Record entra na briga de Macedo e ataca igrejas neopentecostais


O programa "Domingo Espetacular", da Record, entrou ontem na "guerra" declarada por seu proprietário, Edir Macedo, às novas correntes pentecostais. O ataque foi contra as igrejas e congregações que admitem ou pregam o chamado "cair no espírito".
Trata-se de uma prática em que o pastor ou líder religioso toca o corpo do fiel, e este tem uma espécie de "desmaio", que é chamado também de "Desmaio do Espírito Santo". A prática já fora atacada diretamente por Macedo em um programa da IurdTV em setembro. Na época, o alvo foi a cantora Ana Paula Valadão, da banda gospel Diante do Trono. 
Rafael Andrade/Folhapress 
 Edir Macedo durante culto na praia de Botafogo, rio
 Edir Macedo durante culto na praia de Botafogo, rio
O bispo se referia ao encontro da banda e da vocalista com um pastor, no qual a cantora desmaiou após ter sua cabeça tocada pelo religioso. Comandada por Romualdo Panceiro, considerado por Macedo como seu herdeiro espiritual, Ana Paula virou alvo de chacota nos programas da IurdTV


 RICARDO FELTRIN
EDITOR E COLUNISTA DO F5


A reportagem de ontem do "DE" durou cerca de 40 minutos. A Record infiltrou produtores e repórteres com câmeras escondidas em cultos. Um dos produtores da emissora foi tocado por um pastor "do desmaio" por vários minutos, mas o produtor não desmaiou. O pastor desistiu.
"Comandados por um líder religioso, os fiéis ficam imóveis, caem e se debatem, em transe, no chão; muitas vezes, todos ao mesmo tempo. O Domingo Espetacular investigou o fenômeno e entrevistou ex-fiéis, psicólogos e neurologistas", disse a locução do "Domingo Espetacular" na abertura da reportagem.
A reportagem revoltou outros líderes religiosos, inclusive aqueles que não professam da prática do "cair no espírito", como Silas Malafaia. A ira se propagou pela internet. A hashtag #vergonharecord chegou ao ranking de mais postadas (trend topics).
Diferentemente do que o bispo Macedo e a produção do programa afirmam, não são apenas evangélicos que praticam o "cair no espírito". Há padres que têm feito o mesmo em igrejas católicas.
Motivos
A pergunta é: por que Macedo iniciou a briga com outros evangélicos? Uma das hipóteses é que ele teme que essas correntes e linhas tirem ainda mais fiéis da Igreja Universal.
Bandas como Diante do Trono e outras de estilo gospel, que comandam núcleos e congregações, já vinham sendo alvo de Macedo, que as vê como ameaça ao seu "rebanho". A expansão de mais uma denominação, a do "desmaio no espírito", pode ter agravado esse temor. Daí o ataque na forma de jornalismo.

Ricardo Feltrin, 48, está no Grupo Folha desde 91. Exerceu os cargos de repórter, colunista, editor e secretário de redação, entre outros. É atualmente editor e colunista do F5, site de entretenimento da Folha, e também colunista do UOL, onde apresenta o programa Ooops! às terças.

Comentários