NOTA – RIALA PARQUE

Acabei de ser informado que o nosso sócio Sr. Carlos Victor faleceu no Hospital Geral de Araruama hoje (29) a tarde. Ele se acidentou em nosso parque no dia 11-02 ao mergulhar de cabeça numa piscina rasa, recebendo o primeiro atendimento através da nossa equipe  e guardiões e, logo depois foi encaminhado  para o hospital.
A direção do Riala lamenta o que ocorreu e com tristeza, informa o acontecido.
Aproveita para juntar-se aos familiares de Sr Carlos Victor, esposa e filhos nesse momento de muito dor.
Comunica ainda aos sócios e visitantes que, em respeito ao momento difícil da família do falecido, não abriremos o parque no próximo fim de semana. Só retornaremos com nossas atividades normais na sexta feira, dia 09/03/12 a partir das 10h. Qualquer informação acesse o nosso site: www.rialaparque.com.br
À família, nossos pêsames.
Alair Corrêa

Comentários

Nilson JR disse…
Eu sou irmão do Carlos Victor, meu e-mail é nnjunior@pop.com.br. Não sou mais eleitor em Cabo Frio e concordo que o acidente foi uma fatalidade.
Porém o atendimento inicial prestado a vítima foi horroroso, feito por pessoas totalmente despreparadas e sem os equipamentos necessários em casos em que se suspeita de qualquer lesão na cabeça/coluna. Como exemplo, de como deve ser feito, cito o caso do goleiro do flamengo Felipe no último jogo em Macaé. Ele foi totalmente imobilizado com todos os aparatos necessários e somente depois movido para ambulância.
No caso do meu irmão, e quem afirma isso são os próprios médicos (vide reportagem publicada no jornal folha dos lagos) que o atenderam no Jardim Esperança, para onde a ambulância do Riala o levou, a remoção foi totalmente errada (sem o colar cervical e sem a prancha, pelo menos ) e aí está a culpa do Riala. Culpa não pela morte, mas sim pelo atendimento, no mínimo, negligente que foi prestado.
Estudos mostram que na maior parte de casos, como o do meu irmão, uma remoção realizada sem os devidos cuidados, pioram a lesão já existente e aumentam em muito o risco de morte. Ainda assim, não se pode afirmar, que se os devidos cuidados tivessem sido adotados, que meu irmão estaria vivo, mas com certeza suas chances teriam sido aumentadas em muito. Nada vai trazer essa vida dele de volta. A única coisa que espero é que os responsáveis pelo Riala, equipem o parque adequadamente e treinem melhor sua equipe de primeiro atendimento, pois o local é propício para acidentes e se os devidos cuidados não forem tomados, estes podem se tornar fatais. Um primeiro atendimento / remoção bem realizado pode salvar vidas.
Além disso, não houve apoio nenhum a nossa família por parte do Riala. No dia do acidente, durante toda noite/madrugada tentamos, sem sucesso, a remoção dele do São José Operário, para alguns hospitais/clínicas no Rio de Janeiro. Nessa hora, cadê o apoio do Riala??? No meu ponto de vista poderíamos ter conseguido, caso tivéssemos algum apoio do parque.