Conta de luz fica 6,68% mais cara a partir desta quinta


De cada R$ 100 que o consumidor pagará, R$ 41,8 corresponderão a encargos e tributos
A conta de luz na região metropolitana do Rio vai ficar mais cara a partir desta quinta-feira (15). A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou na última terça-feira (13) reajuste médio de 6,68% nas tarifas da distribuidora de energia elétrica Ampla, que abastece a região metropolitana.
Os consumidores atendidos em baixa tensão (em sua maioria residências, comércio e domicílios rurais) terão aumento de 6,28%, enquanto os grandes clientes (atendidos em média e alta tensão) de 7,7%.
Com o índice autorizado pela Aneel, de cada R$ 100 que o consumidor fluminense pagará em sua conta, R$ 41,8 corresponderão a encargos e tributos embutidos na tarifa, outros R$ 30,9 cobrirão os custos de compra de energia e transmissão.
Os R$ 27,3 restantes ficam com a Ampla para cobrir seus custos de operação e manutenção e realizar os investimentos necessários para o fornecimento de energia elétrica.  
O aumento na tarifa da Ampla decorreu, em grande parte, pelos descontos tarifários concedidos a determinados consumidores (por exemplo, desconto às cooperativas de eletrificação rural e consumidores de fontes alternativas) e cuja compensação é feita pelos demais consumidores. 

O resultado também foi impactado pelo aumento do preço dos contratos negociados nos leilões de energia nova promovidos pelo governo federal. 
Nos últimos sete anos, de 2005 a 2012, a tarifa da empresa para os clientes residenciais variou 8%, enquanto a inflação medida pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) aumentou 41% e pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), 40%.

Comentários