Em Macaé, Defeso do Camarão proíbe a pesca do animal; proibição vai até o dia 31 de abril


A pesca é proibida porque a época de reprodução da espécie acontece nesse período. Em Macaé, são cerca de 500 pescadores de camarão.
No mercado de peixe de Macaé, os vendedores de camarão aproveitam as últimas unidades pra faturar. Na última quinta-feira (01) começou o Defeso do Camarão, que proíbe a pesca do animal até o dia 31 de abril. Para quem vende, essa é a hora de acabar com as últimas unidades.
O Defeso do Camarão foi criado através de uma portaria do Ministério do Ambiente e existe desde 2001. A pesca é proibida porque a época de reprodução e procriação da espécie acontece nesse período. Durante esses 3 meses, os pescadores cadastrados no Defeso recebem um auxílio de R$ 540, valor que eles afirmam não ser suficiente.
Na cidade são cerca de 500 pescadores de camarão. Por mês, são pescados aproximadamente 50 toneladas, quantidade que, de acordo com a subsecretaria de pesca, faz a cidade ser segunda maior produtora do estado. Mas, segundo o subsecretário de pesca, mesmo com essa produção os pescadores de Macaé não são cadastrados no Defeso Federal.
do RJ INTER TV 2ª Edição

Comentários