Rio: Veja o melhor horário para pegar a estrada na volta do Réveillon


Segunda-feira deve ser o dia de maior momento nas rodovias fluminenses
Carlos Eduardo Cardoso / Ag. O Diaestradas

Previsão é de grande movimentação nas estradas na manhã de sábado (31)

Depois da festa na virada do ano, os cariocas que deixaram a capital fluminense para o Réveillon já começam a planejar a volta para casa. De acordo com as concessionárias que administram algumas rodovias e a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o dia de maior movimento deve ser esta segunda-feira (2), no período da manhã. A tarde de domingo (1º) também deve ser de congestionamento nas estradas fluminenses.
A PRF informou que os trechos das estradas federais mais perigosos são: BR-101, entre os kms 296 e 323, em São Gonçalo e Niterói, na região metropolitana, e no trecho entre os kms 470 e 485, em Campos dos Goytacazes, na região norte. Outra rodovia também considerada problemática é a BR-040, entre os kms 103 e 123, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que tem muitos atropelamentos.
De acordo com a PRF, outra dica importante é não pegar a estrada em caso de chuva forte, principalmente as da região serrana ou as que têm muitas encostas, como é o caso da BR-101 Sul, a Rio-Santos.
Ponte Rio-Niterói


Isabele Rangel
Como muitas pessoas saem de férias neste período, a concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói não tem uma previsão da quantidade de veículos que deve passar pela praça do pedágio na volta do Réveillon. No entanto, a expectativa é de grande movimentação na segunda-feira.
Os veículos não pagam pedágio na Ponte Rio-Niterói quando seguem em direção à capital fluminense
BR 101–Norte
Os motoristas devem evitar a BR-101 Norte entre 14h e 20h, no domingo, e entre 6h e 11h da manhã na segunda-feira, quando há previsão de pico na movimentação. Nos horários de maior trânsito, as praças de pedágio vão funcionar com capacidade máxima. Arrecadadores adicionais também estarão de plantão. A tarifa básica para automóveis é de R$ 2,80. Motos pagam R$ 1,40. Veículos comerciais pagam conforme o número de eixos.
Via Lagos
Na via Lagos, 300 mil veículos devem passar pela praça do pedágio até segunda-feira. Nos dias 1º e 2 de janeiro, deve ser registrado o pico de trânsito para volta ao Rio. A expectativa é de 47 mil veículos no domingo e de 42 mil, na segunda. O valor do pedágio na via Lagos para veículos de passeio é de R$ 10,30 nos dias úteis e de R$ 15,70 aos sábados, domingos e feriados. Motos pagam R$ 5,15 (dias úteis) e R$ 7,85 (sábados, domingos e feriados). Veículos comerciais pagam conforme o número de eixos.
Rio-Petrópolis
A Rio-Petrópolis (BR-040) deve receber 212 mil veículos. A expectativa é de grande movimentação na segunda-feira, de 11h às 17h, e na terça-feira, de 8h às 17h. Neste período, a recomendação é de que os usuários não utilizem a rodovia, para evitar as retenções.
Presidente Dutra
Na Rodovia Presidente Dutra, a previsão é de maior movimentação na segunda-feira. Há mais possibilidade de congestionamento entre 16h e 20h, período em que a concessionária espera até 4.300 veículos por hora. No Estado do Rio de Janeiro, há dois postos de pedágio: Itatiaia, no sul do Rio de Janeiro, e Seropédica, na Baixada Fluminense. O valor para os carros de passeio é de R$ 9,60. As motos pagam R$ 1,10. Veículos maiores pagam por número de eixos.
Itaboraí-Macuco
Cerca de 20 mil carros devem utilizar a RJ-116, por dia, no domingo e na segunda-feira. A rodovia, que liga Itaboraí a Macuco, na região serrana, deve ter maior movimento na segunda-feira. A recomendação é de que os usuários evitem passar pela estrada em caso de chuva forte e que fiquem atentos nos trechos de serra devido à possibilidade de neblina. A tarifa para carros de passeio custa R$ 3,90. Já as motos não pagam, enquanto os veículos comerciais pagam por eixo.

Comentários