TAM pode ser multada em até R$ 2,2 mi por falta de assistência a passageiros


Clientes alegam que a empresa não forneceu assistência devida após cancelamento de voo que sairia do Rio com destino a Nova York
Agência Estado
A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou nesta quinta-feira, 12, que a TAM pode ser multada em até R$ 2,23 milhões devido a situações relacionadas ao cancelamento, na última terça-feira (10), do voo JJ 8078 (Rio - Nova York). Hoje houve reunião da diretoria da ANAC com representantes da TAM, para "obter explicações sobre a assistência prestada aos passageiros".


A ANAC informa que a companhia aérea já havia sido notificada nesta quarta-feira. A multa, no entanto, só poderá ser aplicada depois da conclusão do processo administrativo para apuração dos fatos. Passageiros reclamaram do atendimento oferecido pela TAM, alegando que a empresa não forneceu a assistência devida até que fossem reacomodados em novo voo.
A agência informa, ainda, que decidiu instalar posto de serviço no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), com o objetivo de intensificar a fiscalização sobre a atuação das empresas aéreas. Essa unidade deverá entrar em operação até o final de janeiro. O objetivo é garantir que as companhias cumpram as normas de atendimento previstos na Resolução nº 141/2010, que estabelece os direitos dos passageiros tais como assistência material e acomodação, em casos de atrasos e cancelamentos.

Comentários