Globo e Bandeirantes deixam repórteres de plantão para cobrir quimioterapia de Lula


Lula-com-medico
O médico cardiologista Roberto Kalil Filho conta a Lula e Dona Marisa que tumor regrediu 75%. 
(Imagem: Instituto Lula/Ricardo Stuckert)
O tratamento contra um câncer na laringe que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realiza no Sírio Libanês, em São Paulo, tem feito com que a TV Globo e a Rádio Bandeirantes deixem seus repórteres de prontidão no hospital à espera de novos boletins médicos..
A reportagem da Rádio Bandeirantes escala um repórter por turno para "cobrir" a luta do ex-presidente contra o câncer. Na manhã desta terça-feira, 13, a repórter Ana Nery estava no Sírio Libanês, entrando ao vivo nos flashes matinais da emissora. O repórter Gabriel Prado, que chegou ao hospital na parte da tarde, diz que a abordagem nessa situação deve ser muito cuidadosa.
“A delicadeza, a atenção e principalmente a experiência são nossas aliadas nesse tipo de matéria. É esperar, checar os fatos exaustivamente com todas as assessorias envolvidas e só ir embora quando for mais do que confirmado que não haverá mudança no quadro da pessoa internada”, explica Prado.

A Rede Globo habitualmente mantém um esquema de plantão parecido com o da Rádio Bandeirantes nesses casos. Na manhã desta terça-feira, 13, a jornalista Natália Ariede entrou ao vivo do centro médico durante o 'Bom Dia Brasil', dizendo que o ex-presidente deverá sair do Sírio Libanês por volta das 21h de hoje. Ela também comentou que Lula deverá passar por sessões de radioterapia.

O repórter Wallace Lara assumiu o turno da tarde da Globo e entrou, ao vivo, durante o  'Jornal Hoje', reafirmando a possível alta de Lula no início da noite, além do otimismo que ele tem apresentado depois do anúncio da redução de 75% do tumor na laringe.

Sobre a internação de Lula, as demais emissoras dedicaram matérias que variaram de 40 segundos a três minutos. Elas exibiram imagens de um jogo de futebol americano do Corinthians em que o ex-presidente esteve no domingo, 11, e da coletiva de imprensa concedida no hospital pelos médicos Roberto Kalil e Artur Katz, na noite de segunda-feira, 12.  

Doença
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi internado na manhã desta segunda-feira, 12, para a terceira sessão de quimioterapia a fim de tratar o câncer na laringe e realizar exames, cujos resultados comprovaram a regressão de 75% do tumor. Ele descobriu a doença no fim de outubro.
Gabriel_prado_radio_bandeirantes_menor


Prado afirma que experiência é essencial em coberturas em hospitais. (Imagem: Arquivo pessoal)

Comentários