Alair Corrêa: José Augusto, caráter

José Augusto Corrêa
Este não é o seu nome de batismo, escolhido por seus pais. O nome José Augusto Caráter foi o que ele mesmo, através de suas atitudes e lutas em manter-se honesto num mundo onde o ganho fácil é prática corriqueira. Ele soube construir sem se corromper e, durante 50 anos, foi um homem influente na política cabo-friense. Foi vereador, vice-prefeito e descobridor de lideranças que se projetaram a partir de seus conselhos e de sua orientação.
José Augusto foi um homem honestíssimo e com coragem para enfrentar a ditadura de 64, quando foi preso. Ao sair, enquanto outros abandonaram suas lutas, ele continuou defendendo seus ideais e seus princípios sociais para nós e para o nosso país. Eu e o Zé Bonifácio com quem, sob seu olhar crítico, divergi politicamente durante 30 anos, fomos suas crias políticas e apenas nós dois e Joel Rocha, seu sócio em seu escritório, mantivemo-nos vivos e atuantes por nosso sucesso político. Hoje o Zé está numa posição de destaque no âmbito estadual e eu aqui, na velha terra, ainda caminhando para novas conquistas. Enquanto outros políticos surgiram e ficaram pelo caminho, eu e Zé, seus filhos políticos, continuamos, provando que José Augusto tinha um feeling para descobrir talentos ou mesmo homens fortes que não gostariam de decepcioná-lo, como somos eu e Zé Bonifácio.
Meus caros amigos e admiradores do José Augusto Correia, já estamos sentindo saudades. Hoje, na igreja, eu dizia para Dirlei: Cabo Frio perde um grande homem; a família perde um grande marido, pai e avô e eu perco a minha bandeira. É verdade!
José Augusto, para mim, quando Secretário de Fazenda, não era só a tranquilidade que eu sentia em ter meu nome e o da minha administração preservados. Acima disso, ele era a bandeira de um governo sério e ético. Ter o Zé Augusto na secretaria onde estava o dinheiro do povo  era a certeza de um governo honesto que preza pela retidão de conduta. José Augusto Correia Caráter representava tudo isso!!
Deixamos aqui o nosso abraço a esse homem que foi professor, amigo, pai e irmão. Quero registrar, também, que muito me honra ter podido conviver e aprender com José Augusto. A saudade é inevitável, mas há o conforto de termos a certeza de que um HOMEM como ele foi recebido por nosso Pai.
Até Amanhã!
Alair Corrêa

Comentários