No Rio, sessenta PMs vão atuar no Sambódromo durante apuração


Em São Paulo, contagem de pontos acabou em confusão
A Polícia Militar do Rio vai atuar com 60 homens durante a apuração das notas do desfile das escolas de samba do Carnaval 2012 do Rio de Janeiro. 
Um efetivo de 30 policiais militares do Batalhão de São Cristóvão (4º BPM) e do BPChq (Batalhão de Choque) ficará responsável pela segurança na avenida Marquês de Sapucaí. 
Além disso, uma tropa com 30 homens ficará de prontidão no Batalhão de Choque, que
fica ao lado do Sambódromo, para pronto emprego.
São Paulo
No Sambódromo Anhembi, a apuração dos votos foi interrompida depois que um grupo de torcedores invadiu a área restrita e rasgou os envelopes com as notas dos jurados.
 
Após pancadaria, incêndio e prisões, a Mocidade Alegre foi eleita a campeã do Carnaval 2012 em São Paulo. A confirmação foi dada pelo presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, Paulo Sérgio Ferreira, no final da noite de terça-feira (21).
  
Em segundo lugar, ficou a Rosas de Ouro, seguida pela Vai-Vai, Mancha Verde e Unidos de Vila Maria. Desceram para o grupo de acesso a Pérola Negra e a Camisa Verde e Branco. 

Segundo Serginho, a classificação das escolas foi feita a partir de uma média aritméticas das notas que tinham sido divulgadas antes da suspensão da apuração, todas foram arredondadas para cima. 

Ainda de acordo com o presidente da Liga, sete escolas foram a favor da decisão e cinco votaram contra.
R7

Comentários