Lançamento do romance de Carlos Sepúlveda: A Cidade e a Névoa

A CIDADE E A NÉVOA
Abertura do livro com epígrafes

 Agora vemos em espelho e de maneira confusa, mas, depois, veremos face a face.
I Cor 13,12 


Ora, o sétimo dia não tem crepúsculo                                                                           Agostinho de Hipona

Ouve-se muitas vezes dizer que a arte tem por função
exprimir o inexprimível: mas é o contrário: a tarefa da
arte é inexprimir o exprimível.
Roland Barthes 

Um desprevenido morador da cidade, quem primeiro viu a cerração, não a ela chamou névoa, mas Profecia. 

Deus existe, sim. Quem não existe somos nós.
(Dito por um desocupado filósofo, depois da névoa.)

Comentários