Bom dia! Os destaques dos jornais e revistas deste domingo, 4 de dezembro

O Globo

Manchete: Crise faz salário no Brasil superar o de países ricos
Pesquisa mostra que remuneração é até 85% maior em empresas brasileiras

A crise na Europa e nos Estados Unidos, combinada ao crescimento do Brasil, está fazendo trabalhadores brasileiros ganharem até 85% mais que seus colegas estrangeiros, revela pesquisa da consultoria Michael Page feita em grandes empresas de todos os setores em cinco países. É o caso de engenheiros elétricos seniores que ganham no mínimo R$ 14.900 no Brasil, e a partir de R$ 8.037 da Espanha. Já um consultor jurídico brasileiro ganha 24,4% mais que os mesmos profissionais na Itália (até R$ 15 mil no Brasil contra R$ 12.055). A menor remuneração de um diretor comercial no Brasil é de R$ 28 mil, já no Reino Unido fica em R$ 24.674 (menos 11,9%). No Rio, o bom momento está trazendo os cariocas de volta para a casa, um “repatriamento” que já cresceu 30%. (Págs. 1, 31 e Boa Chance)

A geração do limbo
Cerca de 3.600 jovens estão entre o tráfico e o desemprego. Eles vivem nas favelas pacificadas, já não tem idade escolar e faziam parte dos escalões inferiores do tráfico. O estado detectou o problema e terá programa para tirá-los da situação de risco. "Com a UPP, o lucro do tráfico caiu muito. Cheguei a ganhar R$ 8 mil por mês. Agora, conseguiria no máximo R$ 800, o mesmo que ganho com carteira assinada, férias e 13º", diz um jovem que se empregou num hotel. Pesquisa feita em comunidades pacificadas mostra que proximidade com a Zona Sul tem peso maior do que a escolaridade na hora de conseguir trabalho. (Págs. 1 e 18)
Mário Soares



Aos 86 anos, o ex-presidente português ataca os neoliberais, que "mandam na Europa", e primeiros-ministros tecnocratas: "Isso ofende a democracia." (Págs. 1 e 46)

Eike Batista
Oitavo homem mais rico do mundo, Eike Batista fez um manual para aspirantes a empresários. Reconhece erros e admite: "Não sou infalível." (Págs. 1 e 40)

Consultoria rendeu R$ 2 milhões a ministro
Depois de sair da prefeitura de Belo Horizonte e antes de assumir o Ministério do Desenvolvimento no governo Dilma Rousseff, Fernando Pimentel faturou pelo menos R$ 2 milhões com sua consu1toria em 2009 e 2010. A Federação das Indústrias de Minas pagou R$ 1 milhão; o grupo da construtora mineira Convap, R$ 514 mil- e ganhou contratos na prefeitura de BH, aliada de Pimentel. (Págs. 1 e 3)
Brasil será 3º maior poluidor com pré-sal
Atualmente na sexta posição no ranking de maiores poluidores do mundo, o Brasil vai saltar para a terceira colocação com a exploração pesada do petróleo da camada do pré-sal nos próximos oito anos, revela estudo do Greenpeace. O país ficará atrás apenas de China e EUA. (Págs. 1 e 34)
A história de mora
O aperto de mão entre Ernesto Geisel e Ulysses Guimarães, no velório de Tancredo Neves, marcou o fim da ditadura, conta Jorge Bastos Moreno. (Págs. 1 e 12)
-----------------------------------------------------------------------------------
Situação de Lupi é insustentável, avisa o governo
Folha de S. Paulo
Manchete: Situação de Lupi é insustentável, avisa governo
O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, já recebeu do governo indicações de que vai perder o cargo. A presidente Dilma Rousseff deve conversar hoje ou amanhã com o pedetista, há quase um mês alvo de denúncias. Na avaliação do governo, a situação do ministro ficou insustentável após a Folha revelar que ele acumulou ilegalmente duas funções públicas por cinco anos. Lupi admitiu à sua equipe que tem constrangido Dilma. (Págs. 1 e Poder)
Violência do narcotráfico no México já atinge grandes cidades
A guerra do narcotráfico já matou cerca de 40 mil pessoas no México desde 2006. Antes concentrada no interior do país, a onda de crimes já atinge as grandes cidades, relata Sylvia Colombo, de Guadalajara.

No centro dessa cidade, há duas semanas, 26 corpos seminus foram abandonados no interior de três carros num cruzamento. (Págs. 1 e Mundo A18)

Caixa viu falhas no Panamericano antes da compra
E-mail obtido pela PF indica que a Caixa Econômica Federal detectou irregularidades no PanAmericano antes de comprar 36% do banco, no fim de 2009. O banco nega e diz que foi vítima de fraude. (Págs. 1 e Mercado B13 e B18)
Estrangeiro dribla lei para comprar terras no Brasil
Folha identifica três fundos com investidores de outros países que exploram brecha em parceria com brasileiros

Um ano e meio após o governo federal impor restrições à compra de terras por parte de estrangeiros, investidores internacionais exploram brechas da lei para adquirir propriedades rurais no território brasileiro.

A Folha identificou três fundos cujos acionistas são estrangeiros, como a The Forest Company. Embora liderem os investimentos, eles contornam a lei usando estruturas em que brasileiro atua como sócio majoritário. (Págs. 1 e Mercado B1)

Editoriais
Leia "Medidas contra a crise", sobre o pacote lançado pelo governo federal, e "Educação paulista", acerca de plano para melhorar o ensino em SP. (Págs. 1 e Opinião A2)
20 anos depois, ex-URSS encara novos desafios (Págs. 1 e Mundo A22)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Promessa de campanha, obra no Rio São Francisco para
Abandono é marcante ao longo dos canais para a transposição; governo diz que houve 'desaceleração'

Cenário de propaganda eleitoral da presidente Dilma Rousseff e responsável por parte da votação recebida por ela no Nordeste, a Transposição do Rio São Francisco foi abandonada por construtoras e o trabalho feito começa a se perder. Durante três dias a reportagem do Estado percorreu 100 km dos canais da obra. O abandono foi a tônica da viagem. O Ministério da Integração Nacional diz que a conservação do que já foi feito é de responsabilidade das empresas contratadas e que não se trata de interrupção das obras, mas de “desaceleração". (Págs. 1 e Nacional A4, A6 e A7)

Foto legenda: Deterioração
Canal de transposição do São Francisco em que as placas de concreto começam a desprender.

Transnordestina precisa de mais R$ 1,3 bilhão
Na lista das maiores obras do Programa de Aceleração do Crescimento, a Ferrovia Transnordestina exigirá, no mínimo, mais R$ 1,3 bilhão para ser concluída - valor que elevará o preço da obra para R$ 6,7 bilhões. (Págs. 1 e Economia B1)
Censo: Pobres, mas com vida longa
Mapeamento inédito do Censo mostra que os brasileiros com mais de 100 anos não estão nas áreas mais ricas do País, e sim no Norte e no Nordeste. A Bahia lidera em concentração de centenários, a maioria habitante de cidades do interior. Para especialistas, a vida em cidades pacatas explica a longevidade. (Págs. 1 e Vida A20 e A29)

Cristãos do Egito sofrem mais ataques
Ataques a igrejas não são novidade no Egito. Mas, após a queda do ditador Hosni Mubarak, eles se intensificaram, motivados pela maior liberdade de ação dos islâmicos radicais, informa Lourival Sant' Anna, enviado especial. (Págs. 1 e Internacional A16)
Acidente na Bahia mata 36 pessoas (Págs. 1 e Metrópole C6)
Viúva do caso Mega Sena é absolvida (Págs. 1 e Metrópole C6)
Fernando Henrique
Encruzilhadas mundiais

Sem perder os ideais desenhados em 1948, é urgente que as potências reconheçam a nova realidade e convidem à mesa os que tem vez e voz no mundo. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)

Dora Kramer
Ato de omissão

Quanto mais demora a agir no caso do ministro Carlos Lupi, menos a presidente Dilma cumpre sua obrigação constitucional. (Págs. 1 e Nacional, A6)

Notas & Informações
Pior a emenda que o soneto

Vaccarezza devia saber a enorme diferença entre funcionário publico e funcionário de partido. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
O casamento acabou? Prepare-se para gastar mais
A conta sai pesada para os casais que põem um ponto final na relação: o custo de vida dos novos solteiros sobe até 40% com as despesas duplicadas. Fora os danos emocionais, claro. O divórcio litigioso sai 80% mais caro que uma separação amigável. E o prejuízo apenas começa aí. (Págs 1, 36 e 37)
O ensino no DF está cada vez mais privado (Págs. 1, 29 e 30)
Começa a corrida das compras natalinas
Surtiu efeito o pacote do governo para incentivar o consumo: os brsilienses lotaram os shoppings. Mas itens essenciais, como alimentos, ainda estão caros. (Págs. 1, 14 a 16)
Arapongagem: Os burocratas temem o que?
E não é só no Senado: levantamento do Correio mostra quais órgãos da Esplanada se armam contra grampos telefônicos. Especialistas acham que o temor não se justifica do ponto de vista institucional. Afinal, diz um consultor, assuntos de interesse nacional não são tratados por telefone. (Págs. 1, 2 e 3)
A ré e a vergonha
Fotografia inédita que será publicada em biografia de Dilma Rousseff mostra-a sendo interrogada, em 1970, por oficiais da ditadura. Envergonhados, eles escondem os rostos. (Págs. 1 e 7)
Acidente mata 39 na Bahia
A tragédia envolveu dois caminhões e um ônibus em Milagres, na BR-116. Pelo menos 12 pessoas ficaram feridas. Em Brasília, a universitária Laís Cristina morreu em violenta colisão na Ponte do Bragueto. Sobrinho da deputada Eliana Pedrosa, o outro envolvido, passa bem. (Págs.1, 12 e 34)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Ruas loteadas
Ocupação de faixas laterais de movimentados corredores de tráfego para exposição de veículos à venda, uso de cones para demarcar vagas ou transformar o espaço público em área de feira livre contrariam o Código de Posturas, mas são práticas comuns em Belo Horizonte. O estado flagrou irregularidades em vias das regiões Centro Sul, Noroeste, Pampulha, Venda Nova e Nordeste, como a Avenida Cristiano Machado. Nem a fiscalização intimida. De janeiro a outubro, a prefeitura aplicou 278 multas, 7% a mais que em todo o ano passado. (Págs. 1, 25, 28 e 29)
Medo do grampo
Espionagem ronda os gabinetes de Brasília

O Palácio da Alvorada, ministérios, Judiciário e o Congresso investem em equipamentos sofisticados para barrar a arapongagem telefônica. (Págs. 1 e 3)

Tribunal de Contas: Andamento de processos nas mãos do Executivo
Veto do governador Antonio Anastasia a projeto que propõe arquivamento de 30 mil ações que tramitam no TCE pode evitar que o órgão leve o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF). (Págs. 1 e 11)
Johnie leva a sério briga com João
Poderosa multinacional, fabricante de uísque, acusa de plágio pequeno produtor de cachaça e move ação no Instituto Nacional de Propriedade Industrial. (Págs. 1 e 19)
Crime da mega-sena: Viúva é absolvida e pede reabertura da investigação (Págs. 1 e 15)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Tragédia na Bahia e luto em Pernambuco (pág. 1)
Violência causa medo no Litoral Sul (pág, 1)
Socialistas reforçam Eduardo (pág. 1)
Foto histórica de Dilma nos anos de chumbo (pág. 1)
Burocracia incomoda e causa prejuízos (pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Edição 2246
Veja
Manchete: O nocaute das estrelas
Hidrelétricas na Amazônia

Os estudantes reagem aos artistas ecochatos e fazem primeiro debate sério da internet brasileira. (Pág. 1)

Especial Tecnologia: O Natal dos aparelhos semiprofissionais (Pág. 1)
Rio de Janeiro: O “humanista” da Rocinha é pego negociando fuzil (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
capa
Época
Manchete: Como parei de fumar
As dificuldades e as lições de quem conseguiu se libertar do vício que escraviza 25 milhões de brasileiros. (Pág. 1)

Música a R$ 1,99
Enfim, a Apple lança a loja iTunes no Brasil. (Pág. 1)

Exclusivo
Documentos secretos da Marinha revelam como espiões da CIA operavam na ditadura. (Pág. 1)

Biografia
Um novo livro narra a trajetória de Dilma – da luta armada ao Planalto. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
capa
ISTOÉ
Manchete: Especial brasileiro do ano 2011
Antonio Candido – Brasileiro do Ano na Cultura;

José Mariano Beltrame – Brasileiro do Ano na Cidadania;

Dilma Rousseff – Brasileira do Ano;
Gilberto Kassab – Brasileiro do Ano na Política e
Anderson Silva – Brasileiro do Ano no Esporte. (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
capa
ISTOÉ Dinheiro
Manchete: Edição Especial – Empreendedores do ano 2011
Johnny Saad, Fernando Pimentel, André Esteves, Júlio Vasconcellos e José Luiz Gandini (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
capa
Carta Capital
Manchete: Educação nota zero
As escolas estatais e privadas são um desastre, mas os bons exemplos provam que ainda é possível sonhar com um sistema público universal e de qualidade. (Pág. 1)

Especial Nordeste: A nova onda de desenvolvimento regional (Pág. 1)
Economia: O governo amplia as medidas de estímulo ao consumo (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Número de presos cai pela primeira vez em 20 anos
Nova lei e mutirão tiram 1,4 mil detentos das prisões em 12 meses no Estado, mas ainda faltam 9 mil vagas. (Págs. 1, 4 e 5)

Por que o RS tem a maior fila de adoção
Entre os 4,2 mil cadastrados, estão Alessandro e Juliana, que encaram a espera como uma gravidez sem data para acabar. (Págs. 1, 20 e 21)
Empregos: TI, um mercado que só cresce (Págs. 1 e Encartado nesta edição)
EBC Serviços

Comentários