No Rio, governo pedirá transferência de bombeiros e PMs presos em Bangu


Líderes do movimento grevista irão para unidades militares
Em resposta ao fim da greve por reajuste salarial a policiais e bombeiros, o governo do Estado comunicou que solicitará à Justiça, na manhã de quarta-feira (15), a transferências dos líderes do movimento (bombeiros e policiais militares) presos no complexo penitenciário de Bangu, na zona oeste, para unidades prisionais das respectivas corporações, Bep (Batalhão Especial Prisional) e Gep (Grupamento Especial Prisional). Todos continuarão cumprindo prisão preventiva.


O procedimento de transferência será conduzido pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Erir Costa Filho, e pelo Secretário Estadual de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões.
R7

Comentários