Estoque dos bancos de sangue cai com chegada do carnaval


Hemorio será um dos hemocentros a ficar aberto durante a folia
O Ministério da Saúde alertou para a queda nos estoques de sangue dos hemocentros do país com a proximidade do carnaval. Pelos dados do ministério, a quantidade de sangue estocado cai, em média, 25% neste período. Essa redução é decorre do fato de que muitas pessoas que poderiam doar viajam justamente quando a demanda por transfusões é maior, por causa do aumento do número de vítimas de acidentes de trânsito e da violência urbana.
A assessoria do Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo (Hemoes), em Vitória, informou que o estoque de sangue está baixo. O Hemoes recebe, em média, de 70 a 90 doações por dia. Ontem, só recebeu 58. Isso porque muita gente deixa a capital capixaba para se divertir nas cidades litorâneas com mais tradição de carnaval.
Além das dificuldades pelo período de festa, a unidade móvel do Hemoes para recolhimento de sangue não estava funcionando e a rede de saúde do estado não fez nenhuma campanha para estimular a doação no período pré-carnavalesco.


Foi justamente graças a campanhas em favor da doação de sangue que o Hemocentro de Alagoas (Hemoal), em Maceió, está com os estoques de sangue estabilizados. A Secretaria de Saúde do estado informou que as unidades que compõem a Hemorrede Pública voltarão a captar sangue somente na quinta-feira (23).
Para ampliar o estoque de sangue e suprir o aumento da demanda no carnaval, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) lançou uma campanha de incentivo a doação, com coleta de sangue por uma unidade móvel. A fundação está distribuindo panfletos com informações sobre doação de sangue. O horário normal de funcionamento do hemocentro soteropolitano será mantido durante o carnaval.

Comentários