Com prótese, atleta paralímpica faz ensaio sensual e acaba criticada

Maya Nakanishi vem tendo problemas para bancar seus treinamentos nos Estados Unidos
Foto: Divulgação
"A prótese é algo bonito, e não algo que você deva ter vergonha de usar", disse a atleta japonesa
Cansada de buscar patrocinadores, a atleta paralímpica Maya Nakanishi resolveu tentar outra solução para conseguir bancar seus treinos para as Paralimpíadas de Londres 2012. A japonesa fez um ensaio sensual para um calendário, que está sendo vendido em seu país. Apesar da boa inteção, Nakanishi não escapou das cornetas.

Foto: Divulgação

Maya Nakanishi lançou calendário sensual
A oriental ouviu dos críticos que estaria humilhando pessoas portadoras de necessidades especiais por exibir sua perna amputada. Maya rebateu: “Quero transmitir a mensagem de que (a prótese) é algo bonito, e não algo que você deva ter vergonha de usar”, afirmou a atleta paralímpica, que esteve nos Jogos de Pequim, em 2008.
A japonesa treina nos Estados Unidos e vem tendo problemas para bancar os cerca de 15 mil dólares necessários para se manter no estrangeiro. Ela chegou, inclusive, a dormir em seu carro por falta de dinheiro. No Japão, os atletas paralímpicos recebem pouco apoio do comitê olímpico e muitas vezes precisam pagar os custos dos treinos com dinheiro do próprio bolso.
“Não importa o quanto desprezo e ofensas eu receba pelo calendário. Eu quero abrir o caminho para os atletas mais jovens brilharem”, disse a musa, que perdeu a perna em um acidente de trabalho no Japão, mas manteve seu sonho de esportista e pretende competir nos 100m e 200m na capital inglesa. Em Pequim, ela terminou na 6ª e na 4ª colocação, respectivamente. Nos Jogos de 2012, aliás, ela deve competir também no salto em distância, mas para isso, precisa de mais recursos: “Para conseguir apoio, eu não me importei em arriscar tudo”, disse a japonesa.
 
Foto: Divulgação

Atleta paralímpica japonesa quer repetir em Londres o bom desempenho que teve em Pequim 2008

Comentários