Em Casimiro de Abreu, carros com som alto serão autuados durante o Carnaval


Legenda: Guardas municipais com cães treinados irão garantir a segurança durante a folia
A Prefeitura de Casimiro de Abreu, através da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil, divulgou o esquema operacional durante os dias de folia em Casimiro de Abreu. Somente no distrito de Barra de São João são esperadas cerca de 70 mil pessoas por dia no Carnaval. O Departamento Municipal de Trânsito e de Transportes (Demutran) fará um patrulhamento 24 horas por dia no intuito de coibir o barulho excessivo em carros que circulam na cidade. A fiscalização contra o som alto contará com o apoio de vários órgãos, como as Polícias Militar e Civil e Guarda Municipal. 
Em todas as noites do Carnaval, o público contará com o reforço de 75 Guardas Municipais, 20 Policiais Militares, além do apoio da equipe de uma equipe com 140 homens. Em Barra de São João, somente no trio elétrico haverá o reforço de mais 45 membros do apoio, além de oito guardas municipais circulando com 10 cães treinados do canil municipal para trabalhar efetivamente como guia de escudo do serviço civil.
— Peço para as pessoas que irão passar o Carnaval na cidade que se divirtam e que zelem pelo patrimônio público e respeitem as leis de trânsito. Não iremos tolerar qualquer ato de vandalismo. Nós iremos coibir o uso do carro de som, estacionamento irregular e veículos descaracterizados. Os veículos rebocados serão encaminhados para o depósito público —, disse o secretário de Segurança Pública e Defesa Civil Luiz Fernando Shinkado. 
Um dos objetivos é autuar os motoristas que forem pegos com som alto na cidade. De acordo com o secretário Shinkado, caso seja comprovado que o motorista está abusando do som, o veículo será autuado e poderá ser rebocado em caso de persistência.
— O Carnaval é mais uma oportunidade que temos de trazer o turista para o município, resgatando a tradição que sempre tivemos de um excelente evento. E, principalmente, queremos oferecer esse atrativo às famílias para que elas se divirtam com bastante segurança —, concluiu Luiz Fernando Shinkado.



Comentários