Em Cabo Frio, manifestação pede rigor na investigação da morte de jovem em boate


Parentes e amigos da vítima saíram de Macaé para o protesto. Eles não aceitam as explicações dadas pela direção da boate.
Parentes e amigos do jovem que morreu após se envolver em uma confusão em uma boate de Cabo Frio, na semana passada, fizeram uma manifestação ontem(28). Eles não aceitam as explicações dadas pela direção da boate e pedem rigor nas investigações.
Na Praça Porto Rocha, o grupo exibia cartazes pedindo justiça. Cerca de 50 pessoas, entre amigos e parentes de Erickson da Silva Rodrigues, de 23 anos, saíram de Macaé, onde o jovem morava, para o protesto. Eles seguiram a pé até a boate onde tudo aconteceu.


O grupo ainda foi para a frente da Delegacia de Cabo Frio, onde protestou em silêncio. O dono da boate saiu pouco antes de os manifestantes chegarem e preferiu não gravar entrevista. A polícia já pediu as imagens do circuito interno de segurança da casa noturna. O inquérito ainda não foi concluído, e o delegado aguarda o laudo do IML, que deve apontar as circunstâncias da morte.
do RJ INTER TV 2ª Edição

Comentários