União vai abrir 111.729 vagas em concursos no ano que vem


Definir área em vez de seleção amplia as chances de sucesso. Estratégia evita frustrações

O governo federal vai abrir, em 2012, 111.729 vagas por meio de concursos públicos. Delas, 107.382 serão geradas pelo Poder Executivo, 3.699 pelo Judiciário, 72 pelo Legislativo e 576 pelo Ministério Público da União.
Em meio a tantas oportunidades, o ideal é definir uma área de estudo e não apenas uma seleção específica, ensinam especialistas. Outra recomendação é começar a preparação antes mesmo da publicação dos editais.
Segundo Rodrigo Menezes, do site de videoaulas Concurso Virtual, apostar todas as fichas em um único concurso é arriscado, uma vez que a maioria dos aprovados já foi reprovada anteriormente. “O candidato deve selecionar uma série de concursos que atendam a suas expectativas e dedicar os estudos a esse grupo”, afirma Menezes.
 
Com base nisso, saiba como separar os estudos por áreas. Entre as áreas que vão oferecer chances em 2012, está a policial, que engloba as seleções para as polícias Civil, Federal e Rodoviária Federal. A fiscal é outra aposta: inclui cargos da Receita, do ISS, e do ICMS, entre outros. 

A área bancária também deve abrir vagas no ano que vem para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Outro nicho são os tribunais (Federal, Eleitoral, do Trabalho, de Justiça) e o Ministério Público (da União e do Estado do Rio de Janeiro). 

As chances na área jurídica incluem concursos para promotor, juiz, procurador da Fazenda e advogado, entre outros. As agências reguladoras e autarquias (ANP, Ancine e INSS) e os cargos do magistério também podem ser separados por grupos.

'As provas mais difíceis, em geral, são da Esaf e do Cespe'

As principais organizadoras de concursos em 2012 serão Cespe, Escola de Administração Fazendária, Fundação Carlos Chagas e Fundação Cesgranrio. As provas mais difíceis, em geral, são as da Esaf e do Cespe.

O Cespe usa o sistema de certo ou errado, em que cada item da prova é julgado separadamente, e o candidato tem 50% de chances de acertar. A cada questão que divirja do gabarito, uma certa é anulada. 

As provas da Esaf são de múltipla escolha, no sistema tradicional de cinco opções. Como o Cespe, exige que o candidato possua grande conhecimento da matéria, além de capacidade de interpretação. 

Avaliação médica antes dos treinos

De acordo com o professor de Educação Física da Academia do Concurso Elon Júnior, em 2012 os concursos que vão cobrar preparação física do candidato deverão ser os seguintes: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Tribunal Regional Federal, Polícia Civil e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária. 

Ele aconselha a quem pretende concorrer a, antes, fazer uma avaliação médica. Após essa etapa, o interessado deve procurar um profissional de Educação Física que possa dar orientações. “Quem não tem a prática do exercício precisa manter cautela para não extrapolar e acabar gerando uma lesão”, aconselha Elon Júnior.

Segundo o professor, os exercícios cobrados costumam ser os mesmos: “É exigido que o candidato corra, dê saltos e pegue peso.”


Comentários