Bom dia! O resumo dos jornais desta segunda-feira, 23 de janeiro.

O Globo

Manchete: Governo federal já tem 22 mil cargos de confiança

Folha de pagamento da União vai ultrapassar R$ 203 bilhões este ano

As funções comissionadas, que vêm crescendo desde o segundo ano do governo Lula, chegaram, no ano passado, a 22 mil. É o maior número desde 2002. Em relação a 2010, houve um aumento de 130 cargos. Para o Orçamento deste ano, a previsão é de que o gasto com a folha de pessoal e encargos sociais ultrapasse os R$ 203 bilhões. No ano passado, o valor autorizado foi de R$ 199,7 bilhões. Em 2003, o valor era de R$ 79 bilhões. De acordo com o governo, hoje mais de 70% dos cargos de confiança são ocupados por servidores públicos de carreira e as nomeações políticas são minoria. (Págs. 1 e 5)

Petrobras: mão de ferro com nova presidente

A futura presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, que toma posse no dia 13, vai dirigir a estatal com mão de ferro e promover uma arrumação geral na diretoria, segundo fontes do setor. Graça também atuará em maior sintonia com o governo. (Págs. 1 e 15)

PM entra em choque com sem-teto em SP

Reintegração de posse fecha Dutra e acaba com 18 presos; oito carros são queimados 

A desocupação de um terreno de mais de um milhão de metros quadrados, da massa falida do investidor Naji Nahas, levou ontem ao confronto a Tropa de Choque da Polícia Militar de São Paulo e sem-teto, em São José dos Campos. Uma pessoa ficou ferida gravemente, 18 foram detidas e manifestantes queimaram oito carros. A Via Dutra ficou fechada por 40 minutos. A desocupação do terreno expôs conflito de competências entre as justiças estadual e federal. A Advocacia Geral da União (AGU) havia pedido que a decisão de reintegração, que coube à Justiça Estadual, fosse da Justiça Federal. (Págs. 1 e 3) 



Foto-legenda: Conflito

Tropa de Choque da PM inicia desocupação de terreno em Pinheirinho, em São José dos Campos

Dissidentes em Cuba querem falar com Dilma

A porta-voz das Damas de Branco, Berta Soler, disse que o grupo gostaria de uma reunião com a presidente brasileira em Cuba para falar sobre direitos humanos. Mas o tema não entrou na agenda de Dilma. (Págs. 1 e 21)

Lei Seca detém delegada com carteira vencida

A delegada Daniela Rebelo, da 19ª DP (Tijuca), foi detida ontem de madrugada durante blitz da Lei Seca, na Barra. A policial, que estava com documento vencido, alegou ter sido humilhada por um PM. (Págs. 1 e 14)

O aquecimento do mercado literário

Editoras em reformulação, entrada de capital externo e chegada da Amazon agitam o setor de livres no Brasil. (Págs. 1 e Segundo Caderno)

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: Irã ataca diplomacia de Dilma

Porta-voz de Ahmadinejad diz que presidente 'golpeou o que Lula fez' e 'destruiu anos de bom relacionamento' 

Em entrevista à Folha, o porta-voz pessoal do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, criticou duramente o comportamento do Brasil em relação a seu país. 

Ali Akbar Javanfekr atacou diretamente Dilma Rousseff. "A presidente golpeou tudo o que [o ex-presidente] Lula havia feito. Destruiu anos de bom relacionamento", afirmou ele. (Págs. 1 e Mundo A8)

Desocupação causa pânico e destruição no interior paulista

Uma reintegração de posse em São José dos Campos (97 km de SP) deixou dez pessoas feridas, um rastro de destruição e a população de três bairros sitiada. 

Moradores incendiaram carros e prédios públicos e atiraram pedras em PMs e guardas municipais, que revidavam com bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e balas de borracha. (Págs. 1 e Cotidiano C1 e C3)

Foto-legenda: PM retira mulher com criança da área onde moradores e policiais entraram em confronto em São José dos Campos

Saldo do confronto:
8 veículos queimados
16 detidos, sob suspeita de vandalismo
8 manifestantes feridos (um a bala)
1 PM ferido
1 Guarda civil ferido

Foto-legenda: Gritos e latidos

Cerca de 5.000 pessoas, segundo a PM, foram à av. Paulista para pedir maior rigor na punição de quem maltrata animais; houve atos em outros Estados. (Págs. 1 e Cotidiano C7)

Entrevista da 2ª: William Hague

Não pedimos ao Brasil para ter papel mediador 

Apesar de falar em ampliação de parcerias mundiais e em fortalecimento das relações bilaterais, o chanceler do Reino Unido, William Hague, não pede nem estimula a participação do Brasil na solução da questão iraniana. "Não estamos pedindo ao Brasil para ter um papel mediador", afirmou Hague. (Págs. 1 e A10)

Gingrich apostará em debates para virada nos EUA (Págs. 1 e Mundo A7)

Aumenta disputa de bancos por ricos brasileiros

De olho no topo da mobilidade social brasileira, os maiores bancos e gestores de investimento do mundo estão disputando os novos e antigos ricos do país. Em jogo, está um mercado de 319 mil pessoas com patrimônio estimado em R$ 430 bilhões, que deve chegar a 2016 com 815 mil pessoas e R$ 1 trilhão. (Págs. 1 e Folhainvest B1)

Partido discutiu contrato público com empresário antes de licitação

Integrantes da cúpula do PP discutiram com um empresário de informática a sua participação num projeto do Ministério das Cidades antes de ser aberta licitação, informa Leandro Colon. 

Segundo o dono da empresa, o assunto foi tratado no apartamento do deputado João Pizzolatti (SC). O parlamentar confirma as reuniões, mas nega ter discutido contratos. (Págs. 1 e Poder A4)

Indústria sente efeitos do 'fim' das sacolinhas plásticas em SP

A indústria de embalagens afirma que suas encomendas despencaram por conta do fim da distribuição das sacolas plásticas pelos supermercados do Estado de SP, a partir desta quarta. 

Por outro lado, com o acordo para o banimento das sacolinhas, aumentou em São Paulo a venda de sacos de lixo e de sacolas retornáveis. (Págs. 1 e Folhainvest B8)

Maria Inês Dolo: Sem padrões, consumidor é menos cidadão

Sem facilidade para comparar os preços dos produtos, o consumidor não exerce plenamente sua cidadania. Para isso, é fundamental que haja padrões e que saibamos quanto custam os itens à venda em supermercados e lojas. (Págs. 1 e Folhainvest B8)

Troca de válvula por cateter reduz mortalidade de idosos (Págs. 1 e Saúde C12)

Contra a crise, comércio na Itália agora funciona à noite (Págs. 1 e The New York Times, 4)

Editoriais

Leia "Ajustes no BNDES” analisando desempenho do banco de fomento; e 

"Barreira burocrática", acerca de empecilhos para contratação de deficientes. (Págs. 1 e Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Desembargadores querem reduzir os poderes do Coaf

A estratégia é questionar as leis que definem os limites do órgão rastreador de fortunas ilícitas

A Associação Nacional de Desembargadores (Andes) quer limitar os poderes do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), a unidade de inteligência do Ministério da Fazenda que persegue fortunas ilícitas. Irritados com a abertura das contas e movimentações bancárias do universo forense, desembargadores da Justiça preparam o contragolpe, revela Fausto Macedo. Eles miram a Lei 9.613/98 e a Lei Complementar 105/01. A primeira impõe sanções à lavagem de dinheiro e criou o Coaf; a outra, determina que o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários fornecerão ao Conselho “informações de movimento de valores". A Andes aponta a inconstitucionalidade de alguns artigos do conjunto de normas que definem os limites do órgão rastreador. "O que eu pretendo impugnar é a obrigatoriedade de os estabelecimentos bancários fornecerem ao Banco Central e ao Coaf dados relativos às movimentações financeiras sem que haja um motivo justificável", diz Luiz Eduardo Rabello, presidente da Andes. (Págs. 1 e Nacional A4) 

Prévias do PSDB custarão R$ 400 mil na eleição de SP

Descartada a entrada do ex-governador José Serra na disputa, os quatro pré-candidatos tucanos à Prefeitura de São Paulo já estipulam gastar com as prévias R$ 400 mil - R$ 100 mil cada um -, informa a repórter Julia Duailibi. O PSDB municipal decidiu bancar a campanha interna feita pelos pré-candidatos com os filiados. (Págs. 1 e Nacional A6)

Reintegração de posse deixa um ferido e 17 são presos

Soldados do batalhão de choque da Polícia Militar ocuparam ontem de madrugada, numa ação de reintegração de posse, uma área invadida de Pinheirinho, em São José dos Campos, para retirar cerca de 1.500 famílias ou 6 mil moradores que viviam em centenas de barracos desde 2004. Uma pessoa ficou ferida e 17 foram presas num confronto com “vândalos" que, segundo o comando da PM, não fazem parte da comunidade. Jenifer Moreira, de 18 anos, grávida de cinco meses, disse que os policiais jogaram bombas de efeito moral e sprays de pimenta contra os moradores. Seis carros, entre eles um da TV Vanguarda, afiliada à Rede Globo, foram incendiados. (Págs. 1 e Cidades C1) 

Legalidade controvertida 

OAB diz que a reintegração foi ilegal, pois a Justiça Federal havia suspendido a ação. Para o TJ-SP, a questão é de competência estadual. (Págs. 1 e Cidades C1) 

Foto-legenda: Barreira
Mulher tenta passar por área onde policiais e residentes se confrontaram, em São José dos Campos

Chávez pode ampliar cerco à imprensa

O ministro do Interior e da Justiça da Venezuela, Tareck el Aissami, revelou em entrevista que o novo plano de segurança nacional, preparado pelo presidente Hugo Chávez, inclui medidas para "vigiar o sensacionalismo da imprensa". Ao defender maior controle da mídia no país, o ministro negou que seja censura. (Págs. 1 e Internacional A13)

Consumo de energia elétrica cresce no País

Relatório da Empresa de Pesquisa de Energia (EPE) aponta que a expansão do consumo de eletricidade no Brasil desde 2006 chega a 17%. O impulso vem do acesso da população de baixa renda a eletrodomésticos. No entanto, o gasto de energia por habitante, indicador de nível de industrialização, continua abaixo da média mundial. (Págs. 1 e Economia B1)

Pela política, Gabrielli pode deixar Petrobras (Págs. 1 e Nacional A7)
A Starbucks avança no mercado
A rede americana quer dobrar a operação no Brasil. É a maior expansão desde a chegada ao País, em 2007. (Págs. 1 e Negócios)
Na China, uma cidade símbolo do exagero (Págs. 1 e Economia B8)

Carlos A. Sardenberg
Não, nós não temos etanol
O Brasil não tem etanol para exportar, enquanto as usinas estão com 30% da capacidade ociosa. País teve até de importar etanol americano. (Págs. 1 e Economia B2)
Notas & Informações
Um plano mais que acaciano
Leitura dos detalhes do PPA dá a impressão de ajuntamento de ideias mal articuladas. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Crescem denúncias de crimes contra a mulher
Mais de 6 mil casos foram registrados no DF em 2011, 14% acima de 2010. Jovem assassinada pelo ex-marido em Taguatinga, relatou a amigos que sofria ameaças, mas não teria procurado a polícia. Especialistas cobram ações efetivas de proteção às vítimas. (Págs. 1 e 21)
Uma dor insuportável
O enterro dos seis jovens que morreram em um acidente na BR-070 teve cenas de intensa comoção. Francisco Malaquias, tio de Ingrid de Freitas, sofreu uma parada cardíaca e foi levado ao Hospital Regional de Taguatinga. No velório de Francisca de Souza Lima, uma amiga passou mal e foi atendida por socorristas. Rosana Couto, mãe de Duanny Veras, discursou duas vezes: “Minha filha era uma menina linda e não tinha nada a reclamar dela, mas peço a cada um de vocês, nesta manhã, que escolham bons caminhos”, disse, cercada de adolescentes. (Págs. 1 e 17)
Dilma, ano 2: presidente quer resultados
Na primeira reunião ministerial do ano, hoje, a presidente cobrará a fixação de metas para os programas do governo. Em relação à Petrobras, Dilma pretende ampliar a capacidade de investimento da empresa com a nomeação de Maria das Graças Foster. (Págs. 1, 2 e 3)
Salvem os animais da violência
Num protesto em frente à Torre de TV, 500 pessoas aderiram ao movimento global que exige punição rígida a quem maltrata bichos. (Págs. 1 e 20)
Foto-legenda: Pedras, tiros e fogo em São Paulo
A retirada de 6 mil pessoas acaba em confronto na comunidade do Pinheirinho, em São José dos Campos. O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, critica a ação. (Págs. 1 e 6)
A batalha dos republicanos
Newt Gingrich vence as primárias da Carolina do Sul e acirra a disputa pelo direito de enfrentar Obama na corrida à Casa Branca. (Págs. 1 e 12)
Desrespeito nos aeroportos
Empresas aéreas contornam regra que obriga assistência a passageiro em caso de atraso e cancelamento de voos. (Págs. 1 e 7)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
Manchete: Mercado se abre para as captações externas
As empresas brasileiras estão aproveitando o boom de emissões de dívida para ampliar suas captações externas a custos atrativos. Após um segundo semestre hostil, as captações de países emergentes iniciaram o ano em grande forma. Na semana passada, papéis de governo e empresas desses países obtiveram US$ 13 bilhões nos mercados externos, o maior volume semanal desde o início do ano passado, segundo a Dealogic. O sinal mais claro dessa recuperação são os dois lançamentos preparados para esta semana, da subsidiária americana da JBS nos Estados Unidos e do banco Banrisul, companhias com risco mais elevado. Petrobras e CSN também cogitam emissões.
Os bancos de investimento já esperam que tanto o volume de emissões quanto o número de operações superem o do primeiro trimestre de 2011, quando foram captados US$ 12,245 bilhões em 16 operações de lançamento de bônus. Já se fala em até US$ 18 bilhões em emissões nos primeiros três meses de 2012. "O apetite está muito grande por emissões brasileiras", diz Leandro Miranda, diretor do Bradesco BBI. (Págs. 1 e C1)
Gabrielli deve sair da Petrobras
Presidente mais longevo da Petrobras, José Sérgio Gabrielli deve deixar o comando da estatal dia 12. Em seu lugar, deve assumir a atual diretora da Área de Negócios de Gás e Energia, Maria das Graças Foster, escolha pessoal da presidente Dilma Rousseff.
No fim de semana, Gabrielli foi convidado a comandar, a partir de março, uma secretaria do governo de Jacques Wagner (PT) na Bahia, para preparar-se para sucedê-lo nas eleições de 2014. As mudanças na Petrobras foram decididas pela presidente Dilma e acertadas, há duas semanas, com o governador da Bahia. O conselho de administração da estatal deve se reunir nos próximos dias 12 e 13 para oficializar a substituição. (Págs. 1 e A8)
Paraná cresce acima da média
Uma boa safra de grãos, o aumento da produção de combustíveis e da venda de veículos produzidos na região de Curitiba explicam em grande parte o bom resultado da economia do Paraná, que no ano passado cresceu mais do que a média brasileira. A tendência, na verdade, é mais antiga. "Dos Estados mais industrializados do Sul e do Sudeste, o Paraná foi o que mais cresceu desde 2002", diz o economista Roberto Zurcher, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná. Com base em dados do IBGE, ele mostra que, nos últimos dez anos, a produção da indústria paranaense aumentou 55,73%.
Na década passada, o Paraná se transformou em grande produtor e exportador de carnes, especialmente de frangos, e a cada ano as cooperativas - que têm forte presença no Estado e estimam crescimento de 14% das receitas em 2011 - apostam mais em industrialização. (Págs. 1 e A4)
Exército reforça o front virtual
O Exército brasileiro decidiu usar armas nacionais para se defender no ciberespaço: concluiu duas licitações, no valor total de R$ 6 milhões, para a compra de sistemas antivírus e de um simulador de guerra cibernética produzido pelas empresas brasileiras BluePex, de Campinas (SP) e Decatron, do Rio. O investimento faz parte das ações para reforçar a defesa e se preparar para contra-atacar ameaças cibernéticas. "Queremos estar com um nível tecnológico bastante avançado até 2015", diz o general Antonino Santos Guerra, do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército. "Vamos nos defender, mas também nos preparar para o ataque. O Exército é escudo e também espada". (Págs. 1 e B2)
Dilma define os cortes do orçamento
A presidente Dilma Rousseff decidiu poupar os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida dos cortes que fará no orçamento de 2012. A ideia é priorizar esses investimentos, que devem somar R$ 25,6 bilhões e R$ 11,1 bilhões, respectivamente, para estimular o crescimento da economia neste ano.
O assunto foi debatido no fim de semana pela presidente e membros do governo em preparação à reunião de hoje à tarde a respeito dos cortes do orçamento, que devem ficar entre R$ 60 bilhões e R$ 70 bilhões. Também foi discutido o papel do BNDES, que deve diminuir a partir deste ano com a expansão do financiamento de longo prazo. (Págs. 1 e A3)
Foto-legenda: De olho no futuro
A Delga, tradicional fabricante de autopeças, conclui plano de investimentos para ingressar no projeto Ônix, que dará origem à nova geração de compactos da GM, diz Luiz Nogueira. (Págs. 1 e B7)
Brookfield perde gestão de shopping
A Brookfield foi destituída da gestão do Shopping Patio Higienópolis, em São Paulo, em 13 de dezembro, durante assembleia dos controladores do empreendimento. O caso foi parar no Tribunal de Justiça do Estado, depois que a Brookfield entrou com uma ação na 26ª Vara Cível para suspender os efeitos da decisão. Os controladores do shopping estavam descontentes com a taxa de administração cobrada pela Brookfield, considerada muito alta. Paga mensalmente pelos proprietários, a taxa equivale a 5% da receita líquida do Higienópolis, apurou o Valor. O grupo Brookfield detém 30% do empreendimento. (Págs. 1 e B6)
Pirarucu vira 'bacalhau' amazonense
Uma iniciativa inédita quer levar os brasileiros a consumir mais pirarucu, um dos maiores peixes da Amazônia. O atrativo adicional para os consumidores é a forma como ele será vendido, semelhante à do bacalhau. O projeto é da comunidade ribeirinha da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá - responsável pela pesca controlada -, do governo do Amazonas e do Pão de Açúcar, que terá exclusividade na distribuição do produto. O processo já está em andamento. Com investimento de R$ 1,5 milhão do Estado e da Finep, uma fábrica para a salga do pescado foi montada dentro da reserva. (Págs. 1 e B12)
Construção faz vale-tudo para contratar
Com demanda aquecida e prazos a serem cumpridos, empreiteiras espalhadas pelo país foram até o Acre recrutar haitianos, estão distribuindo prêmios em dinheiro e fazendo sorteios para atrair trabalhadores.
Em dez dias, pelo menos 28 haitianos serão integrados às equipes de trabalho da construtora mineira Urb Topo. Apenas aqueles com experiência na construção civil foram contratados, com o mesmo salário dos brasileiros: R$ 819 para ajudantes de pedreiro. (Págs. 1 e A3)
Ficou claro racha do G-20 a respeito da atuação do FMI na zona do euro (Págs. 1 e C3)
Oito consórcios estão prontos para disputar aeroportos (Págs. 1 e B1)
Reintegração de posse
Foi violenta a ação de reintegração de posse da favela Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), onde 9 mil pessoas ocupavam área da massa falida do investidor Naji Nahas, há sete anos. Foram presas 16 pessoas e uma foi baleada. (Págs. 1 e A3)
Bare Minerais no Brasil
Com 190 lojas em 31 países, a fabricante de cosméticos americana Bare Minerais escolheu o Brasil e a China como próximos destinos. Depois de chegar a Hong Kong em outubro, em maio desembarca em São Paulo. (Págs. 1 e B5)
Actis na Cruzeiro do Sul
O Grupo Cruzeiro do Sul Educacional vendeu 37% de seu capital para a gestora inglesa de fundos de "private equity" Actis, por R$ 180 milhões. Os recursos serão destinados a aquisições. (Págs. 1 e B6)
Negócios Sustentáveis
Com a economia em expansão e o mercado de trabalho aquecido, cooperativas de catadores enfrentam dificuldades para contratar mão de obra. Em alguns casas, a produção caiu pela metade e o recebimento do lixo reciclável coletado foi interrompido. (Págs. 1 e Caderno Especial)
Pré-sal atrai a Rolls-Royce
De olho nos projetos do pré-sal, a Roils-Royce vai construir uma fábrica de turbogeradores de energia para plataformas no Brasil, que também receberá o quinto centro de treinamento da empresa no mundo. (Págs. 1 e B8)
Debênture de saneamento
Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) investe em debêntures da Araucária Saneamento, sociedade de propósito específico responsável pela construção de sistema de esgoto em Campos do Jordão (SP). (Págs. 1 e C2)
Ameaças Internas
Relatório da Kroll e da Economist Intelligence Unit mostra que, em 2011, 75% das empresas sofreram alguma violação de segurança, como roubo de bens ou informações, por parte de funcionários ou pessoas ligadas à própria companhia. (Págs. 1 e D10)
Juizados extrapolam teto legal
Tribunais estaduais têm suspendido ou reduzido execuções impostas por juizados especiais cíveis superiores a 40 salários mínimos - teto de competência desses órgãos. A questão, no entanto, ainda terá de ser analisada pelo Superior Tribunal de Justiça. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Renata Janine Ribeiro
O PSDB não parece disposto a ser uma oposição de verdade e seus líderes continuam a esperar que o poder caia em suas mãos. (Págs. 1 e A8)
Ideias
Jairo Saddi
Bancos pequenos sólidos são fundamentais ao sistema já que podem oferecer alternativa à concentração. (Págs. 1 e A11)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Na rota do crescimento
Exportações de minérios e café, em alta no mercado internacional, colocam oito cidades mineiras na relação das 20 com maior saldo comercial no país
Nenhum outro estado concentra tantos municípios na lista das balanças comerciais mais positivas, como mostra levantamento do Estado de Minas com base em dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em 2010, eram cinco: Itabira, Ouro Preto, Nova Lima, Varginha e Araxá. A eles se juntaram Brumadinho, Itabirito e São Gonçalo do Rio Abaixo. Destaque para esse último, que pulou do 105º para o 14º lugar no ranking, graças à Vale, que aumentou a produção local de minério de ferro, de 2,6 milhões para 16 milhões de toneladas. (Págs. 1 e 10)
Foto-legenda: Em favor dos animais
Em 184 cidades do Brasil, milhares de manifestantes saíram às ruas para protestar contra os maus-tratos aos bichos. Estão sendo cadastrados eleitores para uma proposta de lei popular aumentando as penas para quem abusa dos animais. Em Belo Horizonte, cerca de 300 pessoas participaram do ato na Praça da Liberdade. (Págs. 1 e 6)
Mais carne no prato
Preço da arroba de bovinos tende a continuar em alta este ano, garantindo boa temporada de abates. Melhoria de renda da população deve manter o consumo de carne aquecido. (Págs. 1 e Agropecuário)
Barraginha 20 anos depois: Novo drama
Quase duas décadas após o desabamento da Vila Barraginha, em Contagem, que deixou 36 mortos, em 18 de março de 1992, sobreviventes sofrem com nova ameaça. A Vila Itália, para onde foi levada parte das famílias, é considerada área de risco para deslizamentos e inundação pela Defesa Civil. (Págs. 1, 17 e 19)
As cidades em que prefeitos e vices agora são inimigos (Págs. 1, 3 e 4)

Estados Unidos: Embola a luta para enfrentar Barack Obama
Vitória de Newt Gingrich nas eleições primárias da Carolina do Sul abala o favoritismo de Mitt Romney para ser o candidato republicano à Presidência da República. Quatro nomes continuam na disputa para ver quem tentará evitar a reeleição de Obama em 6 de novembro. (Págs. 1 e 15)
Ciência: Composto de nitroglicerina pode evitar infarto grave
Molécula descoberta em pesquisa da Universidade de Stanford, com participação de brasileiro, evita a rejeição à nitroglicerina no controle de anginas e infartos. (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Tricolor faz a festa (Pág. 1 e Esportes 1 a 3)
Difícil caminho até Maracaípe
Principal acesso à praia só permite a passagem de um carro por vez. Veículos atolam com frequência. (Págs. 1 e 11)
Reações opostas à pesquisa
João Paulo comemorou levantamento JC/IPMN que o coloca em vantagem na corrida à PCR. Ala ligada a João da Costa adotou cautela. (Págs. 1, 3 e 4)
Manifestação defende direitos dos animais
Movimento Crueldade Nunca mais reuniu 500 pessoas na orla de Boa Viagem. (Págs. 1 e 12)
Concursos abertos em sete tribunais
São 400 vagas em diversos níveis de escolaridade para todo o País. O melhor salário chega a R$ 18.335,82, no Tribunal de Justiça da Bahia. (Págs. 1 e 10)
Eleição dos EUA
Vitória de Newt Gingrich na Carolina do Sul embola disputa entre republicanos. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Piratini reaviva projeto de inspeção veicular
Engavetada pelo Executivo em junho do ano passado, a proposta que cobra uma taxa de R$ 54,83 por vistoria de veículo será retomada a partir de fevereiro, quando se encerra recesso da Assembleia. (Págs. 1 e 6)
Tesoura: Dilma anuncia corte de R$ 70 bi
Focada na economia, presidente pede à equipe austeridade e estímulo ao crédito. (Págs. 1 e 14)
Meninos condenados: Um total de 1,5 mil anos de penas
Segundo dia da série comprova o futuro sombrio dos infratores. (Págs. 1 e 31 a 34)
------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico

Manchete: Ferreira pacifica a Vale e diz que ajuda governo com investimentos
Como bom mineiro, Murilo Ferreira já impôs o seu estilo na Vale, que preside há oito meses depois de uma conturbada sucessão. Em entrevista ao Brasil Econômico, ele fala dos novos negócios e revela que ao investir US$ 21 bi faz “um anticíclico privado” e colabora com a equipe econômica. (Págs. 1 e 4)
Orçamento precisa R$ 70 bi de cortes
Para cumprir a meta de superávit primário de 3,1% do PIB em 2012, o governo precisa bloquear gastos em torno de R$ 70 bi. A equipe econômica analisa onde cortar. (Págs. 1 e 8)
Dias decisivos para o Independência
Em abril, os credores definem o futuro do frigorífico, vergado sob uma dívida de R$ 3 bilhões. Os bancos exigem que os fundadores deixem a empresa. (Págs. 1 e 18)
Tenda, a pedra no balanço da Gafisa
Primeiro, foi o cancelamento de obras da Tenda. Agora, os resultados da construtora sentem os efeitos de distratos com clientes que não conseguem crédito bancário. (Págs. 1 e 31)
Pelo PT, Dilma não vai a Davos
Para se aproximar do chamado movimento social, a escolha foi o Fórum Social, no Sul. (Págs. 1 e 12)
Foster pode substituir Gabrielli na Petrobras
A substituição do executivo pela diretora de Gás e Energia da estatal, já teria sido decidida pela presidente da República. (Págs. 1 e 40)
Disputa republicana se concentra na Flórida
A inesperada vitória de Newt Gingrich na Carolina do Sul deixa mais acirrada a disputa nas primárias do próximo dia 31. (Págs. 1 e 36)
Elo chega a 1,5 milhão de cartões e estreia em pré-pago
União de BB, Bradesco e Caixa, bandeira vai lançar agora cartões benefício, como alimentação e pré-pagos. (Págs. 1 e 30)EBC Serviços

Comentários