ministro negou veementemente qualquer fraude e diz que abriu uma sindicância para apurar as denúncias.


Irritados com as negativas do ministro, os entrevistadores contestaram suas argumentações, com informações apuradas pelo Estadão, citando o relatório 2.344/2011, enviado para o secretário do Ministério das Cidades, sobre a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá, em que foi constatada, pela Controladoria Geral da União, a reprovação do orçamento. Segundo o jornal, o projeto não ficaria pronto até o evento esportivo, pois houve "alteração fraudulenta".

Negromonte disse que estavam [os repórteres] "querendo colocar chifre em cabeça de jumento" e insistiu que qualquer infração seria apurada por meio de uma sindicância. Uma das radialistas chamou o repórter Leandro Colon, de Brasília, e a contestação das informações ficou 'inflamada'.

Repórter e ministro iniciaram uma discussão e Colon acusou Negromonte de "enganar os ouvintes", lembrando que as denúncias constavam em um relatório publicado em manchete pelo Estadão. O ministro rebateu, dizendo que a manchete se "precipitou", afirmando que era ele [Colon) quem estaria "enganando e mentindo". "Quem é você para pré-julgar?", disparou Negromonte ao repórter.

Sob o pretexto de que estaria entrando em uma solenidade na Bahia, o ministro desligou o telefone e deixou os jornalistas sem respostas.
Redação Portal IMPRENSA 

Comentários