Em Cabo Frio, alvará apresentado para estacionamento particular pode estar incorreto


Apesar da empresa ter dado entrada no pedido do alvará neste ano, o documento tem data retroativa e permite o serviço desde dezembro.
Após uma semana de denúncias, o estacionamento em um terreno particular na Praia das Conchas, que vinha funcionando sem autorização, apresentou um alvará provisório. O documento permite a prestação do serviço até o próximo dia 21 de março.
Apesar da empresa ter dado entrada no pedido do alvará neste ano, o documento tem data retroativa e permite o funcionamento do serviço desde o dia 21 de dezembro do ano passado. Ontem (27) o documento ficou exposto em uma mesa na entrada do estacionamento.
Durante o dia, a Prefeitura de Cabo Frio continuou sem se manifestar sobre a legalidade do estacionamento na Praia das Conchas. No começo da semana a INTER TV mostrou que os funcionários do estacionamento no terreno particular, que trabalham para a mesma empresa que detém a concessão para cobrar pelo estacionamento em vias públicas da cidade, estavam trabalhando como uniforme escrito “a serviço da Prefeitura de Cabo Frio” (tanto na via pública como no terreno particular). 
Questionando sobre a utilização de camisas da prefeitura em um estacionamento particular, o secretário municipal da Ordem Pública, Gilson da Costa, que é responsável por fiscalizar a empresa do estacionamento, não soube responder se a utilização do uniforme caracterizava alguma ilegalidade.
A empresa responsável pelo estacionamento na cidade, Central Park, continua sem se pronunciar sobre o assunto. Veja a reportagem completa.

do RJ INTER TV 2ª Edição

Comentários