Petrobras vai abrir 4 mil vagas no ano que vem


Começar estudos antes do lançamento do edital amplia as chances de aprovação
Com previsão de quatro mil vagas no ano que vem, e um total de 17 mil até 2015, a Petrobras alimenta os sonhos de quem almeja trabalhar na estatal. Por ano, a empresa planeja promover dois concursos públicos. Mas o número poderá ser estendido, de acordo com a demanda. Em 2011, por exemplo, quatro seleções foram anunciadas. A última, que recebe inscrições até o dia 13 pelo site www.cesgranrio.org.br, oferece 350 cargos para níveis Médio Técnico e Superior. 


POR PRISCILA BELMONTE
“As oportunidades serão para todo o País. O maior número de vagas será destinada aoscargos de engenheiro, geólogo, geofísico, técnico de operação e técnico de manutenção”, adianta Lairton Corrêa, gerente de gestão do efetivo da Petrobras.

Uma estratégia que amplia as chances de aprovação é iniciar os estudos antes da publicação do edital, defendem especialistas. Segundo o diretor do Concurso Virtual, Marcelo Marques, a preparação deve começar pelas matérias mais cobradas na prova, como Língua Portuguesa, Inglês e Matemática. 

“Em Português, para os cargos de Nível Superior, o estudante deve direcionar para os tópicos Compreensão e Interpretação de textos, Ortografia, Morfologia e Sintaxe. Já para os cargos de Nível Médio, serão cobrados os mesmos tópicos, mais Morfossintaxe, Sintaxe, Pontuação, e Semântica”, destaca Marques.

Em geral, a responsável pelas seleções é a Cesgranrio, que tem estilo semelhante ao da Fundação Carlos Chagas. “Em Atualidades, são cobrados elementos do cotidiano. São usados gráficos e imagens, que exigem capacidade de visualização e interpretação. A banca distribui questões por todos os itens do edital, mantendo um nível homogêneo”, orienta Marques.

'Questões gramaticais são maioria'

Professor de Português do Grupo Maxx Educacional, Rian Geraisste destaca que as provas de Língua Portuguesa da Cesgranrio têm, normalmente, textos extensos e várias questões de interpretação. “Mas, ainda assim, as questões gramaticais são maioria, apesar de estarem normalmente vinculadas ao texto apresentado”, explica. 

Segundo Geraisste, as questões gramaticais mais recorrentes em provas da organizadora são de regência, concordância e crase, além de questões de ortografia e utilização de palavras que se confundem, como “porque”, “por que”, “porquê” e “por quê”.

Sobre o concurso para 350 oportunidades em cargos de níveis Médio Técnico e Superior, o especialista esclarece que as matérias específicas não terão tanto peso. “A disciplina que é o calcanhar de Aquiles da maioria e que mais reprova em concursos públicos estará presente: Português”, diz o professor. 

Os teste físicos serão só para os candidatos ao cargo de Técnico de Perfuração e Poços Júnior, de acordo com Geraisste. “São constituídos de barra fixa (dinâmico ou estático), flexão abdominal e corrida de 12 minutos”, explica.

Comentários