Wi-fi no laptop pode danificar espermas


Pesquisadores acreditam que isso acontece devido à radiação eletromagnética emitida pelo aparelho
por Redação Galileu
Editora Globo
Um estudo publicado na revista “Fertility and Sterility” mostrou que usar internet sem fio no laptop pode danificar o esperma. Pesquisadores acreditam que isso acontece devido à radiação eletromagnética emitida pelo aparelho. 
A pesquisa foi desenvolvida pela Eastern Virginia Medical School e pelo Nascentis Centre for Reproductive Medicine em Córdoba. Foram analisadas amostras de espermas de 29 homens saudáveis, entre 26 e 45 anos de idade. 
Cada amostra foi separada em dois potes. Uma foi exposta ao Wi-Fi, enquanto a outra ficou longe da radiação. As duas ficaram em condições ambientais idênticas, incluindo a temperatura.



Os pesquisadores descobriram que os espermas expostos ao laptop tiveram uma queda significativa na mobilidade e também um aumento na fragmentação do DNA. Em torno de 35% dos espermas que ficaram próximos ao laptop pararam de nadar. No segundo grupo, esse percentual foi de 14%. Já a fragmentação do DNA foi de 9% para os espermas expostos ao computador ante 3% dos que ficaram longe do equipamento. 

Os pesquisadores acreditam que esse efeito é devido a radiação eletromagnética. No estudo, o laptop ligado ao Wi-fi emitiu 7 a 15 vezes mais radiação eletromagnética que o nível médio. 

“Nosso estudo indica que o uso de um laptop conectado a internet sem fio posicionado próximo aos órgãos reprodutores masculinos podem diminuir a qualidade do esperma humano”, segundo o artigo. 

No entanto, os pesquisadores não sabem dizer se esse efeito é o mesmo para todos os laptops com wi-fi ou se tem condições que podem aumentar o problema. Eles concluiram que é preciso fazer mais análises para avaliar esses danos. 

Comentários