Seminário revela maior influência dos jornalistas nas decisões políticas


foto
Priscila Fonseca
Líderes de comunicação de grandes prefeituras paulistas contam como o jornalismo está mudando a imagem das administrações públicas por meio de práticas comuns do mundo privado
Foi-se o tempo em que um secretário de Obras dizia como, quando e onde uma de suas realizações deveria ser divulgada na imprensa. Agora, quem manda na comunicação das prefeituras é o jornalista. Essa, ao menos, foi a impressão deixada pelo 1º. Seminário de Comunicação para Prefeituras, realizado na última quarta-feira, 30, em São Paulo.
Promovido de forma inédita pelo Comunique-se Educação Corporativa, empresa do Grupo Comunique-se, o evento reuniu os líderes das secretarias de comunicação de cinco dos maiores municípios do Estado (Capital, Guarulhos, Campinas, Santo André e São José dos Campos).
Nos discursos, os representantes das prefeituras deixaram claro o avanço da profissionalização da comunicação na gestão pública. “Cada uma das nossas 27 secretarias conta com a assessoria direta de um jornalista, que produz o respectivo release a ser analisado por uma central de conteúdos. Só é divulgado aquilo que atende aos critérios de divulgação estabelecidos no plano de comunicação”, contou a diretora de imprensa de São José dos Campos (PSDB), Andréa Martins, lembrando o modelo de editorias, típico das estruturas vigentes nas redações.


Outra marca dos novos tempos da comunicação na gestão pública é o cuidado com o gerenciamento das redes sociais, o uso de táticas pouco convencionais, como as audiências públicas, e a postura proativa na hora de negociar pautas com os veículos de imprensa. “Não esperamos as coisas acontecerem para então sermos procurados pela mídia. Ao anteciparmos as informações, mesmo que elas não sejam positivas, aumentamos a chance de tornar pública a nossa versão”, disse o coordenador de imprensa da Prefeitura de São Paulo (PSD), Flávio Melo.
Acompanhe na edição de amanhã o que dizem os líderes de comunicação das prefeituras de Guarulhos e Campinas, ambas do PT e que tiveram prefeitos cassados pela Justiça. Veja a dica de um especialista sobre a melhor forma de se comunicar com a população e entenda de que maneira a comunicação interna pode ganhar pontos com o funcionalismo público a partir de uma ferramenta que está na moda: a rede social.

Comentários