Vereador filmado despachando de cueca em seu gabinete renuncia


Gêra Ornelas já havia deixado seu partido, o PSB, no fim de novembro, em meio a processo interno que poderia levar à sua expulsão; ele também enfrentava procedimento por quebra de decoro
O vereador Gêra Ornelas (sem partido), que ganhou notoriedade ao aparecer em um vídeo despachando em seu gabinete na Câmara Municipal de Belo Horizonte usando apenas cueca samba-canção, renunciou nesta quinta-feira, 1º, ao cargo. O ex-parlamentar já havia deixado o PSB no fim de novembro, em meio a um processo na Comissão de Ética da legenda que, segundo dirigentes socialistas, "provavelmente" resultaria em sua expulsão.


Marcelo Portela, correspondente de O Estado de S.Paulo
O pedido de renúncia foi lido em reunião da Câmara pelo presidente, vereador Léo Burguês (PSDB), já que Ornelas não compareceu ao local. Ele também enfrentava procedimento por quebra de decoro e, na última segunda-feira, 28, o corregedor da casa, vereador Edinho Ribeiro (PTdoB), já havia pedido sua cassação.
O vídeo no qual Ornelas aparece de cueca em seu gabinete - gravado pelo então vereador, que também aparece acariciando os cabelos de uma mulher - faz parte de um processo movido pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra o então parlamentar. As imagens foram entregues ao MPE por um ex-funcionário de Ornelas que acusou o chefe de extorsão, alegando que o vereador ficava com parte de seu salário. 

Comentários