Bom dia! Os destaques dos jornais desta terça-feira, 3 de janeiro


O Globo
Manchete: Comunidades com UPP reduziram 'gatos' em 90%

Só no Dona Marta, ligações regulares saltaram de 73 para 1.594 

Sem o tráfico armado impedindo a atuação dos técnicos, a Light já conseguiu reduzir em 90%, em média, as ligações clandestinas em cinco comunidades beneficiadas com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A inadimplência também diminuiu significativamente. No Morro Dona Marta, por exemplo, onde antes da pacificação apenas 73 famílias tinham a luz legalizada e somente 15% delas pagavam a conta, o número de clientes domiciliares saltou para 1.594, sendo que 91% pagaram a conta em dezembro. Na média anual, a adimplência é maior nos morros, chegando a 97% no Dona Marta, no Chapéu Mangueira e no Batam, acima da média de toda a área de concessão da Light (94,34%). Nessas três áreas, a população já paga integralmente pela energia consumida, sem descontos da tarifa social. Moradores se dizem satisfeitos porque o serviço melhorou e agora tem com quem reclamar. (Págs. 1 e 9) 

PF investiga tráfico de pessoas na fronteira

A Polícia Federal investiga a ação de quadrilhas de tráfico de pessoas no Norte do país, num esquema que seria operado por "coiotes" mexicanos acostumados a levar latino-americanos para os Estados Unidos. A porta de entrada dos imigrantes é o Acre, por onde chegaram cerca de 500 haitianos nos últimos dias. Os haitianos recebem vistos humanitários. Há também muçulmanos de vários países, que chegam a pretexto de trabalhar em frigoríficos. Eles têm sido deportados. (Págs. 1 e 3) 



Sortudos, mas descuidados

Dois projetos em tramitação no Congresso preveem destinar à Fundação Nacional de Saúde prêmios não retirados por ganhadores de loterias federais. Só em 2010, R$ 169 milhões foram esquecidos, ontem, um dos cinco vencedores da Mega-Sena da Virada retirou o prêmio de R$ 35,5 milhões. Ele apostou R$ 2. (Págs. 1 e 5) 

Voos atrasam na volta do feriadão

Os brasileiros enfrentaram atrasos nos aeroportos na volta do feriado, principalmente no Rio e em Brasília. De 2.339 voos até 19h, 560 atrasaram (23,9%) e 146 foram cancelados (6,2%). No Galeão, mais da metade atrasou, e no Santos Dumont, 42%. (Págs. 1 e 19) 

Comércio exterior do país é recorde

Com a alta dos preços de minério de ferro e soja no exterior, as exportações bateram recorde em 2011, sendo a Ásia o principal destino. O saldo comercial foi de US$ 29,79 bilhões, o maior em quatro anos. As reservas cambiais do país atingiram US$ 352 bilhões. (Págs. 1 e 15) 

Pesadelo na Serra: Chuva faz Friburgo reviver medo de tragédia

A chuva continua em Nova Friburgo faz os moradores reviverem o pesadelo da tragédia de um ano atrás, que deixou mais de 900 mortos na Região Serrana. Ontem de madrugada, 15 das 35 sirenes de alerta foram acionadas e 300 pessoas, obrigadas a deixar suas casas. Houve novos deslizamentos de encostas que estavam recebendo obras de contenção, rios transbordaram e o município chegou a ficar em estado de alerta máximo - assim como outras cidades do estado. O prefeito Sérgio Xavier disse que apenas 40% das obras necessárias para recuperação foram feitas. Em Minas, 46 cidades decretaram situação de emergência. (Págs. 1, 5, 12 e 13) 

Iowa escolhe republicano com 41% de indecisos

Com quase metade dos republicanos de Iowa ainda indecisa, o estado abre hoje a escolha do rival do presidente Barack Obama. A disputa esta embolada entre o deputado Ron Paul e o ex-governador Mitt Romney, com o ex-senador Rick Santorum ganhando terreno, relata Fernando Eichenberg enviado a Iowa. (Págs. 1 e 20) 

------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: TJ vai rever pagamentos a juízes

Novo presidente da corte paulista promete investigar supostos privilégios, como auxílios-moradia e licenças indevidas

O Tribunal de Justiça de SP vai investigar pagamentos realizados em gestões anteriores, sob suspeita de serem ilegais ou feitos de modo privilegiado a juízes. 
O desembargador Ivan Sartori anunciou a medida ontem, quando tomou posse na presidência da corte. (Págs. 1 e Poder A4)

Com mau tempo, Rio vive dia de caos em aeroportos

Longas filas nos balcões das empresas aéreas, dezenas de voos cancelados e falta de informações marcaram o dia de milhares de pessoas que foram aos principais aeroportos do Rio.

A chuva que cai desde a virada do ano na cidade foi apontada como vilã pela companhias aéreas. (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Foto-legenda: Milhares de pessoas se aglomeram no aeroporto Santos Dumont, no Rio, que teve 35,8% dos voos cancelados. (Págs. 1)

Estradas param no pós-feriado

Quem deixou para voltar para São Paulo ontem sofreu nas estradas por causa dos congestionamentos. 

No litoral norte, na rodovia Rio-Santos, foi preciso uma hora e meia para percorrer 15 km de carro. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Espanha prevê rombo maior no deficit e mais reformas

O novo ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, disse ontem "ser possível" que o deficit público supere a casa dos 8% do PIB. Afirmou também que o rigor fiscal - parte do pacote anunciado pelo governo na sexta-feira - não será suficiente para tirar o país da crise e prometeu novas medidas para março, com uma "agenda muito agressiva" de reformas. (Págs. 1 e Mundo A12)

Maria Cristina Frias
País tem Malásia e Indonésia como novas concorrentes (Págs. 1 e Mercado B2)

Foto-legenda: E agora?

Ponte improvisada em Friburgo, região serrana do RJ; apesar de 900 mortos pelas chuvas de 2011, prevenção ainda é precária. (Págs. 1 e Cotidiano C3)

Em MG, 11 escapam pouco antes de prédio desabar

Duas pessoas morreram desde ontem devido às chuvas em Minas Gerais. Uma das mortes ocorreu em Belo Horizonte, quando um prédio de dois andares desabou, soterrando um homem. Outros 11 moradores escaparam pouco antes graças a uma vizinha.

Ela que viu que a coluna se desfazia e avisou policiais. Um deles foi aos apartamentos e pediu para as pessoas descerem. O prédio caiu em seguida. (Págs. 1 e Cotidiano C3) 
Hélio Schwartsman
Mal entra o verão e os políticos correm a culpar a chuva. Humanos, somos péssimos avaliadores de riscos. (Págs. 1 e Opinião A2)

Kassab autoriza trens em área de implosão parcial

A Prefeitura de São Paulo libera, a partir de hoje, a circulação de trens ao lado do prédio parcialmente implodido anteontem, na região central. Engenheiros ouvidos pela Folha afirmam que há riscos. (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Boa notícia

País prepara rede para desenvolver drogas contra o câncer. (Págs. 1 e Saúde C10)

R$ 4 bilhões por dia

Pela primeira vez, soma de impostos computados no Brasil supera a marca de R$ 1,5 tri em um ano. (Págs. 1 e Mercado B6)

Editorias

Leia "O custo dos desvios", sobre combate à corrupção no Brasil, e 

"Nota dez", acerca de desempenho da gestão do prefeito Gilberto Kassab. (Págs. 1 e Opinião A2)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Ministro dá ao seu Estado 90% da verba antienchente

Cotado para disputar prefeitura de Recife, Fernando Bezerra (PSB) é ligado ao governador Eduardo Campos
Estado do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), Pernambuco foi o maior beneficiado por verbas da pasta para combate e prevenção de desastres naturais, como enchentes, revela Marta Salomon. Em obras novas, iniciadas em 2011, o Estado concentrou 90% dos gastos, segundo levantamento feito pela ONG Contas Abertas com base em registros do Tesouro Nacional. Pernambuco recebeu R$ 25,5 milhões, 14 vezes mais do que o segundo colocado, o Paraná, vítima de deslizamentos provocados pelas chuvas no ano passado. Bezerra é conhecido pela fidelidade ao governador Eduardo Campos, aliado do governo federal, e tem sido cotado como candidato à prefeitura do Recife. O ministério contestou a forma de cálculo das despesas contra desastres naturais. O governo de Pernambuco afirmou que os recursos se referem a contratos firmados em 2010, período em que a pasta da Integração Nacional foi comandada pelos baianos Geddel Vieira Lima e João Santana Filho, ambos do PMDB. (Págs. 1 e Nacional A4) 

Mais do mesmo 

Denúncias de uso político do Ministério da Integração também ocorreram na gestão de Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). Em 2009, a Bahia levou mais de metade da verba contra desastres. (Págs. 1 e Nacional A4) 

Pacote terá incentivos à exportação de manufaturados

Com o peso cada vez menor de manufaturados nas exportações brasileiras, fato realçado ontem com a divulgação da balança comercial de 2011, o governo prepara um pacote para incentivar a venda de produtos industrializados no exterior. Uma das prioridades é o financiamento. "O crédito é um dos pontos fracos do mercado", diz o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Alessandro Teixeira. O anúncio deve sair até março. (Págs. 1 e Economia B1) 

Espanha terá de cortar € 40 bilhões

O governo espanhol admitiu que o déficit público ficará acima da meta a enunciou outro pacote, menos de uma semana após adotar medidas de austeridade de € 15 bilhões. O corte terá de chegar a € 40 bilhões. (Págs. 1 e Economia B8) 

Santos dobrará capacidade do maior porto da AL até 2013
O Porto de Santos, o maior da América Latina, dobrará sua capacidade até 2013. Sozinho, poderá movimentar a mesma quantidade de contêineres que todos os outros portos brasileiros juntos, reporta Renée Pereira. Esse crescimento, segundo o presidente da Codesp, José Roberto Correia Serra, é resultado de ampliações, compra de equipamentos de última geração e entrada em operação de novos projetos particulares. (Págs. 1 e Economia B3) 

R$ 2,3 bi é o investimento que será feito apenas em um novo terminal do Porto de Santos.
UE reage à Constituição conservadora da Hungria

A Constituição ultraconservadora adotada ontem pela Hungria ameaça provocar uma crise na União Europeia. No texto, aprovado em abril, o governo do premiê Viktor Orban mudou a lei eleitoral, aumentou o controle do Executivo sobre a Justiça e a imprensa, aboliu a independência do BC e proibiu a aborto e o casamento entre homossexuais. Para a oposição, Orban está "abolindo a democracia”. (Págs. 1 e Internacional A10) 

Venda de Carros bate novo recorde

A indústria automobilística bateu recorde de vendas no País em 2011, com 3,426 milhões de carros e veículos comerciais leves (alta de 2,9%). Mas o setor previa números melhores. (Págs. 1 e Economia B4) 

Republicanos iniciam prévias com 3 favoritos (Págs. 1 e Internacional A7)
Celso Ming

Boas vendas pela Internet

Com a incorporação de novos consumidores, o comércio eletrônico apresenta resultados melhores que os de lojas de shoppings. (Págs. 1 e Economia B2) 

Tutty Vasques

2012: a meia implosão

Kassab teve motivos para ficar feliz com a implosão. Nenhuma cidade tem know-how para destruir dois andares, sem detonar o resto. (Págs. 1 e Cidades C4)

Notas & Informações

O pessimismo da indústria

Previsão de ano ruim preocupa, porque o setor industrial é o principal gerador de empregos. (Págs. 1 e A3)

Dentistas fazem uso de transplante ósseo disparar

Os implantes dentários têm sido responsáveis por uma explosão do número de transplantes de osso, procedimento que até bem pouco tempo era ignorado como alternativa de doação humana. O total de transplantes ósseos no País saltou de 755 em 2005 para 23.647 em 2010. Em 2011, até setembro, os registros chegaram a 17.609, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Transplantes de Órgãos. (Págs. 1 e Vida A12)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Armadilhas da EPTG desafiam motoristas

Na chuva, qualquer pista é perigosa. Na Estrada Parque Taguatinga, os riscos são ainda maiores. Ontem, um carro rodou bem próximo do local onde um médico perdeu a vida no primeiro dia do ano. Buracos, falhas estruturais e falta de sinalização estão entre os principiais problemas. E, se nada for feito, alertam especialistas, os acidentes vão se repetir. "Não existe um sistema de drenagem adequado", diz Dickran Berberian, professor de engenharia civil. da UnB. "As pessoas vão continuar rodando na pista." (Págs. 1 e 20)

Novo edital do Senado sai até sexta

Haverá retificação no concurso para o cargo de consultor legislativo. Já o Ministério da Integração Nacional abriu seleção para 52 vagas de nível superior. (Págs. 1 e 11)

Chuvas: Flagelo no Rio e em Minas. Voos atrasam

Os temporais provocaram o desabamento de um prédio em Belo Horizonte, com a morte de um homem. No estado, 46 cidades estão em alerta. Municípios fluminenses também foram atingidos. O mau tempo causou tumulto nos aeroportos da capital carioca e do DF. Apesar das repetidas tragédias, o país investe pouco na prevenção. (Págs. 1 e 6) 

Exportação: Brasil bate recorde no comércio exterior, mas crise já ameaça vendas (Págs. 1 e 9)
Turismo aposta alto nos idosos

Cresce o número de agências voltadas para clientes acima dos 60 anos. Com dinheiro e tempo para passear, eles aqueceram o mercado de viagens. (Págs. 1 e 8) 

------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
Manchete: Concessões de 2012 exigirão investimentos de R$ 90 bi

A União e governos estaduais têm planos de leiloar em 2012 concessões na área de infraestrutura que exigirão investimentos de R$ 90,2 bilhões ao longo dos contratos. Projetos e valores foram mapeados pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base, que vê essa quantia como "pequena diante dos gargalos existentes, da quantidade de oportunidades disponíveis e do potencial de investimento privado". Para a entidade, o valor das concessões e de parcerias público-privadas (PPPs) poderia facilmente duplicar ou até triplicar.

No âmbito federal, dois importantes leilões ocorrem nas próximas semanas. Para o dia 18 de janeiro, está agendada a disputa do trecho de 476 quilômetros no Espírito Santo da BR-101, com investimento de R$ 2,1 bilhões nos 25 anos de contrato. Em 6 de fevereiro, haverá o leilão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. A previsão é de investimentos de R$ 15,9 bilhões. (Págs. 1 e A3)

Exportações sentem o peso da crise

A crise econômica mundial já reduziu a média diária de vendas brasileiras ao exterior, derrubou o preço de commodities importantes (como minério de ferro, soja e celulose), e diminuiu a oferta de crédito externo para a indústria exportadora. Para tentar minimizar perdas em 2012, o governo planeja novas medidas de estímulo às exportações de manufaturados, que devem ser anunciadas no primeiro trimestre e que se concentrarão na redução do custo de crédito.

O agravamento da crise europeia fez as vendas para a região avançar só 1,1% ante o mesmo mês de 2010 - no ano, cresceram 22%. A redução de preços de commodities diminuiu para 10,6% a média diária de embarques em dezembro ante dezembro de 2010, ritmo inferior aos 26,8% do ano de 2011. (Págs. 1 e A10)

Cresce número de juízes sob investigação

O número de juízes investigados pelos tribunais do país aumentou em mais de mil em cerca de um mês. Eram 693 investigações em 14 de novembro, quando o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) passou a fazer um levantamento de todos os processos disciplinares e sindicâncias contra magistrados. Hoje, há 1.710 juízes sob suspeita, segundo dados transmitidos pelos próprios tribunais ao CNJ.

Essas investigações podem não sair do papel, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) decida que o CNJ não pode avocar para análise própria os processos que estão em ritmo lento de apuração nos tribunais. Se essa decisão se confirmar, os tribunais vão poder gastar o tempo que quiserem na apuração e o CNJ não terá como fazer nada a respeito. (Págs. 1 e A5)

Foto-legenda: Conteúdo nacional

A Helibras inicia o processo de nacionalização dos helicópteros que serão produzidos para as Forças Armadas, diz Eduardo Marson. Até 2020, o índice de conteúdo nacional atingirá 50%. (Págs. 1 e B7)

Japão tem primeiro déficit comercial em 58 anos

É o fim de uma era: o Japão, a terceira maior economia mundial, poderá terminar 2011 com déficit na balança comercial pela primeira vez desde 1953, após ter se habituado a acumular enormes superávits com suas exportações.

Em novembro, as exportações japonesas continuavam caindo - 4,5% ante o mesmo período de 2010 - enquanto as importações cresciam 11,4%. (Págs. 1 e A7)
Sam Zell volta ao mercado imobiliário

O megainvestidor americano Sam Zell está de volta ao setor imobiliário brasileiro. Depois de se desfazer da Gafisa e de outros investimentos no segmento, ele está comprando o controle da Thá, grupo paranaense que atua em incorporação, engenharia e vendas de imóveis.

A operação está sendo feita por meio da Equity International, braço de "private equity" de Zell que em outubro levantou US$ 650 milhões para um fundo de investimento. A Thá tem 116 anos, é uma das mais antigas do país e tem tradição na construção de prédios do Walmart. O negócio já está na quinta geração da família Thá, mas a administração foi profissionalizada há sete anos. (Págs. 1 e B1)

Indicações da Carteira Valor para 2012

O primeiro semestre deste ano deverá ser ainda marcado por turbulências na Bovespa, mantendo a tendência dos últimos meses. Para o investidor atravessar essa fase, as corretoras que compõe a Carteira Valor recomendam empresas com maior geração de caixa, solidez de balanços e mais expostas à economia local. É um misto de ações defensivas com papéis de empresas que dependem apenas do mercado doméstico para crescer. As ações preferenciais do Itaú Unibanco lideram as recomendações - das dez corretoras, seis colocaram os papéis entre as indicações.

Em 2011, o portfólio da Carteira Valor encerrou em queda de 4,10% - perda menor que os 18,11% do Ibovespa. Em dezembro, o ganho foi de 2,74% ante recuo de 0,21% do índice. (Págs. 1, D1 e D2)
Brasil muda regras e deve bater neste ano recorde de processas contra dumping (Págs. 1 e A2)

Dólar se valorizou pouco, apesar das turbulências (Págs. 1 e C8)

Kassab tem R$ 12,7 bi para investir em São Paulo em 2012, ano eleitoral (Págs. 1 e A6)

Incentivos no Confaz

O novo coordenador dos Estados no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Cláudio Trinchão, irá defender neste ano a validação total dos efeitos dos incentivos fiscais do ICMS concedidos sem autorização do Conselho. (Págs. 1 e A3) 

Rio Grande do Sul cresce menos

O último censo do IBGE apontou o Rio Grande do Sul como o Estado com a menor taxa de crescimento populacional 0,49%. Na média nacional, o aumento foi de 1,17% ao ano na última década. (Págs. 1 e A4) 

Produtos de limpeza em alta

A preocupação com o ambiente na hora de comprar produtos de limpeza vai crescer em 2012. A expectativa dos fabricantes é que produtos multiuso devem registrar aumentos de vendas. (Págs. 1 e B4) 

Expansão na venda de veículos

Dados preliminares baseados no emplacamento mostram que houve um aumento de 2,9% no total de automóveis e comerciais leves vendidos em 2011. Foram negociadas 3,42 milhões de unidades. (Págs. 1 e B6) 

Metais em queda em 2011

O ano de 2011 representou para as matérias-primas industriais períodos de grande incerteza. Os preços dos metais encolheram, a ponto das cotações voltarem aos patamares verificados em 2009 no mercado internacional. (Págs. 1 e B6) 

Plano de recuperação da Busscar

A fabricante de carrocerias de ônibus Busscar, com sede em Joinville (SC), protocolou em 30 de dezembro o plano de recuperação financeira para retomar a produção que está praticamente paralisada há dois anos. (Págs. 1 e B7)

La Niña e a safra agrícola

Regida pelo fenômeno La Niña, o clima para a agricultura brasileira nos primeiros meses de 2012 tende a registrar chuvas dentro da média para maior parte das regiões agrícolas. A exceção é o Sul, que deve seguir castigado pelo clima seco. (Págs. 1 e B10)

Inadimplência tende a cair

O reajuste de 14% do salário mínimo em janeiro deverá reduzir o nível de inadimplência do sistema financeiro de crédito. O índice de atrasos pelas pessoas físicas chegou a 7,3% em novembro. (Págs. 1 e C1)

Rio concede anistia

O Estado do Rio de Janeiro concedeu anistia aos débitos tributários ou não inscritos em dívida ativa. A empresa poderá quitar a dívida à vista, parcelar a seu débito em até 8 vezes ou pedir a compensação com precatórios já expedidos. (Págs. 1 e E1) 

Ideias

Denise Neumann

Resultado dos últimos três meses mostra que a indústria brasileira nunca se recuperou de fato da crise externa. (Págs. 1 e A2)
Ideias

Jagdish Bhagwati

Parceria Transpacífica, acordo de livre comércio dos EUA com países asiáticos, é inspirada pela meta de conter a China. (Págs. 1 e A9)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Dois dias. Duas mortes

Apenas nas primeiras 48 horas do ano, duas pessoas perderam a vida em Minas por causa da chuva. Em BH, desabamento de um prédio soterrou um homem. Em Visconde do Rio Branco, Zona da Mata, deslizamento de barranco matou uma mulher. Agora são quatro os mortos neste período chuvoso no estado. A capital sofreu ainda com inundações e quedas de árvores. No interior, o cenário é de calamidade. (Págs. 1 e 17 a 20)

Foto-legenda: Aqui tinha um prédio...

A queda dos dois blocos do conjunto de edifícios da rua Passa Quatro, no bairro Caiçara, Região noroeste, matou o corretor de imóveis Janilson Behrens. A tragédia só não foi maior porque uma vizinha viu uma trinca no passeio e deu o alerta antes do acidente

...aqui tem uma avenida...
Árvore desabou na Raja Gabaglia, em frente ao hospital Madre Teresa, região oeste da capital, danificou veículos e causou transtornos ao trânsito. Queda de barreira e redução de pista no viaduto são francisco deixaram caótico o anel rodoviário.
...e, aqui, uma rua
A água cobriu a Rua República do Chile, no bairro Cantodorio, Embrumadinho, Grande BH. No Estado, já são 46 os municípios em situação de emergência, principalmente na região central e zona da mata. Houve queda de barreiras na BR-040 e em outras estradas. (Pág. 1)

Expansão: As cidades mineiras que mais cresceram

Movimentação econômica de São Gonçalo do Rio Abaixo disparou em 10 anos. Subiu 41.562%, com base nos dados do Valor Adicionado Fiscal (VAF). Em outros nove municípios pequenos a elevação variou de 2.400% a 5.785%, o que significa menos dependência de repasses da União. (Págs. 1 e 3)

INSS: Reajuste dos aposentados será discutido em fevereiro

Presidente Dilma Rousseff encaminhou aos ministros ofício marcando a retomada das negociações. (Págs. 1 e 7)

UFMG: Vestibular começa com pendência

Doze candidatos a vagas na universidade entram em sala hoje, no primeiro dia de provas, com direito a bônus por força de liminar. Como o trânsito fica ruim em dias de chuva, estudantes devem sair mais cedo. (Págs. 1 e 21)

Comércio exterior: País bate recordes em clima de futuro incerto (Págs. 1 e 14)
Saúde: Verão e férias trazem lazer e também perigo (Págs. 1 e 26)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Litoral Norte deve ganhar novo acesso

Governo estuda criação de rota rodoviária, em parceira público-privada, com pedágio, como na Ponte do Paiva. Iniciativa deve resgatar o turismo de Itamaracá e agitar outras praias da região. (Págs. 1 e Economia 1)

Quase 500 mil famílias perdem a tarifa social

Quem não se recadastrou vai ficar sem o desconto de até 65% na conta da Celpe, mas há como reaver o benefício. (Págs. 1 e Economia 5)

Teresa assume como primeira mulher a presidir o TCE (Págs. 1, 3, 4 e Editorial, 8)
FPF inicia hoje última vistoria dos estádios

Entidade vai avaliar todos os campos que serão utilizados no Pernambuco 2012. (Págs. 1 e Esportes, 3)

------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Concursos oferecem mais de 20 mil vagas

Após quase um ano de limitação para seleções em órgãos públicos, oportunidades podem superar 70 mil, se consideradas as ofertas em outros Estados. (Págs. 1 e 14)

Mortes no Litoral: Revogada prisão de modelo e de vereador

Envolvidos em acidente que matou bailarina e taxista responderão em liberdade. (Págs. 1 e 25)

Campo: Paraguai detecta novo foco de aftosa (Págs. 1 e 15)
Risco de Vida: Crescem as multas por falta de uso do cinto

Blitze do Ano-Novo autuaram 353 motoristas pela não utilização do equipamento. (Págs. 1, 4 e 5)

------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
Manchete: Dia 16, Mercadante assume a Educação

Atual ministro da Ciência e Tecnologia já se prepara para ser o titular de uma pasta que administra um orçamento de R$ 70 bilhões. (Págs. 1 e 4)

OGX e HRT prestes a produzir petróleo

Empresas de Eike Batista e Márcio Rocha Mello se armam para vender o combustível ainda neste ano. (Págs. 1 e 24)

CCR vai aterrissar na gestão de aeroportos
A concessionária de rodovias prepara-se para participar da licitação de terminais aeroportuários em Portugal e vai incorporar negócios no setor que hoje pertencem à Camargo Corrêa e à Andrade Gutierrez, de Otávio Azevedo. (Págs. 1 e 22)

Emprego recorde reanima Alemanha

País atinge 41 milhões de contratados, melhor marca em 20 anos, e reage com alta de 1,2% no consumo. (Págs. 1 e 36)

Previsão de inflação cai pela 5ª semana

Mas os economistas consultados pelo BC ainda acham que o custo de vida ficará mais alto que a estimativa oficial. (Págs. 1 e 8)

Analistas evitam repetir erros e fogem de previsões para bolsa

Após o desempenho do Ibovespa em 2011 ficar longe das estimativas, cautela é ponto comum nas estimativas para 2012. (Págs. 1 e 30)

EBC Serviços

Comentários