Por que não devemos apoiar as greves policiais?


Por Pró-Núcleo da União Popular Anarquista
O principal acontecimento político de fins de 2011 e início de 2012 em Fortaleza foi a greve dos Policiais Militares. Ela sucedeu o intenso período das mobilizações populares em defesa da educação, marcada centralmente pela perseguição política e repressão aos professores estaduais em greve.


O principal acontecimento político de fins de 2011 e início de 2012 em Fortaleza foi a greve dos Policiais Militares. Ela sucedeu o intenso período das mobilizações populares em defesa da educação, marcada centralmente pela perseguição política e repressão aos professores estaduais em greve. Os sinais de uma crise da segurança pública estadual fez emergir num curto cenário conjuntural de seis dias uma série de contradições da sociedade capitalista e obrigou aos diversos setores políticos uma tomada de posição diante dos fatos. Antes de tirarmos desse recente processo as conclusões políticas necessárias para a luta revolucionária é preciso caracterizarmos a conjuntura.
Email:: unipa_net@yahoo.com.br
URL:: www.uniaoanarquista.org

Comentários