Em Saquarema, polícia diz ter pistas dos assassinos de empresário morto a tiros na cidade


A Delegacia de Saquarema trabalha com as hipóteses de latrocínio (roubo seguido do morte) e execução. Na fuga houve troca de tiros.
A polícia está investigando a morte do empresário Eduardo Emídio Reis, de 51 anos, em Bacaxá, distrito de Saquarema. Nesta terça-feira (10) a comandante da companhia da PM em Araruama afirmou já existem suspeitas da identidade dos assassinos.
O empresário foi assassinado na segunda (9) por dois homens dentro da agência de veículos que era proprietário. A Delegacia de Saquarema trabalha com as hipóteses de latrocínio (roubo seguido do morte) e execução.

Segundo a polícia, dois homens chegaram à agência de veículos por volta das 16h de segunda. Um deles foi até os fundos da loja, onde ficava o escritório do empresário, e efetuou três disparos. Dois tiros atingiram a cabeça de Eduardo Emídio Reis, que chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos.
Durante a fuga dos criminosos, a polícia chegou a cercá-los em Sampaio Corrêa, a cerca de oito quilômetros do local do crime. Houve perseguição e troca de tiros no local, mas os bandidos conseguiram fugir. Eles deixaram para trás uma pistola e um capacete, que vão ser periciados.
A hipótese de latrocínio foi levantada pelos investigadores da Delegacia de Saquarema porque a vítima havia efetuado um saque bancário de R$ 5 mil horas antes do crime. Os criminosos, no entanto, deixaram o dinheiro no escritório. A possibilidade de execução também é forte, uma vez que a vítima tinha quatro passagens pela polícia por crimes de estelionato, falsificação de documentos e receptação.
A agência de veículos não funcionou nesta terça-feira (10).

do RJ INTER TV 2ª Edição

Comentários