Em Campos, apreensão de crack aumenta mais de 80%


Traficantes escondem drogas em túmulos de cemitério e até em telhado de igreja
Cresceu o volume de apreensões de cocaína e crack em Campos dos Goytacazes, no norte do Estado do Rio. Nos últimos dois meses a Polícia Militar (8º BPM) recolheu 36,5 quilos de cocaína, 574% mais que nos dois primeiros meses de 2011. Com relação ao crack, o número de pedras encontradas em 2012 foi 88% maior que no ano passado. Neste ano, a PM já apreendeu aproximadamente 1,5 kg até quinta-feira (23).
De acordo com o subcomandante da PM no município, Major João Carlos, o aumento das apreensões se deve à intensificação das ações da polícia. Ele acrescentou ainda que o crack se tornou uma droga muito popular entre os usuários.


A criatividade dos traficantes tem surpreendido a polícia. Nos últimos dois meses a PM fez três grandes apreensões no cemitério do Caju. Na quarta-feira (22), os policiais encontraram 325 buchas de maconha, balanças de precisão e etiquetas em quatro sepulturas. No último dia 17 de janeiro, foram apreendidos 25 kg de cocaína e uma semana depois mais meio quilo de crack e 19 buchas de maconha.
No último dia 14 foram encontrados 1.075 sacolés de cocaína no telhado de uma igreja evangélica em um bairro residencial. No dia 16, a apreensão foi em uma casa abandonada em outro bairro residencial, onde estavam escondidas 224 buchas e quatro tabletes de maconha, além de nove sacolés de cocaína, três pedras de crack, uma espingarda e dez munições.
R7

Comentários