Bom dia! Vamos com as notícias desta segunda-feira, 20 de fevereiro.

O Globo

Machete: Romero Britto colore a Sapucaí
Renascer estreia na elite do samba com enredo sobre o artista; Portela enfeitiça com Bahia
Estreante na elite do samba com um enredo em homenagem ao artista plástico pernambucano Romero Britto, a Renascer de Jacarepaguá abriu ontem o desfile do Grupo Especial colorindo o cinzento Sambódromo com os tons vibrantes de suas alegorias. Na esperança de permanecer entre as grandes, a escola desfilou com garra, mas teve problemas com o acabamento dos carros. Quando a Renascer entrou, operários ainda davam os últimos retoques na Passarela do Samba. Depois da novata foi a vez da tradicionalíssima Portela esquentar o público, mostrando os encontros e a magia da Bahia. (Págs. 1 Caderno especial)
Capanema enfim será reformado
Marco da arquitetura moderna brasileira, o Palácio Gustavo Capanema, sede do Ministério da Cultura no Rio, vai entrar em obras em outubro. Será a primeira grande reforma desde a inauguração, nos anos 40. Segundo o Iphan, a obra já tem reservados R$12 milhões só este ano. O desafio será climatizar o prédio - ventilado por brise-soleil - com ar-condicionado central. (Págs. 1 e 9)
Para 55% gravidez não é planejada
Pesquisa da Fiocruz com 22 mil mulheres mostra que o planejamento familiar não é rotina: só 45% das entrevistadas, pacientes das redes pública e privada, queriam realmente engravidar. Para as 55% restantes, a gravidez veio por desinformação, descuido ou falha nos métodos contraceptivos. Cerca de 20% das mulheres percorreram mais de um hospital até conseguir vaga na hora do parto. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: Lentidão do MEC poupa de corte cursos mal avaliados

Atraso, admitido pelo governo, deixará punição para o 2º semestre
A demora do Ministério da Edicação para concluir o processo da avaliação de ensino superior fará com que os cursos de ciências contábeis e administração mal avaliados pelo MEC escapem do corte no número de vagas neste semestre.
Em novembro, o governo anunciou que seriam cortadas cerca de 50 mil vagas nesses cursos e nos dez cursos da área da saúde. As medidas deveriam entrar em vigor neste semestre, mas só os cortes de saúde (31,5 mil vagas) foram realizados. (Págs. 1 e Cotidiano C8)

Fotolegenda: Caracterizada como "Lula presidente", bateria das Gaviões da Fiel desfila no Anhembi, com Sabrina Sato à frente (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Para arcebispo, reformas em Cuba são "irreversíveis"
Arcebispo de Havana, Jaime Ortega, 75, afirma que as reformas em Cuba são "irreversíveis". "Há uma espécie de projeção futura de abertura, e já não é um campo apenas econômico mas também em outros campos", avalia. (Págs. 1 e Entrevista da 2ª A11)
Maria Inês Dolci
Nova lei do fast food deveria ser aplaudida de pé. (Págs. 1 e Folhainvest B6)
Hora do Brasil
Com Lula, Herzog e pré-candidatos, política domina 2º dia de desfiles no Anhembi. (Págs. 1 e C1)
Vera Magalhães
Aliança de petista e Gaviões atende a todos os critérios da conveniência. (Págs. 1 e C1)
Editoriais
Leia "Concessões petistas", sobre a controvérsia da privatização; e "Risco assumido", acerca de inovações no Banco Central na política monetária. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Infraestrutura precária eleva custo logístico em R$17 bi

Despesa com atrasos e más condições de estradas soma quase 15% do total gasto com transporte e armazenagem
Um estudo da Fiesp mostra que empresas brasileiras têm uma despesa anual extra de R$17 bilhões por causa das péssimas condições das estradas, da burocracia e do sucateamento nos portos, da falta de capacidade das ferrovias e das despesas com armazenagem. Os custos extras por causa da precariedade da infraestrutura representam quase 15% do total gasto com transporte e armazenagem. "Está muito caro produzir no Brasil", diz José Ricardo Roriz, responsável pelo estudo. Da China até o Brasil, um contêiner percorre 17 mil km, aos custo de US$1,2 mil (R$2 mil), dependendo da negociação com os armadores. Para o mesmo contêiner ir do Porto de Santos até São Paulo (77km), o custo também é de R$2 mil. (Págs. 1 e Economia B1)
R$ 122,3 bi é o gasto para movimentar mercadorias no Brasil. (Pág. 1) 

Irã se antecipa ao embargo a seu petróleo
O Irã suspendeu ontem as exportações de Petróleo para França e Grã-Bretanha, antecipando-se ao embargo europeu que começa em julho. A decisão foi anunciada depois de Teerã concordar em discutir seu programa nuclear com o Conselho de Segurança da ONU. (Págs. 1 e Internacional A8) 
Fotolegenda: Longe do Anhembi, perto da Gaviões
Impedido de participar do desfile, anteontem, Lula gravou depoimento agradecendo a homenagem da Gaviões da Fiel. O vídeo foi exibido no último carro alegórico, que levava a mulher do ex-presidente, Marisa Letícia. (Págs. 1 e Cidades C4)
Direto da Fonte: Sonho meu
Animado depois de tomar vários picolés, Gilberto Kassab disse no camarote da prefeitura que, no ano que vem, pretende se fantasiar de "o melhor prefeito que São Paulo já teve". (Págs. 1 e Cidades C6)
Negócios: Uma máquina de fazer dinheiro
O executivo Eduardo Gouveia, da Multiplus, é maníaco por acumular pontos. Com baixo custo, a rede de fidelização da TAM triplicou seu valor de mercado em dois anos. (Pág. 1)
Manobra contra prévias irrita tucanos históricos. (Págs. 1 e Nacional A4)
Yu Jie

A ameaça chinesa
Com a economia ocidental cada vez mais dependente de Pequim, o poder político chinês é cada vez maior em universidades e centros de pesquisa. (Págs. 1 e Visão Global A10)

Notas & Informações

A gerente do loteamento
Dilma quer controlar os projetos estratégicos. Há um equívoco nessa concepção de gerência. (Págs. 1 e A3) 

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Bloco dos fichas sujas cada vez aumenta mais
Outros homens públicos vão "sambar" com a lei da ficha limpa: prefeitos e governadores, por pressão social e da CGU, não devem nomear para cargos de confiança quem renunciou ou foi condenado em instância colegiada. (Págs. 1, 2 e 3)
Três vezes carnaval

No pacotão
A irrevrência e os protestos políticos bem-humorados deram o tom na tradicional folia brasiliense.
Na sapucaí
A rainha da bateria da Portela, Sheron Menezes, esbanja alegria e samba no pé da avenida.
No bumba meu boi
Apesar da saudade de Seu Teodoro, morto em janeiro, a festa maranhense tomou conta de Planaltina. (Págs. 1, 5 a 7 e 20 a 22)

Consumo exige mais ações para proteger o verde
O país cresce, mas ainda não sabe o que fazer com excesso de resíduos e a demanda cada vez maior por energia. (Págs. 1, 8 e 9)
Dia de passear no Congresso
Muita gente aproveita o feriadão para conhecer o Parlamento. As atrações não são os políticos, mas os espaços e o acervo cultural. Até amanhã, a expectativa é receber 6 mil pessoas. (Págs. 1 e 26)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Vereador topa pagar para trabalhar. Por que será?
O custo para eleger um parlamentar em BH, incluindo contratação de cabos eleitorais, telemarketing, campanha on-line, material impresso e aluguel de carros, entre outras despesas, chega a mais de R$500 mil. E os 15 salários anuais de R$9.288,05 ao longo de quatro anos somarão R$557 mil. Para piorar, conseguir financiamento de campanha junto ao empresariado está cada vez mais difícil e a fiscalização das doações, mais severa. Mesmo assim, praticamentetodos os 41 vereadores são candidatos à reeleição. O que demonstra que os interesses em obter o mandato vão muito além dos vencimentos. (Págs. 1 e 3)
Canarval 2012

A Portela cantou a Boa Terra e empolgou o público no primeiro dia de desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro
"E o povo da rua cantando. É feito uma reza, um ritual..." Com um samba - enredo ousado diferenciado, a Portela, segunda escola de sambaa entrar no Sambódromo no Rio de Janeiro, cantou as festas na Bahia. Os portelenses inovaram com um samba de três refrões, apontado por vários críticos como o melhor feito para a festa deste ano. Antes dela, a Renascer de Jacarepaguá, estreante no grupo especial, abriu a festa com enredo O artista da alegria dá o tom na folia, em homenagem ao artista plástico Romero Britto. Em São Paulo, a Gaviões da Fiel, que prestou homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Águia de Ouro e a Unidos da Vila Maria foram considerados as escolas que fizeram os melhores desfiles, embora a Águia tenha terminado sua passagem no limite do tempo permitido com uma correria no final. (Págs 1 e Caderno especial) 

Patrimônio: Força-tarefa para cidades históricas
Documento em que os municípios pedem a criação de um grupo de segurança para proteger igrejas será levado ao governo logo depois do carnaval. (Págs. 1 e 15)
Consumidor: Os cuidados com golpes ao planejar viagens. (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Olinda no reino da fantasia

Enquanto isso... reuniu a nata dos super-hérois na Cidade Patrimônio. Chuva deu uma trégua no Domingo de Carnaval. Hoje tem muito mais para quem é de fato bom pernambucano. (Pág. 1)
- Homenagem
A Gaviões da Fiel emocionou o Anhembi com a história do ex-presidente Lula. Desfile do grupo especial paulista terminou ontem. (Pág. 1)

México
Briga entre presos deixa 38 mortos em cadeia de Monterrey. (Págs. 1 e 5)
Ministério Público
Procurador-geral do MPPE, Aguinaldo Fenelon, defendeu o auxílio-alimentação de R$1.068. Benefício não exige prestação de contas. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Todas as cores da Sapucaí
Renascer de Jacarepaguá, com homenagem a Romero Britto, foi a primeira de sete escolas a desfilar no Sambródromo. (Págs. 1 e 17 a 21)
Infraestrutura: Obras contra secas levam ao menos 10 anos
Apesar dos investimentos já realizados, prevenção exige mais de 100 mil açudes. (Págs. 1, 4 e 5)
EBC Serviços

Comentários