Bom dia! As notícias dos jornais desta Sexta-feira Santa, 6 de abril.

O Globo
Manchete: Bancos privados aceitam negociar redução de juros

Semana que vem, empresários vão propor medidas para baratear empréstimos 

Após a ofensiva deflagrada por Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para cortar juros, os bancos privados já se preparam para fazer o mesmo – mas querem mudanças na legislação que abram caminho para financiamentos mais baratos. Na semana que vem, dirigentes de instituições financeiras vão ao Ministério da Fazenda, em Brasília, para encaminhar sugestões. Entre as alternativas, há mudanças no Cadastro Positivo (de bons pagadores), além de autorização para ampliar o leque de garantias das operações (como os investimentos em previdência privada). Outra opção é permitir que os consumidores que estão na Justiça contra juros abusivos não deixem de pagar o principal da dívida. (Págs. 1 e 19)Liquidações fazem IPCA recuar
A inflação oficial, do IPCA, ficou em 0,21 %, em março, menos de metade da taxa de fevereiro. O resultado também veio bem abaixo de 0,40%, previsto pelos analistas. As liquidações, principalmente de vestuário, derrubaram os preços. (Págs. 1 e 20)Bicheiro queria Demóstenes na base de Dilma


Além de pretender estender seus negócios ilegais a outros estados, o bicheiro Carlinhos Cachoeira queria ter influência no Planalto. Gravações feitas pela PF revelam que ele pressionava o senador Demóstenes Torres a ir para o PMDB e, assim, integrar a base de Dilma. (Págs. 1 e 3)'Jurados de morte' sobem 107%, diz CPT
Em 2011, a violência no campo fez 29 mortos e resultou em uma lista de 172 pessoas ameaçadas de morte, mais que o dobro das 83 registradas em 2010, segundo a Comissão Pastoral da Terra. (Págs. 1 e 10) Chávez deve se tratar no Brasil
O governo venezuelano informou que o presidente Chávez virá ao Brasil para se encontrar com Lula. Mas, segundo MERVAL PEREIRA, ele deve ser internado no Hospital Sírio-Libanês. Especula-se que teria problemas intestinais originários de metástase. (Págs. 1, 4 e 27)
Investigado, vice argentino ataca imprensa e juiz
Uma revista no apartamento do vice-presidente argentino, Amado Boudou, reforçou a suspeita de que ele tenha favorecido um empresário em contrato com o governo. Boudou se disse vítima da "máfia" formada por jornais e o juiz responsável pelo caso. (Págs. 1 e 25) MP investiga monopólio em ponte e barcas
A compra de 80% das ações da Barcas S/A pelo Grupo CCR, que opera a Ponte Rio-Niterói por concessão, será objeto de inquérito e ação civil pública do Ministério Público estadual. (Págs. 1 e 14)Um filme cercado de expectativas
“Xingu” estreia hoje com a missão de levantar o ano do cinema nacional, que já apresenta queda de 71%. (Pág. 1 e Segundo Caderno)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

 

Manchete: Caixa reduz juros e quer refinanciar 'dívida cara'

É o 2º banco estatal a anunciar queda agressiva de taxas após pedido de Dilma 
Um dia depois do Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal decidiu reduzir seus principais juros. As taxas cobradas no cheque especial, por exemplo, vão cair a até 1,35% ao mês (há 15 dias eram 8%, em média). 
A instituição oferecerá linha de financiamento especial com a qual clientes de outros bancos poderão quitar a "dívida cara" e se refinanciar com juro menor. (Págs. 1 e Mercado B1)União aceita troca para aliviar débitos de Estados
A dívida de mais de R$ 400 bilhões dos Estados com a União terá um alívio. 
O governo aceitou trocar o IGP-DI, atual indexador, muito afetado por mudanças no câmbio e na cotação das commodities, pela taxa Selic, que está em 9,75% e vive tendência de queda. (págs. 1 e Poder A4)
Inflação em três meses é a menor desde o ano 2000
O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) do primeiro trimestre de 2012 foi de 1,22%. É o valor mais baixo desde o mesmo período de 2000, quando a inflação foi de 0,97%. Em 12 meses, o índice ficou em 5,24%, ainda acima do centro da meta do governo (4,5%). 
Para especialistas, o valor baixo reflete um crescimento econômico fraco. (Págs. 1 e Poder A6) Vinícius Torres Freire
Não se esperava tal lerdeza econômica neste trimestre
O IPCA surpreendeu. Está alto, mas caiu rápido. Não se esperava também tal lerdeza econômica no trimestre. O BC ainda não levou a inflação à meta, talvez não leve. Parece considerar o custo alto. Para alguns, brinca-se com fogo. Para outros, é irresponsável arriscar o PIB para abater décimos de IPCA. (Págs. 1 e Mercado B4) Alckmin opta pelo 2º mais votado para a Procuradoria
O governador Geraldo Alckmin escolheu para a chefia do Ministério Público de SP o procurador Márcio Elias Rosa, candidato da situação e o segundo mais votado na eleição interna do órgão. O primeiro lugar na lista tríplice foi Felipe Locke, da oposição. 
Para Rosa, a escolha não afeta a relação do órgão com o governo. "A atuação independente do Ministério Público é histórica", diz. (Págs. 1 e Poder A8)Em missa, Chávez pede que Jesus não o leve ainda
Em tratamento contra um câncer, o presidente Hugo Chávez pediu, em missa transmitida pela TV, que Jesus lhe dê mais vida, ainda que "dolorosa". "Não me leves ainda", disse. Lula tenta convencer o venezuelano a se tratar no Sírio-Libanês, em São Paulo. (Págs. 1 e Mundo A9) Trabalhadora rural morre com tiro no rosto em Rondônia (Págs. 1 e Poder A8)
Kassab adapta lei para punir quem ameaça ciclista (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Pai de cabo morto na Rocinha já teve outros dois filhos assassinados
Na quarta-feira, o cabo da PM Rodrigo Alves Cavalcante, 32, foi morto na Rocinha. Foi o terceiro filho do militar reformado Osaide de Holanda Cavalcante a ser assassinado no Rio de Janeiro. 
Em 1992, o PM Ronaldo Alves Cavalcante morreu num confronto. Em 1994, Roberto, segurança, foi morto num assalto. "É uma pancada perder um filho nessa idade", diz o pai. (Págs. 1 e Cotidiano C5) Editoriais
Leia "Religião na escola", acerca da separação entre Estado e igrejas; e "Avanço do pedestre", sobre redução nas mortes por atropelamento em SP. (Págs. 1 e Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: Dilma cede e negocia dívida de Estados em troca de apoio
Planalto atende governadores e muda índice de correção para ter projetos fiscais aprovados no Congresso
Em troca de apoio para aprovação no Congresso de projetos de seu interesse, o Palácio do Planalto cedeu às reivindicações dos governadores e mudou o índice de correção das dívidas com a União, o que representará alívio aos cofres estaduais. Os governadores vão mobilizar suas bancadas para por fim à “guerra dos portos" – incentivos fiscais concedidos por alguns Estados, como Santa Catarina e Espírito Santo, a produtos importados – e para aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que altera a cobrança do ICMS no comércio eletrônico. Com o acordo, o Senado começará a votar a proposta já na próxima terça-feira, em reunião antecipada da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Na quarta-feira pela manhã, será a vez de a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) tratar do tema. A expectativa é de que, no mesmo dia, o plenário do Senado possa votar a matéria em caráter definitivo. (Págs. 1 e Nacional A4)
'Não assinei o contrato'
Ideli Salvatti negou ontem responsabilidade pelo convênio que garantiu, em sua gestão na Pesca, pagamento de R$ 769 mil para projeto não iniciado de criação de peixe. (Págs. 1 e Nacional A8) Inflação recua e Mantega vê margem para corte de juros
O IPCA em março foi de 0,21%, o que confirma um perfil de inflação em 2012 diferente do verificado no ano passado. Os preços dos alimentos estão pressionando menos a taxa, assim como os monitorados e os serviços. Para o ministro Guido Mantega (Fazenda), o resultado foi excepcional e abre possibilidade de estímulo à economia, com crescimento mais elevado, queda dos juros privados e aumento do crédito nos bancos. (Págs. 1 e Economia B1, B3 e B4) Fotolegenda: Ponte aérea
Andressa de Mendonça viajou de Goiânia a Mossoró para visitar o marido Carlinhos Cachoeira. O aluguel da aeronave está avaliado em R$ 60 mil. (Págs. 1 e Nacional A8) Aliado de Cachoeira tem contratos sem licitação no DF
Investigada por lavagem de dinheiro do bicheiro Carlinhos Cachoeira, a empresa Emprodata assinou contratos sem licitação com o governo do Distrito Federal. Ela está registrada em nome dos filhos de José Olímpio Queiroga Neto, apontado como comparsa do bicheiro pela Polícia Federal. O governo do DF anunciou que fará auditoria para investigar se houve irregularidades nos contratos com a Emprodata. (Págs. 1 e Nacional A8) Rede inclui 5 partidos
As apurações da PF indicam que a rede política montada por Carlinhos Cachoeira inclui representantes de pelo menos cinco partidos: PT, PSDB, PP, PTB e PPS. (Págs. 1 e Nacional A8) Desmatamento aumenta 96% em MT e ministra critica Estado
O desmatamento cresceu 96% em Mato Grosso entre agosto e março e atingiu 637 km². A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, criticou autorizações para derrubada de florestas dadas pelo Estado. "Tem gente lá dizendo que pode desmatar porque o sujeito vai ser anistiado." (Págs. 1 e Vida A13)Alckmin nomeia 2º da lista para chefiar MP (Págs. 1 e Nacional A8)
Kofi Annan quer tropas do Brasil na Síria (Págs. 1 e Internacional A10)
Cai indicado para comandar Metrô
Anunciado na terça-feira como novo presidente do Metrô, José Kalil Neto virou interino. O Estado revelou ontem que ele já foi condenado por improbidade. (Págs. 1 e Cidades C3) Celso Ming
Inflação mais magra
A inflação de março é boa surpresa. Terá consequências no comportamento dos juros e no avanço de outras decisões de política econômica. (Págs. 1 e Economia B2)Notas & Informações
De braço dado com Cachoeira
Empresários sem escrúpulos são parceiros do pacto que domina boa parte do poder público. (Págs. 1 e A3)------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Aumenta pressão para bancos baixarem juro
Diminuição nos calotes, inflação em queda, novo corte na taxa Selic e medidas que a Caixa anuncia na segunda-feira integram o arsenal do governo para forçar instituições financeiras privadas a oferecer crédito mais barato e impulsionar a economia. (Págs. 1, 9 e 10)Acidente na BR-070 mata jovem de Brasília (Págs. 1 e 27)
Estupro: ONU critica STJ por absolver acusado de violentar meninas (Págs. 1 e 8)
Transposição do São Francisco vai custar 78% a mais
Apesar dos atrasos na maior obra pública em execução no país, empreiteiras se valeram de aditivo previsto na Lei de Licitações e conseguiram elevar o custo da transposição, que passou de R$ 4,6 bilhões para R$ 8,18 bilhões nos últimos cinco anos. (Págs. 1 e 2) ------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Leilão de médicos
Prefeitura que paga mais consegue profissionais, mas nem salário de R$ 16,8 mil é suficiente para segurá-los
Mesmo pagando salário três vezes maior do que do próprio chefe do Executivo, as prefeituras têm grandes dificuldades para manter médicos. A falta de estrutura e de equipamentos, longas distâncias para atender pacientes, incluindo a zona rural, e a troca frequente de secretários e prefeitos acabam sacrificando a população. “Esse rodízio provoca transtornos, porque quando o médico começa a se acostumar com o paciente, decide ir embora”, lamenta Domingos Rivelli, que comanda o município de Brás Pires, na Zona da Mata, onde os dois profissionais de saúde recebem R$ 16,8 mil, mas um já garantiu que vai embora em junho. (Págs. 1 e 3)Ontem e Hoje: As dores do progresso
“Ah, era mil vezes melhor. Antes era o perfume das moças, agora é a fumaça dos carros.” O desabafo do aposentado Paulo da Silva Nascimento, de 70 anos, abre caminho para uma viagem no tempo por Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas. Há quase 50 anos, reportagem da revista Realidade mostrou a vida cotidiana da cidade, que tinha apenas três carros e 13 aparelhos de TV e onde todo mundo se conhecia nas ruas e praças. Agora, o EM convida o leitor para um mergulho na história. Os repórteres Tiago de Holanda e Gladyston Rodrigues passaram uma semana em Conceição e revelam como a cidade, a exemplo de outros municípios mineiros, convive com as dores do crescimento e muitas dúvidas sobre o futuro. A chegada da multinacional Anglo American, uma das maiores mineradoras do mundo, já atraiu 4,2 mil trabalhadores, inclusive de outros estados. Enquanto o comércio comemora, produtores rurais reclamam da política agressiva da empresa e ambientalistas acusam degradação ambiental. No rastro do progresso vieram também outros problemas, como o medo, que mantém trancadas as portas das casas, e a violência, com o fantasma do crack. (Págs. 1 e Especial Gerais/Rumo ao desconhecido)Vistos para EUA aumentam 56% este ano
Dólar baixo e facilidades para entrar em território americano turbinam turismo de negócios, compras e lazer dos brasileiros. (Págs. 1 e 11)Dívida dos estados tem novo indexador
Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) será substituído pelo governo federal pela Selic, a taxa básica de juros. Débito de Minas é de R$ 62 bilhões. (Págs. 1 e 6)Feriadão começa mal
Sete pessoas morreram em acidentes nas estradas ontem. No mais grave, três perderam a vida na BR-116, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, quando uma ambulância pegou fogo depois de se chocar com três veículos. Na BR-381, perto de João Monlevade, duas pessoas morreram e seis se feriram na batida entre uma cegonheira, uma moto e dois carros. (Págs. 1 e 18)Inflação
IPCA de 0,21% em março é o menor desde julho de 2011. (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Inflação perde força
Trégua foi mais forte do que os economistas esperavam e o IPCA desacelerou com alta de 0,21% em março, menos da metade da taxa de fevereiro, que fechou em 0,45%. Foi o menor índice desde julho de 2011, quando atingiu 0,16%. (Págs. 1 e Cidades/Economia, 5)Defensora do ambiente morta em Rondônia
Extrativista de 27 anos denunciava desmatamentos e levou tiro de espingarda. (Págs. 1 e 6)Liberação de vistos dos EUA cresce 62%
Em março, 115.269 brasileiros obtiveram a autorização. Cidade campeã foi São Paulo. (Págs. 1 e 5)Caso Cachoeira
Empresário preso orientou Demóstenes a trocar o DEM pelo PMDB para se aproximar de Dilma. (Págs. 1 e Capa Dois)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
Manchete: Menor inflação em 12 anos reflete ritmo lento
Índice acumulado no IPCA, de 1,22% no primeiro trimestre, é o mais baixo desde 1990 para o período, em razão do tímido crescimento da economia. (Págs. 1 e 12)Visto próximo: Consulado na Capital anima os viajantes
Representação no RS deve aumentar fluxo de gaúchos para os EUA. (Págs. 1 e 20)São Leopoldo: Médico que denunciou corrupção é esfaqueado
Polícia investiga se ataque a Carlos Arpini foi tentativa de assalto ou uma ação de intimidação. (Págs. 1 e 6)Fotolegenda: Central dos horrores
Quatro anos depois de ser declarado o pior do país, presídio de Porto Alegre escandaliza juízes e promotores.
Obras em novas cadeias estão atrasadas. (Págs. 1, 4 e 5)
EBC Serviços
------------------------------------------------------------------------------------

Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Comitê Republicano faz mudança para angariar fundos
The Washington Post (EUA)
Romney usa 'jeitinho' para esconder seu patrimônio
Le Figaro
Sarkozy acusa Hollande de esconder a crise
El País (Espanha)
Guindos nega que o futuro da Europa depende da reestruturação econômica da Espanha
Clarín (Argentina)
Boudou ataca juiz e não explica nada

Comentários