Frase do dia

“O amor é tudo”
(Jesus Cristo)







sábado, 2 de abril de 2011

Vitória dos jornalistas e da sociedade

Exigência de diploma em Jornalismo para cargos públicos agora é lei em SC

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina derrubou, em sessão plenária realizada na última quarta-feira (30), por 24 votos contra 1, o veto do governador Raimundo Colombo (DEM/SC) ao Projeto de Lei Complementar 63/2010. Superado o quorum mínimo necessário de 21 votos, a exigência de diploma de Jornalismo para a ocupação de cargos na área de comunicação na administração direta e indireta catarinense agora é lei.
Aprovado por unanimidade no final do ano passado, o PLC 63/2010, de autoria do deputado Kennedy Nunes (PP/SC), foi vetado pelo governador sob o argumento de inconstitucionalidade por conflitar com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em 2009, derrubou a exigência do diploma em Jornalismo como requisito para o exercício da profissão.

Descontente com tal posição, o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina desenvolveu um intenso trabalho de contato e convencimento dos parlamentares, bem como de mobilização da categoria em defesa do projeto. A FENAJ encaminhou documento aos parlamentares com decisões judiciais sustentando que a exigência do diploma em concursos públicos não é inconstitucional.

Após a divulgação do resultado da votação secreta no placar eletrônico, sindicalistas, profissionais e estudantes que acompanharam a sessão comemoraram nas galerias e na Sala de Imprensa da ALESC. De acordo com o autor do projeto, a decisão dos parlamentares assegura a qualidade na prestação de serviços de informação pelo poder público estadual.

Santa Catarina é o segundo estado onde o veto governamental a projetos com este conteúdo é derrubado. Pioneiro em tal postura o Legislativo gaúcho derrubou, em maio do ano passado, o veto da então governadora Yeda Crusius (PSDB/RS) ao projeto de lei 236/2009, de autoria do deputado Sandro Boka (PMDB/RS).

Com informações da Assessoria de Imprensa da ALESC

E agora pré-candidatos?

Presidente da Câmara cabista barra aumento  
 do número de cadeiras emendando a Lei Orgânica
Carlos Medeiros
Foco Lagos
 Uma saída de mestre. Assim pode ser definida a estratégia utilizada pelo presidente da Câmara de Arraial do Cabo, vereador Arivaldo Cavalcanti Filho, o Dinho (PRB) para barrar o aumento no número de cadeiras no Legislativo cabista. Após consulta à Procuradoria da Casa, Dinho observou que era possível manter as atuais nove cadeiras, e evitar que mais duas fossem criadas, de acordo com lei que tramita na Câmara dos Deputados, ampliando o número de vereadores em todo o país.
A emenda à LOM nº 5 – que já foi aprovada pelos vereadores e sancionada - altera o artigo 56, revogando ainda o artigo 57, que passou a ter a seguinte redação: Art. 68-A – O Poder Legislativo é exercido pela Câmara Municipal composta por nove vereadores, representantes do povo, eleitos entre cidadãos brasileiros, maiores de 18 anos, por voto direto, pelo sistema proporcional ou majoritário para um mandato de quatro anos, de acordo com o número de habitantes de cada município.
Já o artigo 2º da emenda, revoga o artigo 57 da LOM. A emenda, que se transformou em um projeto de resolução foi assinado pelos integrantes da Mesa Diretora, a saber:  Dinho, José Ardson Amorim da Nóbrega (Zé Manquinho), Carla Celeste Suzana Moreira e Maria Amaral da Cruz.
- Com a emenda, os pré-candidatos – e que não são poucos – terão que refazer as suas estratégias de composição, principalmente aqueles que pertencem a pequenas legendas. Não foi uma estratégia para prejudicar os pré-candidatos, mas para permitir futuras coligações, e acabar com o receio que os pré-candidatos têm de pertencerem a nominatas com vereadores de mandato. Ressalto que em relação ao aumento no número de cadeiras, de acordo com o número de habitantes, segundo Censo do IBGE, a Mesa Diretora é soberana para tomar este tipo de decisão. O texto é claro e diz que o número de vereadores poderá ser aumentando (até) determinado número de cadeiras. A idéia foi tão boa que até mesmo integrantes da Mesa Diretora da Câmara de Cabo Frio pediram cópia do projeto – finalizou Dinho.
Dr. Taylor pode ir para o PDT
 Há uma forte articulação para que o vereador cabofriense Dr. Taylor Jasmim, a se filie no PDT.  Segundo fontes ligadas ao partido, o deputado estadual Jânio Mendes estaria à frente dessa missão. Os dois já trocaram telefonemas, e Taylor parece disposto se abrigar no ninho dos pedetistas.
Vereador de oposição,  assim como Marcello Corrêa – filho do ex-deputado e ex-prefeito Alair Corrêa – Dr. Taylor vem marcando sua atuação como defensor das questões da Saúde, e um dos mais duros críticos à atual política de saúde do município de Cabo Frio. Tem sintonia fina também com Alair, a quem apoiou na eleição de 2009.
Informações de bastidores dão conta de que a  filiação de Taylor no PDT estaria atrelada a possibilidade dele ocupar a vaga de vice-prefeito, na futura chapa do candidato indicado pelo partido à sucessão municipal em 2012.

Mensalão no governo Lula

Relatório final da Polícia federal confirma...

Depois de seis anos de investigação, a PF concluiu que o Fundo Visanet, com participação do Banco do Brasil, foi uma das principais fontes de financiamento do esquema montado pelo publicitário Marcos Valério. Com 332 páginas, o documento da PF, divulgado pela revista "Época", joga por terra a pretensão do ex-presidente Lula de provar que o mensalão nunca existiu e que seria uma farsa montada pela oposição.

O relatório da PF demonstra que, dos cerca de R$ 350 milhões recebidos do governo Lula pelas empresas de Valério, os recursos que mais se destinaram aos pagamentos políticos tinham como origem o fundo Visanet. As investigações da PF confirmaram que o segurança Freud Godoy, que trabalhou com Lula nas campanhas presidenciais de 1998 e 2002, recebeu R$ 98,5 mil do esquema do valerioduto, conforme revelou o Estado, em setembro de 2006. A novidade é que Freud contou à PF que se tratava de pagamento dos serviços de segurança prestados a Lula na campanha de 2002 e durante a transição para a Presidência - estabelecendo uma ligação próxima de Lula com o mensalão. No depoimento, Freud narrou que o dinheiro serviu para cobrir parte dos R$ 115 mil que lhe eram devidos pelo PT.

O relatório da PF apontou o envolvimento no esquema do mensalão, direta ou indiretamente, de políticos como o hoje ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, do PT. Rastreando as contas do valerioduto, os investigadores comprovaram que Rodrigo Barroso Fernandes, tesoureiro da campanha de Pimentel à prefeitura de Belo Horizonte, em 2004, recebeu um cheque de R$ 247 mil de uma das contas da SMP&B no Banco Rural. As investigações confirmaram também a participação de mais sete deputados federais, entre eles Jaqueline Roriz (PMN-DF), Lincoln Portela (PR- MG) e Benedita da Silva (PT-RJ), dois ex-senadores e o ex-ministro tucano Pimenta da Veiga.

Segundo a revista "Época", a PF também confirmou que o banqueiro Daniel Dantas tentou mesmo garantir o apoio do governo petista por intermédio de dinheiro enviado às empresas de Marcos Valério. Dantas teria recebido um pedido de ajuda financeira no valor de US$ 50 milhões depois de se reunir com o então ministro da Casa Civil José Dirceu. Pouco antes de o mensalão vir a público, uma das empresas controladas por Dantas fechou contratos com Valério, apenas para que houvesse um modo legal de depositar o dinheiro. De acordo com o relatório da PF, houve tempo suficiente para que R$ 3,6 milhões fossem repassados ao publicitário.

As investigações comprovaram ainda que foram fajutos os empréstimos que, segundo a defesa de Marcos Valério, explicariam a origem do dinheiro do mensalão. Esses papéis serviram somente para dar cobertura jurídica a uma intrincada operação de lavagem de dinheiro. De acordo com o relatório da PF, houve duas fontes de recursos para bancar o mensalão e as demais atividades criminosas de Marcos Valério. A principal, qualificada de "fonte primária", consistia em dinheiro público, proveniente dos contratos do publicitário com ministérios e estatais. O principal canal de desvio estava no Banco do Brasil, num fundo de publicidade chamado Visanet, destinado a ações de marketing do cartão da bandeira Visa. As agências de Marcos Valério produziam algumas ações publicitárias, mas a vasta maioria dos valores repassados pelo governo servira tão somente para abastecer o mensalão.

A segunda fonte de financiamento, chamada de "secundária", estipulava que Marcos Valério seria ressarcido pelos pagamentos aos políticos por meio de contratos de lobby com empresas dispostas a se aproximar da Presidência da República. Foi o caso do Banco Rural, que tentava obter favores do Banco Central e do banqueiro Daniel Dantas, que precisava do apoio dos fundos de pensão das estatais.

Agência do Estado

Hackers postam notícias homofóbicas

no site de ABGLT
Marcela Gonsalves

O site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) foi invadido por hackers na madrugada deste sábado. Eles adicionaram dois posts homofóbicos à página de notícias, intitulados "Bolsonaro para presidente do Brasil" e "Os Fatos Sobre a Homossexualidade".
No primeiro deles, há a frase "A favor da família, contra a pederastia". No segundo post, "Os Fatos Sobre a Sexualidade", há citações bíblicas para embasar os argumentos de que a homossexualidade não seria uma conduta correta. Também são feitas referências ao "MOSES - Movimento Pela Sexualidade Sadia", que seria "uma importante organização dedicada a ajudar homens e mulheres homossexuais durante a transição para um estilo de vida celibatário e a transição para a heterossexualidade".
O presidente da ABGLT, Toni Reis, afirmou que os posts não serão apagados até que a polícia faça um diagnóstico do caso. Segundo ele, a Associação já tomou as providências para que os responsáveis sejam identificados. Um ofício foi encaminhado ao Ministério da Justiça e uma queixa por crime cibernético foi registrada.
"Nós ficamos chocados e triste. É como se nossa casa fosse invadida por vândalos e homofóbicos", declarou Toni. Ele classificou como "verborreia" as recentes declarações do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) que, em recente entrevista, disse que não corria o risco de ter um filho gay por ter dado "boa educação" e ter sido um "pai presente". O ativista comentou que os posts são a prova de que o deputado não está sozinho.

Dia Mundial do Autismo

Especialistas alertam para a importância de diagnóstico precoce

Chamar a atenção de todos sobre o autismo, uma doença que atinge até 2 milhões de pessoas no País e chega a 70 milhões no mundo. Foi com esse objetivo que a ONU (Organização das Nações Unidas) estabeleceu em 2007, o 2 de abril como Dia Mundial de Conscientização do Autismo.
Hoje, a data foi marcada por uma série de eventos, em diversos países, visando promover estudos e discussões em prol do bem-estar do autista e sua inclusão na sociedade.

Numa ação mundial, alguns monumentos importantes foram iluminados de azul (cor definida para representar a conscientização pelo autismo) em alusão à data, dentre eles podemos citar,  aqui no Brasil, o Cristo Redentor (Rio de Janeiro), a Usina do Gasômetro (Porto Alegre), a Ponte Estaiada, o Viaduto do Chá e o Monumento às Bandeiras (São Paulo) o prédio do Senado Federal (Brasília), o Teatro Amazonas (Manaus) entre outros cartões postais brasileiros.


E é natural a atenção dedicada a essa data, pois, além do reduzido número de profissionais especializados no tratamento do autismo, em crianças, seu índice é mais elevado do que a somatória dos casos de AIDS, diabetes e câncer.
A estátua da Justiça, escultura de Alfredo Ceschiatti que adorna a fachada do STF, ganhou iluminação azul no início da noite de ontem, 1º. Em Brasília, o Congresso Nacional e a Torre de TV também aderiram ao movimento.
O Palácio do Congresso Nacional já está iluminado com a cor azul como forma de chamar atenção para o Dia Internacional para a Conscientização a respeito do Autismo.
No dia 5 deste mês, haverá a implantação, na Câmara dos Deputados, da Frente Parlamentar de Políticas para a Inclusão das Pessoas com Deficiência e, no dia 8, haverá uma sessão especial, no Plenário, voltada para a pessoa com deficiência.

Projeto de lei equipara autista aos portadores de deficiência
Também em atenção às pessoas com autismo, na última quinta-feira, 31, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, por unanimidade, transformou em projeto de lei sugestão (Sugestão 1/10) enviada ao Senado pela Associação em Defesa do Autista - Adepa.
O projeto, que começa a tramitar no Senado, define os direitos da pessoa diagnosticada com autismo - agora denominado transtorno do espectro autista (TEA) - e as diretrizes para sua inserção na sociedade.
Com a aprovação do projeto, a pessoa portadora de autismo também passará a ser classificada como pessoa com deficiência. O autista passará a ter todos os direitos que as pessoas com deficiência já conquistaram em termos de políticas públicas.
 

Suspeito de tráfico de drogas

PRF prende ambulante na ponte Rio-Niterói

Divulgação / PRF

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na noite de ontem (1º) um ambulante suspeito de tráfico de drogas na ponte Rio-Niterói.
Ele estava vendendo biscoitos entre os carros quando foi surpreendido pelos agentes da PRF. Com o suspeito, foi encontrada uma trouxinha de maconha.

De acordo com a PRF, o ambulante resistiu à abordagem dos policiais. Ele foi levado para Delegacia da Polícia Federal de Niterói, região metropolitana.
O material apreendido foi levado para o galpão da Guarda Municipal do município.

100 dias

Dilma bate índices de Lula e FHC

Reprodução/Rede TV!

Por José Dirceu

A uma semana de completar a marca simbólica dos 100 dias no Planalto, a presidente Dilma Rousseff recebe uma ótima pesquisa CNI-IBOPE: ela supera os índices obtidos em igual período pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula em levantamentos sobre início de governo.

No IBOPE encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), Dilma Rousseff registra a melhor avaliação de início de governo desde o começo do 1º mandato de FHC. O levantamento indica que o governo Dilma é avaliado como ótimo/bom por 56% dos brasileiros.

A aprovação do início do 1º mandato do ex-presidente Lula (2003), às vésperas dos 100 dias era de 51%, e de FHC (1995), de 41%. Apenas 5% dos brasileiros consideram o governo Dilma “péssimo” ou “ruim”. Outros 19% classificaram-no como regular e 11% ficaram indecisos.

Aprovação em todas as áreas

A pesquisa indica ainda que o índice de aprovação da presidenta é de 73%, ficando atrás somente do primeiro mandato do ex-presidente Lula, que obteve 75% de aprovação em março de 2003. Só 12% dos entrevistados desaprovam a petista, enquanto 14% se mostram indecisos.

O levantamento foi feito de 20 e 23 de março, com 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou menos. O IBOPE constatou que a avaliação positiva de 56% do governo Dilma se reflete em praticamente todas as áreas de atuação. No combate à fome e à pobreza, sua avaliação soma 61%, contra 33% que desaprovam suas ações nesse campo e 6% de indecisos.

O mesmo cenário de aprovação se repete no combate ao desemprego: 58% avaliam como positivas as ações do governo voltadas para esse campo, contra 35% que desaprovam e 7% de indecisos. Em relação à preservação do meio ambiente, o governo Dilma é avaliado positivamente  por 54% dos entrevistados.

10 kg de maconha com ex-detento

Policiais militares de Campos apreendem 



Eles encontraram também na manhã deste sábado (2), uma pistola calibre 45 e outra de nove milímetros em uma casa na área central da cidade.
A droga estava com um homem de 27 anos, que segundo os policiais, já tinha sido preso por tentativa de homicídio e estaria em liberdade há um mês e meio.
O caso foi registrado na Delegacia do Centro (134ª DP) e o suspeito encaminhado para Casa de Custódia de Campos.

Homicídio em São Pedro da Aldeia

Casal é assassinado a tiros na frente dos filhos
O crime aconteceu por volta das 4h da madrugada deste sábado (2) dentro de casa da família, na comunidade da Arruda.
Policiais militares que foram ao local do crime informaram que vários móveis foram queimados. Eles disseram também que a família estava acordada e as crianças, de dois e quatro anos, assistiram tudo.
O corpo do casal foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Cabo Frio.
O caso foi registrado na Delegacia de São Pedro da Aldeia (125ª DP). A polícia fez buscas a procura de suspeitos, até às 14h ninguém tinha sido preso.

11 mil focos de Aedes aegypti

No Dia da Cruzada Contra a Dengue no Rio de Janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil mapeou 11.354 possíveis focos do Aedes aegypti neste sábado (2). Cerca de 7.000 participantes, saíram de 159 unidades municipais de saúde e percorreram cerca de 900 km no total, vistoriando ruas, imóveis e estabelecimentos de todas as regiões da cidade.
Cruzada Contra a Dengue encontra

Os pontos identificados como criadouros do mosquito Aedes aegypti foram georreferenciados em tempo.
Dos focos encontrado, 4.267 foram eliminados na hora, o que representa cerca de 40% do total. Os demais, em sua maioria encontrados em propriedades privadas, entrarão na rotina diária dos agentes de vigilância em saúde.
O trabalho aconteceu em 126 comunidades da capital, como os complexos do Alemão, da Penha e da Maré, na zona norte; 26 da Baixada Fluminense, 24 na região metropolitana, como Niterói e São Gonçalo; e quatro no interior, em Campos e Bom Jesus de Itabapoana.

Absurdo

TSE libera registro de oito candidatos barrados pela Ficha Limpa

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou ontem (1º) ter deferido o registro de candidatura a oito candidatos que foram barrados das eleições de outubro passado de acordo com a Lei da Ficha Limpa. A decisão, tomada pelo ministro Marco Aurélio, segue entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF).
Em 23 de março, em julgamento de recurso de um candidato a deputado estadual em Minas Gerais, o STF decidiu que a Lei da Ficha Limpa não poderia ser aplicada às eleições de 2010, por ferir o princípio da anterioridade eleitoral. Com isso, tanto os ministros do Supremo quanto os do TSE passaram a poder liberar, individualmente, os registros negados nos termos da Ficha Limpa.
Os oito registros liberados pelo TSE são de candidatos a deputado estadual, distrital e federal. Cinco tiveram as candidaturas barradas por Tribunais Regionais Eleitorais e três, apesar de liberados para concorrer em outubro, estavam ameaçados por recursos do Ministério Público Eleitoral.
Também nesta semana o STF começou a devolver ao TSE recursos que já se encontravam na Corte Suprema. Isso significa que os candidatos que haviam recorrido ao Supremo não precisarão aguardar o julgamento pelos ministros daquela corte, devendo ser liberados pelo próprio TSE.
Quatro candidatos ao Senado que obtiveram votos suficientes para garantir uma vaga na Casa, mas acabaram sem registro, têm recurso no STF: Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Jader Barbalho (PMDB-PA), João Capiberibe (PSB-AP) e Marcelo Miranda (PMDB-TO). O caso de Jader Barbalho, inclusive, chegou a ser julgado no Supremo, com o indeferimento do recurso, mas a decisão pode ser revista agora.
Da Redação / Agência Senado

Bom dia!

Manchetes dos principais jornais deste sábado
Nacionais
O Estado de S.Paulo
Governo intensifica leilão de alimentos para conter preços
O Globo
Juízes alegam até calor para rejeitar o expediente integral
Correio Braziliense
Arruda confirma propina de Durval a Bandarra
Estado de Minas
Comércio de milhas decola na internet
Diário do Nordeste
Obras paradas na BR-116 irritam os motoristas
Zero Hora
Máfia impõe terror para dominar o jogo em nove municípios
*
Internacionais

The New York Times (EUA)
Afegãos vingam queima de Corão na Flórida matando 12
The Guardian (Reino Unido)
Missão da ONU no Afeganistão é atacada por manifestantes
Le Monde (França)
A batalha de Abidjã, a queda de Gbagbo
El País (Espanha)
"Há quem acredite que se possa ser o melhor atacante toda a vida. Pois eu não", diz Zapatero
Clarín (Argentina)
Sobe em 20% o mínimo para o Imposto sobre Ganhos

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Foram afastados

Policiais suspeitos de tortura em Araruama
Marcela Gonsalves
A chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegada Martha Rocha, decidiu hoje substituir o titular da 10ª DP (Botafogo) e afastar os cinco policiais da delegacia acusados de tortura. No início do dia, a delegada havia solicitado um relatório sobre o caso para Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol). Com base no documento, entendeu pela remoção dos policiais para a Seção de Pessoal em Situações Diversas, por conveniência disciplinar. O delegado Rodrigo Oliveira assumiu o cargo na 10ª DP.
Embora não haja notícia da participação de autoridades policiais no evento, a decisão quanto à mudança da titularidade se deu pois Martha considerou que o fato apontava para falha de gestão por parte do delegado José Pires Lage, que será removido para a Delegacia Supervisora.
Os policiais são suspeitos de torturarem um funcionário de ferro-velho de Araruama, no último dia 24, na Região do Lagos. Na ocasião, a vítima era pressionada a identificar dois homens como fornecedores de peças de carros roubados para o ferro-velho em que trabalha. O rapaz denunciou o caso à Coinpol e afirmou que os policiais teriam ferido seus órgãos sexuais com um alicate.

CNJ: Judiciário gasta demais e ...

... não consegue cumprir metas traçadas para 2010

Mesmo sem conseguir cumprir as metas de produtividade estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para 2010, os presidentes de tribunais apoiam a iniciativa de se cobrar mais eficiência do Poder Judiciário. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou na sessão plenária  novo horário de atendimento ao público para o Poder Judiciário.
Todos os tribunais e demais órgãos jurisdicionais terão de atender o público das 9h às 18h, no mínimo. O novo expediente vale para segunda a sexta-feira e precisa respeitar o limite de jornada de trabalho dos servidores. Para entrar em vigor, a resolução com a mudança de horário ainda precisa ser publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE).
Ela atende a pedido de providências da Ordem dos Advogados do Brasil- Seção Mato Grosso do Sul. Por causa dos diferentes expedientes que alguns tribunais adotaram, quem precisava dos serviços jurídicos estava sendo prejudicado. Quem relatou o processo foi o conselheiro Walter Nunes da Silva Jr.
As principais metas traçadas pelo Poder Judiciário para 2010 não foram cumpridas, segundo estudo divulgado pelo próprio CNJ. A mais importante, julgar todos os processos que deram entrada na Justiça até 2006, ficou longe de ser atingida: menos da metade desses processos (44,5%) foi julgado. O CNJ também esperava que o Poder Judiciário cortasse os gastos em 2%. Mas o resultado decepcionou. As despesas cresceram 17%.
Os tribunais estaduais de Justiça foram os que apresentaram o pior desempenho. Julgaram apenas 38,92% do estoque de processos acumulados até 2006. O melhor foi o da Justiça Militar: 94,65% dos processos distribuídos até 2007 foram julgados. Outra meta previa o julgamento de todos os processos que chegaram ao Judiciário no ano passado. Nesse caso, o percentual de cumprimento foi de 94,2%.
A Justiça Eleitoral, os tribunais superiores e a Justiça do Trabalho julgaram mais processos do que receberam. A meta relativa ao cumprimento das execuções fiscais e não fiscais cobrava a redução de 10% do acervo em 2009, percentual que passava para 20% no caso das execuções fiscais.
Para que a meta fosse cumprida, o Judiciário precisaria dar baixa em 23,5 milhões de processos em fase de execução no país. O resultado ficou distnate da meta: apenas 37,95% dos processos foram executados. O Judiciário também não conseguiu cumprir a meta de economia. O CNJ previa a redução de 2% nos gastos com luz, água, combustível, telefone e papel. Mas ocorreu o oposto: aumento de 17% desse tipo de despesa.

Polícia prende gerente do tráfico em São Pedro

Suspeito, que tinha 14 anotações criminais, foi capturado na favela Alto da Olaria
Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) prenderam, nesta sexta-feira (1º), Livaldo José da Silva. Ele foi preso em casa e é apontado como gerente da Favela Alto da Olaria, em São Pedro D'Aldeia, Região dos Lagos.
Com o preso foram apreendidos um quilo de maconha e mais de 400 papelotes de cocaína. Livaldo tem 14 anotações criminais e, contra ele, foram expedidos dez mandados de prisão por roubo e tráfico de drogas.

Caso "dono de pizzaria em Campos"

PM prende dois suspeitos do assassinato

Policiais Militares do batalhão de Campos dos Goytacazes (8º BPM), no norte fluminense, prenderam na manhã desta sexta-feira (1) dois suspeitos de terem assassinado o comerciante João Fernando Ferreira Viana, de 30 anos, no último sábado (26).
Vieira era dono de uma pizzaria no bairro do Horto e foi morto durante um assalto ao seu restaurante.
Os dois jovens de 18 anos, foram presos com uma arma. A polícia militar continua as buscas para localizar a motocicleta usada pelos criminosos durante o assalto.
O crime
Segundo testemunhas, dois homens chegaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto. O comerciante estava com um fone no ouvido e demorou  para compreender o que estava acontecendo. Nervosos com a situação, os criminosos dispararam contra Viana que morreu na hora.

Momento "mentira absurda"

Qual a maior ou melhor ou mais absurda mentira que você já ouviu ou falou?
de seu depoimento aqui.
 

Momento fala de John Lennon

"O tempo se encarrega dos patifes"

Bom dia!

Deixe seu comentário sobre esta frase.

Encerra em 15 dias

Prazo para regularização do título


Foto:Nelson Jr./ASICS/TSE 

No próximo dia 14 de abril a Justiça Eleitoral encerra o prazo para regularização do título eleitoral daqueles que deixaram de votar nas três últimas eleições. De acordo com levantamento realizado em todo o Brasil, mais de um milhão de eleitores ainda podem ter o documento cancelado porque não compareceram aos cartórios eleitorais para regularizar a situação.

Ao todo, 1.473.128 eleitores se encontravam nesta situação no início de 2011. Desde então, 37.723 já justificaram a ausência em todo o país, sendo que o Estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, registrou o maior número de regularizações: 7.918 no total. Como o estado também registrou o maior número de faltosos, outros 342.898 eleitores ainda precisam comparecer aos cartórios eleitorais.

A maioria dos eleitores faltosos está concentrada na faixa etária dos 25 aos 34 anos, somando 516.648 no total nacional. Os eleitores que têm entre 35 e 44 anos aparecem em seguida na lista de faltosos, somando 301.821 no total.

Os dados mostram que os homens faltaram às votações mais do que as mulheres. Existem 853.594 eleitores homens faltosos, enquanto 580.293 eleitoras mulheres não compareceram às urnas por três vezes seguidas.
A maioria dos eleitores faltosos, de acordo com o grau de instrução, está entre os que possuem apenas o ensino fundamental incompleto, somando 655 mil que ainda precisam regularizar o documento. Em seguida estão os eleitores que apenas lêem e escrevem, somando 229.918.

Outros documentos

Quem não regularizar o título de eleitor, além de perder o cadastro junto a Justiça Eleitoral, poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público, participar em concorrência pública ou administrativa, obter certos tipos de empréstimos e inscrição, além de poder se prejudicar na investidura e nomeação em concurso público.

Também não poderá renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda, obter certidão de quitação eleitoral e obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet (www.tse.jus.br) está disponível uma opção para que os eleitores consultem a situação de seu documento.

Se um eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno de uma mesma eleição, já serão contadas duas eleições para efeito de cancelamento. Além disso, poderão ser contadas faltas às eleições municipais, eleições suplementares e referendos. Não serão computadas as eleições que tiverem sido anuladas por determinação da Justiça.

 

Vão ser analisadas

Propostas de restrição ao cigarro

 

Após gerar críticas da indústria e elogios de movimentos antitabagistas e de associações médicas, consultas públicas com regras mais restritivas para propaganda e produção de cigarros no País terminaram ontem (31) com pelo menos 200 mil requerimentos para mudanças do texto.
Proposta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), uma resolução proíbe a adição de produtos ao fumo, considerada uma estratégia para incentivar a iniciação de crianças e jovens. A outra limita mais a propaganda: maços não podem ser expostos em pontos de venda, com exceção das tabacarias.
Pelo cronograma oficial, as sugestões apresentadas serão analisadas e um texto final será redigido. Mas setores antitabagistas temem que, diante de tanta polêmica, as propostas sejam engavetada para sempre - o que não seria inédito na Anvisa. Durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma proposta de restringir a propaganda de bebidas, depois de muito debate, foi arquivada.
O lobby contrário às restrições se intensificou nos último meses. Representantes de produtores fizeram debates e reuniões com o governo. A última ocorreu anteontem, na Casa Civil. As associações, ligadas a bares, padarias, agropecuária e turismo, afirmam que as medidas são uma intervenção nos direitos de propriedade e livre iniciativa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tiririca contrata humoristas

... como assessores políticos
“A gente é bom para dar ideias”

 
Deputado mais votado do Brasil, com 1,3 milhão de votos, Francisco Everardo Oliveria Silva (PR-SP), o Tiririca, usa dinheiro da Câmara para empregar humoristas do programa A Praça é Nossa, do SBT. Em 23 de fevereiro, foram nomeados como secretários parlamentares os humoristas José Américo Niccolini e Ivan de Oliveira, que criaram os slogans da campanha eleitoral do deputado. Ambos recebem o maior salário do gabinete, de até R$ 8 mil, somadas as gratificações.
Os humoristas nomeados por Tiririca moram em São Paulo e não cumprem expediente diário como servidores da Câmara - até porque Tiririca não tem escritório político na capital paulista. Niccolini é presença semanal na TV com o personagem Dapena, uma sátira do apresentador da TV Bandeirantes José Luiz Datena.
Procurado pela reportagem da Agência do estado, Niccolini justificou a sua contratação na Câmara.
- A gente é bom para dar ideias. Ele (Tiririca) escolheu a gente porque ajudamos na campanha, só por isso. Porque acredita que podemos dar boas ideias. 
Tiririca informou, por intermédio da assessoria de imprensa, que contratou os dois humoristas para ajudá-lo no mandato parlamentar. "O deputado Tiririca nomeou os assessores levando em conta o critério de conhecê-los pessoalmente e também o fato de serem dois comunicadores que vão colaborar e desenvolver trabalhos dentro da temática que o deputado atua."
Hoje completam dois meses desde que Tiririca tomou posse. Campeão de votos em 2010, é o segundo mais votado da história - perde para Enéas Carneiro, que disputou pelo Prona. Por enquanto, Tiririca não apresentou nenhum projeto de lei nem fez discurso na tribuna do plenário. 

Primeiro de Abril:


A tradição popular informa que o 1º de abril é o Dia da Mentira, onde são permitidas brincadeiras com a finalidade provocar risos ou situações constrangedoras para quem se deixou envolver na brincadeira. A orientação é para que as pessoas tomem cuidado diante de alguma notícia insólita.
Tudo começou em 1564, quando Carlos IX, rei de França, por uma ordonnance de Roussillon, Dauphine, determinou que o ano começasse no dia primeiro de janeiro, no que foi seguido por outros países da Europa.
É claro que, no início, a confusão foi geral, de vez que os meios de comunicação ainda eram inexistentes. Não havia rádio, televisão, nem mesmo o jornal, pois a invenção da imprensa, por Gutenberg, só aconteceu muitos anos depois.
Antes de Carlos IX determinar que o dia primeiro de janeiro fosse o começo do ano, este tinha início no dia primeiro de abril, o que resultou ficar conhecido como o Dia da Mentira., por força das brincadeiras feitas com a intenção de provocar hilaridade.
Surgiram, então, as brincadeiras (que os franceses denominavam de plaisanteries) em todo o mundo, como a da carta que se mandava por um portador destinada a outra pessoa, na qual se lia o seguinte: "Hoje é primeiro de abril. Mande este burro pra onde ele quiser ir".
Seria um nunca acabar se fossem, aqui, relacionadas as brincadeiras referentes ao primeiro de abril. Até mesmo eram distribuídas cartas convidando amigos para assistirem ao enlace matrimonial de pessoas que nem sequer se conheciam, mencionando a igreja, o dia e a hora em que seria celebrado o suposto casamento.
Vejamos alguns primeiros de abril pregados pela imprensa mundial, conforme relata a revista Isto é, de São Paulo, ano 11, nº 1488, edição de 8 de abril de 1998:
1) "A África do Sul comprou Moçambique por US$ 10 bilhões. 0 anúncio do negócio fora feito na Organização das Nações Unidas pelo presidente sul-africano Nelson Mandela. Deu no jornal Star, de Johannesburgo;
2) A Rádio Medi, de Tânger, no Marrocos, noticiou que o Brasil não iria participar da Copa do Mundo porque o dinheiro da seleção seria usado na luta contra o incêndio em Roraima;
3) A minúscula república russa Djortostão declarou guerra ao Vaticano. Motivo: arrebatar o título de menor Estado da Europa. Paratanto, ele teria doado seis metros quadrados de seu território a uma república vizinha. Isso tudo de acordo com o jornal Moscou Times,,
4) Diego Maradona, ex-capitão da seleção argentina de futebol, é o novo técnico da seleção do Vietnã. Deu nos principais jornais vietnamitas;
5) Ao deixar o Senegal, o presidente americano Bill Clinton seria acompanhado de uma comitiva formada pelos primeiros 50 senegaleses que fossem à embaixada para pedir visto de entrada nos EUA. Assim informou o jornal Le Soleil, do Senegal. Centenas de senegaleses acreditaram na mentira e correram para a embaixada americana."
Noticiando o falecimento de Maurício Fruet, ex-prefeito de Curitiba e ex-deputado federal, a revista Isto é, São Paulo, nº 1510, edição de 9 de setembro de 1998, informou que ele "era considerado o parlamentar mais brincalhão e espirituoso que passara pela Câmara dos Deputados.
Um exemplo: convocou uma falsa reunião de todo o secretariado do então governador Roberto Requião no dia 1º de abril de 1990 (havia 15 dias que Requião tomara posse).
Os Secretários, sem entender nada, passara m toda a madrugada no Palácio Iguaçu. De manhã, Fruet fez chegar a informação de que era um trote do Dia da Mentira.
Tudo faz crer que as brincadeiras, originárias das plaisanteries francesas, continuem sempre a existir, graças à eternidade das manifestações folclóricas no mundo inteiro.


Fonte: Revista FOLCLORE, editada pelo Departamento  de Antropologia da FJN - nº 255.


Bom dia! Manchetes dos principais jornais desta sexta-feira


Jornais nacionais

O Estado de S.Paulo
Governo quer taxar minério para fazer Vale investir em ação
O Globo
Interferência política torna FGTS-Vale a pior aplicação
Valor Econômico
Concorrência do trem-bala é adiada outra vez, para julho
Correio Braziliense
Bandarra se complica. Durval escapa de novo
Estado de Minas
O dia em que o Alexandro, o seu João, a professora Nayara, o José Inácio, a dona Efigênia, a Edevirge e muitos outros brasileiros saíram de casa para se despedir do Zé
Diário do Nordeste
Dois bancos assaltados no Interior em 12 horas
Zero Hora
Alta nos combustíveis revela distorções de preço entre cidades
Brasil Econômico
Cai participação do etanol na matriz energética brasileira
*
Jornais internacionais

The New York Times (EUA)
Oficiais de gabinete dizem que EUA não querem armar líbios
The Guardian (Reino Unido)
Enviado de Gaddafi vai ao Reino Unido para negociação secreta
Le Monde (França)
Costa do Marfim: Alassane Outtara assume
Clarín (Argentina)
Sindicatos rejeitam aumento de 24% conseguido por Moyano

quinta-feira, 31 de março de 2011

Site de Preta Gil é derrubado por hackers

"Abaixo a lei da homofobia" era a mensagem exibida na página virtual
O site oficial da cantora Preta Gil foi tirado do ar na tarde desta quinta-feira por um grupo de hackers autodenominado "Command Tribulation".
Internautas conseguiram capturar a mensagem que foi deixada na página principal antes que o site fosse totalmente derrubado: "Site hackeado. Abaixo a lei da homofobia. Abaixo a PL 122". A PL 122, ou Projeto de Lei 122, está tramitando no Congresso Nacional e tem como objetivo criminalizar a homofobia. Na última segunda-feira, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) afirmou que não discutiria "promiscuidade" ao ser questionado pela cantora Preta Gil, no programa CQC , da TV Bandeirantes, sobre como reagiria caso o filho namorasse uma mulher negra.
O deputado respondeu:
Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu.
No mesmo programa, o deputado ainda afirmou que torturaria seu filho se o encontrasse fumando maconha e que não pensa que seu filho possa ser homossexual, porque ele teve "boa educação".

Estuda jornalismo?

CNN abre inscrições para concurso “Energia Renovável 2011”
Desde a última terça-feira (29), a rede internacional CNN está recebendo inscrições e reportagens que concorrerão no 7º Concurso Universitário de Jornalismo. Apenas estudantes de jornalismo, regularmente matriculados em instituições brasileiras, podem participar do projeto. Neste ano, os inscritos terão que produzir matérias, no formato vídeo, que se adequem ao tema “Energia Renovável 2011”.
Cada participante deve publicar sua reportagem em sites de compartilhamento de vídeos, como Youtube ou Vimeo. Serão aceitas mais de uma reportagem, mas cada material deverá apresentar sua própria ficha técnica.
O concurso admitirá o recebimento das reportagens até o dia 6 de julho, quando haverá uma triagem para seleção dos 10 melhores trabalhos. Cinco dias após o prazo final de inscrição, a página divulgará os finalistas do projeto.
O vencedor do 7º Concurso Universitário de Jornalismo irá para Atlanta, nos Estados Unidos, conhecer os estúdios da CNN.

Julgadores
Na fase final de avaliação, os principais trabalhos serão assistidos por quatro profissionais do jornalismo: Sônia Bridi, da TV Globo, Marcelo Tas, TV Bandeirantes, Lúcia Araújo, canal Futura, e André Trigueiro, da Globo News.

Tribunal Eleitoral marca o julgamento do prefeito de Manaquiri/AM

Acusado de comprar votos, prefeito é alvo de pedido de cassação
Rosiene Carvalho

No dia em que o prefeito Jair Souto tomou posse para o segundo mandato na liderança dos prefeitos do interior, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) pautou para o dia 15 de abril o julgamento de um processo que pede a cassação dele por irregularidades cometidas nas Eleições 2008.
Jair Souto já teve o mandato cassado em primeira instância e se mantém no cargo por meio de liminar (decisão provisória).
No dia 12 de setembro do ano passado, o prefeito Jair Souto foi cassado por compra de votos nas no pleito de 2008 pelo juiz eleitoral de Autazes, Francisco de Souza.
Ele julgou o processo de Manaquiri porque o titular da comarca, Jaime Loureiro, declarou-se suspeito.
Na decisão, determinou novas eleições em 40 dias. Souto não deixou o cargo porque uma decisão liminar do juiz do TRE-AM, Vasco Amaral, determinou que ele não fosse afastado enquanto o mérito da questão não fosse apreciado pelo TRE.
No julgamento de outro processo que também pedia a cassação dele, no dia 28 de outubro de 2010, Jair Souto conseguiu ser absolvido por unanimidade e com parecer favorável do Ministério Público Eleitoral (MPE). Ele era acusado de compra de votos.
A Corte do TRE entendeu que as provas e testemunhas  apresentadas pela acusação eram frágeis.

MPE não desiste da cassação do Prefeito de Manaus

Por  crimes de compra de voto e abuso do poder econômico

O Ministério Público Eleitoral (MPE) recorreu, ontem (30), da decisão que beneficiou o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PTB), no processo que pede a cassação dele por corrupção eleitoral nas Eleições 2008. A informação está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (www.tse.jus.br).
No dia 15 de março, o ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), considerou como intempestivo (fora do prazo) o recurso especial eleitoral, nº 63356, encaminhado pelo MPE do Amazonas, que tentava reformar a decisão da Corte do Tribunal Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). Em 2009, depois de ser cassado em primeira instância, o TRE-AM absolveu Amazonino Mendes.
O Ministério Público Eleitoral acusa o prefeito de ter cometido os crimes de compra de voto e abuso do poder econômico no episódio que ocorreu um dia antes da eleição.
Após atender denúncia do presidente do TRE-AM, à época, Ari Moutinho, a Polícia Federal (PF) flagrou a presença de dezenas de simpatizantes da coligação de Amazonino Mendes em um posto de combustível abastecendo os veículos.
Na decisão de Marcelo Ribeiro, proferida no dia 15 deste mês e publicada ontem (30) pelo Tribunal Superior Eleitoral, o ministro explica que ao encaminhar o recurso para Brasília, o Ministério Público não contou a quarta-feira de cinzas como um dos dez dias de prazo, portanto, o recurso que deveria ter sido registrado na sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010, somente foi apresentado na segunda-feira, dia 22 de fevereiro de 2010.

"Kit gay para escolas de primeiro grau"

Bolsonauro diz que Kit do MEC estimula homossexualismo

 

Em uma série de declarações polêmicas nos últimos dias, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) voltou a carga hoje e atacou iniciativas do Ministério da Educação (MEC). Em entrevista à rádio Estadão ESPN, ele criticou o que chamou de "kit gay para escolas de primeiro grau". "Atenção, pais: os seus filhos vão receber um kit que diz que é para combater a homofobia, mas que, na verdade, estimula o homossexualismo", disse, em referência a uma campanha preparada pelo MEC para combater o preconceito nas escolas. "Com a mentira de estar combatendo a homofobia, eles estão estimulando o homossexualismo e abrindo as portas para a pedofilia", afirmou Bolsonaro.
O deputado foi questionado novamente sobre de que forma agiria se tivesse um filho gay. "Não corro esse risco. Eduquei muito bem meus filhos", afirmou durante a entrevista. Bolsonaro disse ainda que é contra a adoção de crianças por casais homossexuais, pois "nós somos produtos do meio". "Se qualquer um de nós for criado junto com homossexual, com toda certeza vai ser homossexual."
Bolsonaro foi questionado sobre se tem medo de perder o mandato ou ser processado por suas declarações. "Eu não estou preocupado em perder o mandato. Eu tenho imunidade para roubar ou para falar? Para se corromper ou para emitir opiniões?", questionou.
Na entrevista à rádio Estadão ESPN, o deputado também fez uma saudação aos militares. "Hoje, 31 de março, me permita saudar os militares, (que) junto com a imprensa, a Igreja Católica, os trabalhadores e com as mulheres na rua, proporcionaram o 31 de Março (de 1964). O que fizeram com que nós aqui hoje - eu, você, todo mundo - não estivesse cortando cana, a exemplo do pessoal lá de Cuba."

Policial civil é preso em Campos

Ele passava pela cidade com carro roubado

Um policial civil foi detido na manhã desta quinta-feira (31) por receptação de carro roubado na BR-101, em frente à rodoviária de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.
Ele dirigia um carro particular e estava acompanhado por um policial militar e um agente penitenciário quando foi parado por policiais rodoviários federais. Durante a abordagem os policiais constataram que o veículo era roubado e por isso levaram os três homens para a delegacia do centro de Campos (134ª DP). O policial civil informou, após ser parado pelos patrulheiros, que ele e os outros ocupantes do carro estavam indo buscar um empresário em Vitória, no Espírito Santo.
Na delegacia o policial civil se negou a prestar depoimento e disse que só vai falar em juizo. Ele foi detido e será levado, segundo os investigadores da delegacia, para um dos presídios do Complexo penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, ainda nesta quinta-feira. Os outros dois homens foram liberados.

Sete carros são apreendidos em Unamar

Fiscais do Detro em operação de
combate ao transporte irregular de passageiros



Agentes do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários) apreenderam 12 carros durante uma operação em Cabo Frio, na região dos Lagos, e na cidade do Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira (31). O objetivo da operação é combater as irregularidades no transporte de passageiros na região, onde há denúncias de grande índice de carros de passeio realizando lotada.

No distrito de Unamar os agentes apreenderam seis carros particulares fazendo transporte de passageiros sem autorização. Outro veículo, um Corsa, foi recolhido por circular sem placa. O motorista do Corsa tentou impedir que o carro fosse encaminhado ao depósito público, desacatando e agredindo fiscais e os policiais militares que apoiavam a operação. O caso foi registrado na Delegacia de Cabo Fio (126ª DP).
No Rio de Janeiro a fiscalização do Detro ainda apreendeu cinco kombis na zona norte. Duas na Ilha do Governador, outras duas em Bonsucesso e uma em Vicente de Carvalho.
As ações vão continuar durante toda a quinta-feira.  A multa por transporte de passageiros sem autorização é de R$ 2.135,20, além das despesas por causa da apreensão do veículo - taxas de reboque e estadia no depósito, se for necessária.

"Jornais imploraram pelo golpe militar"

Afirma Mino Carta
O jornalista Mino Carta afirmou em entrevista ao programa Provocações, da TV Cultura, que os donos de veículo de comunicação do País apoiaram o golpe militar de 1964. Em conversa com o apresentador Antônio Abujamra, na atração que foi exibida na noite de terça-feira (29), o criador e diretor de redação da revista Carta Capital afirmou que a mídia imprensa apoiou o golpe militar de 1964.

“A imprensa nativa no fim de 1963 implorando pelo golpe de 64, que é uma das grandes desgraças brasileiras. Acho que a maior desgraça é a escravidão, três séculos de escravidão, mas essa é uma desgraça muito grande. Eles (donos dos veículos de comunicação) queriam que os ‘milicos’ chegassem e assumissem o poder, em nome deles”, disse Mino.

Ao ser questionado por Abujamra que, depois de implantada a ditadura militar no Brasil, a “censura entrou” na imprensa, o diretor da Carta Capital declarou que “todos os jornais queriam o golpe e conseguiram”. Mino ainda comentou que o único veiculo impresso que chegou a ser censurado foi O Estado de S. Paulo, mas de forma “branda”.

“O Estadão passou a sofrer censura, mas uma censura muito branda. Uma censura que autorizava o Estadão a publicar versos de Camões (...) ou então, as receitas de bolo no Jornal da Tarde. Os demais jornais não foram censurados”, declarou o fundador da revista Carta Capital.

Para Mino, dizer que os jornais brasileiros foram censurados durante o período de ditadura militar “é uma piada, uma mentira. Uma mentira grossa”.

Momento campanha: "Salvem as Mulheres!'


Um homem Inteligente Falando das Mulheres
O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana.
Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem as Mulheres!'
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:

Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.

Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.  

Flores
Também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.  

Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.  

Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.  

Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.

Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.  

Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. 
É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. 
Só tem mulher quem pode!
 
Luiz Fernando Veríssimo

Censura prévia

Caras vai recorrer da censura no caso Cibele Dorsa

A revista Caras vai recorrer da decisão da 19ª Vara Cível de São Paulo que a impediu de publicar a íntegra da carta enviada à redação pela atriz Cibele Dorsa antes de sua morte, no último sábado (26/3). O pedido foi feito pelo ex-marido da atriz, o cavaleiro Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda. Para cumprir a determinação judicial, a edição chegou às bancas anteontem (29) com tarjas pretas nas páginas em que relata o caso. O processo corre em segredo de Justiça.
O advogado Alexandre Fidalgo, do escritório Lourival J. Santos — que representa a revista ao lado da advogada Claudia de Brito Pinheiro David — afirmou que a decisão foi equivocada, pois deixou de analisar as circunstâncias reais que envolvem o caso. Ele afirmou ainda que a juíza cometeu "ato censório ao impedir que a Caras produza material jornalístico a respeito do acontecido". A juíza Renata Mota Maciel, ao conceder tutela antecipada ao Doda, determinou a retirada do site de Caras a notícia intitulada "Cibele Dorsa deixa carta antes de morrer", na qual constavam trechos da carta enviada pela atriz.
O diretor da Editora Caras, Luis Maluf, afirmou à Folha de S.Paulo que trata-se de censura. "Se não ter o direito de publicar alguma coisa específica por ordem judicial é censura, então estamos sendo censurados." Em seu site, a revista publicou nota na qual afirma estar sofrendo censura na cobertura da morte de Cibele Dorsa. "A edição impressa circulará esta semana tarjada como em épocas de censura militar, devido ao fato de que todo o material se encontrava em processo de impressão quando o mandado judicial chegou à editora", diz o comunicado.
Suicídio
Cibele Dorsa morreu após cair da janela de seu apartamento no bairro do Real Parque, na zona sul de São Paulo, na madrugada de sábado (26/3). A morte é investigada como suicídio. Em janeiro, o noivo dela, Gilberto Scarpa, cometeu suicídio do mesmo local. Antes de morrer, a atriz deixou mensagens de adeus em seu perfil no Twitter e enviou carta à Editora Caras. No documento, que seria publicado na íntegra pela revista, a atriz critica Doda, seu ex-companheiro e pai de sua filha Viviane. A menina e o outro filho de Cibele, Fernando, de 13, moram com Doda na Bélgica.