Ministro do Trabalho deu registro a sete sindicatos-fantasma, diz jornal

Organizações foram fundadas no Amapá, represen inústrias que não existem no estado

Carlos Lupi enfrenta denuncias
Questionado sobre novas denúncias publicadas hoje, Carvalho disse que isso não muda a situação de Lupi
O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, concedeu registro para a criação de sete sindicatos-fantasma no Amapá, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo publicada nesta terça-feira. As sete instituições, todas patronais, representam setores da indústria que não existem no Amapá.

Segundo a Folha, os registros teriam sido concedidos entre abril e agosto de 2009 por intermédio do deputado Bala Rocha, do PDT, mesmo partido de Lupi, no Amapá. Indústrias de fachada foram fundadas em nome de motoristas de uma cooperativa e, em seguida, os sindicatos criados representando essas indústrias-fantasma. Os motoristas usados como laranjas, segundo o jornal, são ligados a uma cooperativa controlada por Bala Rocha.
Ainda de acordo com a Folha, a criação das sete entidades daria força aos envolvidos nas eleições da Federação das Indústrias do Estado do Amapá, cujo orçamento anual passa dos R$ 10 milhões, além de controle do sistema S de educação (Sesi e Senai).
O ministério chegou a ser avisado, segundo a reportagem, por duas vezes das suspeitas de irregularidades. Uma pela própria federação das indústrias e outra por um deputado do PRTB. Ao jornal, o ministério respondeu que “não atendeu a interesses políticos para conceder o registro aos sete sindicatos do Amapá e que seguiu os 'procedimentos previstos nos normativos legais'”.
Bola da vez
O inferno astral do ministro do Trabalho começou logo depois da queda de seu colega do Esporte, Orlando Silva, com denúncias de que o partido cobrava propina de organizações que prestavam serviço ao sindicato.
Lupi também foi acusado de pegar carona em um avião alugado pelo controlador de ONGs financiadas pelo ministério. O ministro negou e disse até que não conhecia o empresário, mas ontem o site Grajaú de Fato divulgou fotos dele descendo do avião.

Comentários