Número de mortos em Sapucaia (RJ) chega a 18


Sobe para 18 o número de vítimas das chuvas no distrito de Jamapará, em Sapucaia (145 km do Rio), divisa com Minas Gerais, informou a Defesa Civil do Rio. Após mais um dia de buscas, os bombeiros encontraram um Fusca soterrado por um deslizamento onde estão os corpos de ao menos cinco pessoas de uma mesma família.


Eles se abrigaram no carro com medo do temporal assim que a chuva se agravou na madrugada da última segunda-feira (9).
"Agora o trabalho é manual. Pararam as máquinas e os bombeiros se esforçam para retirar os corpos com o maior cuidado possível. A princípio, entre cinco e seis pessoas estavam no carro", afirmou Marco Antônio Teixeira, coordenador da Defesa Civil do município.
As buscas por pessoas soterradas no distrito recomeçaram por volta das 7h30 desta quarta-feira. A prefeitura estima que ao menos seis pessoas ainda podem estar sob os escombros do deslizamento que destruiu a rua dos Barros e cobriu ao menos oito casas.
A Defesa Civil interditou 30 casas em Jamapará e o número de desalojados, que foram para a casa de amigos ou parentes, chegou a 237 pessoas. Os desabrigados, que dependem de abrigos públicos, são 50.
Os trabalhos de resgate haviam sido interrompidos na noite de ontem, por volta das 20h30, devido a chuva forte na região. Hoje os trabalhos foram retomados com a ajuda de máquinas e cães farejadores.

Alex Oliveira/Folha Popular Deslizamentos de terra provocaram a morte de ao menos 13 pessoas no distrito de Jamapará, em Sapucaia (RJ)
 Deslizamentos de terra provocaram a morte de ao menos 13 pessoas no distrito de Jamapará, em Sapucaia (RJ)

RECURSO
O governo federal anunciou nesta quarta-feira que vai transferir R$ 75 milhões para os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, que enfrentam uma série de prejuízos devido às fortes chuvas.
O valor está previsto em medida provisória do início do mês que reabriu créditos de R$ 482,8 milhões para ações de prevenção e resposta às enchentes. Os recursos devem ser disponibilizados na próxima semana. Ao todo, Minas Gerais será beneficiado com R$ 30 milhões, Rio de Janeiro vai receber R$ 25 milhões e Espírito Santo, R$ 20 milhões.
O apoio financeiro será dado por meio do cartão da Defesa Civil, criado em abril do ano passado para agilizar o repasse de recursos a municípios e Estados em situação de emergência ou estado de calamidade pública.
Destinado aos gestores públicos, o cartão poderá ser usado, por exemplo, para a compra de combustível, alimento e aluguel social. Segundo o ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional), a quantia será usada para suprir "todas as despesas necessárias ao restabelecimento da situação anterior ao quadro de desastres".

Comentários