Bom dia! Vamos com as principais notícias dos jornais e revistas deste domingo, 6 de maio.


 


O Estado de S.Paulo
Mesmo com juros em queda, estoque alto adia recuperação
O Globo
Obras do metrô começam em junho e vão tumultuar Zona Sul
Correio Braziliense
Concursos públicos faturam R$ 50 bi
Estado de Minas
Zumbis ao volante
Valor Econômico
Poupança muda e juro real cai a 2,45%, o menor desde o Plano Real
Zero Hora
Cachoeiras na cabeça
*
Revistas semanais
Veja
Nas águas do Cachoeira
Época
TED O fast food do saber
Isto É
Como enfrentar a doença do século
Isto É Dinheiro
A Nestlé após Zurita
Carta Capital
Veja & Cachoeira, jornalismo a pique
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Lições da guerra do Iraque ajudam EUA a combaterem as drogas em Honduras
The Washington Post (EUA)
Acordo com a Síria parece distante
El País (Espanha)
Bruxelas pode flexibilizar pagamento de déficit espanhol



O Globo
Manchete: Obras do metrô começam em junho e vão tumultuar Zona Sul
Ipanema, Leblon e Lagoa terão 8 canteiros; 270 caminhões circularão por dia na região
As escavações no túnel da Linha 4 do metrô já avançam em direção ao Leblon: as obras vão provocar o fechamento de trechos de ruas, jardins e praças na Zona Sul
As obras da Linha 4 do metrô entre Barra e Ipanema, previstas para começar em junho, prometem complicar a vida de moradores da Zona Sul pelos próximos quatro anos. Oito canteiros serão instalados em Ipanema, Leblon e Lagoa, levando à interdição de ruas praças e até do estacionamento do Parque do Cantagalo, área que costuma sofrer constantes afundamentos de solo e que será usada como pátio para veículos e maquinário. Só no primeiro ano de trabalho, 270 caminhões de entulho vão trafegar diariamente pelas já congestionadas ruas desses bairros, revelam Isabela Bastos e Selma Schmidt. O número subirá para 449 em 2013, chegando a 607 em 2014. O trajeto planejado inclui a saturada autoestrada Lagoa-Barra e os túneis Rebouças ou Santa Bárbara. (Págs. 1 e 20)

Receita recupera R$ 20 bilhões com Inteligência
Disfarces e até cursos de teatro fazem parte do dia a dia dos 160 funcionários da Inteligência da Receita Federal. Para pegar sonegadores, por exemplo, freqüentam restaurantes atrás de sinais externos de enriquecimento. Nos últimos quatro anos, as operações recuperaram R$ 20 bilhões. (Págs. 1 e 39)
Eleições para definir o futuro da Europa
Franceses e gregos vão hoje às urnas em votações cruciais para a Europa. Na França, o socialista François Hollande, que quer rever políticas de austeridade, tem um leve favoritismo sobre Nicolas Sarkozy. Na Grécia, eleição põe em risco a permanência do país na zona do euro. (Págs. 1 , 46 e 47)
As mulheres que ajudaram Tancredo
Duas mulheres ajudaram Tancredo Neves a discutir com o ministro do Exército, general Walter Pires, o fim da ditadura. (Págs. 1 e 12)
Maurice Strong
O negociador-chave da cúpula de 92 defende sistema de acompanhamento dos acordos da Rio+20 (Págs. 1 e 43)
No Maranhão, o turismo do trabalho barato
Agências de turismo servem de fachada para uma rede de envio de mão de obra miserável para o Sul deste a partir do Maranhão, um estado de estrutura fundiária arcaica, relata Chico Otávio. (Págs. 1, 3 e 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: Com crise política e CPI, Dilma abre cofre a aliados
Planalto multiplicou liberação de verbas em momentos de tensão com Congresso

Ao mesmo tempo em que enfrentava uma crise com a base e negociava a criação da CPI do Cachoeira, o governo Dilma multiplicou a liberação das verbas de interesse de parlamentares, prefeitos e governadores, informa Gustavo Patu.

As despesas com as chamadas emendas parlamentares, incluídas por congressistas no Orçamento em favor de suas bases eleitorais, quadruplicaram de fevereiro para março, quando bateram R$ 350 milhões. Em abril, o patamar se repetiu. (Págs. 1 e Poder, A4)

Eleições no Euro: França e Grécia incluem o tema crescimento na agenda europeia
As eleições de hoje na França e na Grécia mudarão a agenda europeia, centrada exclusivamente no ajuste das contas públicas, para incluir o tema crescimento.

Na França, tanto o socialista Hollande como o presidente Sarkozy defendem o crescimento ao lado da austeridade. Na Grécia, o cenário antiausteridade é ainda mais violento. (Págs. 1 e Mundo, A18)

Procurador ataca projeto que esvazia Ministério Público
Márcio Elias Rosa, 49, novo chefe do Ministério Público de São Paulo, promete combater a proposta em discussão no Congresso para acabar com o poder de investigação criminal do órgão. Rosa se diz preocupado com os pagamentos milionários a juizes do TJ-SP, que ele investigará. (Págs. 1 e Poder, A15)
Ferreira Gullar
Toda sociedade é, por definição, conservadora. (Págs. 1 e Ilustrada, E10)
Exame revela paternidade no 3º mês da gestação
Pesquisadores americanos relataram no “New England Journal of Medicine” que conseguiram determinar a paternidade do feto com base em um exame feito no sangue da mãe.

A técnica foi testada com sucesso em 30 mulheres com tempo de gestação de 8 a 14 semanas. (Págs. 1 e Saúde, C12)

Mercado
Veja quem são os 36 bilionários brasucas da lista da ‘Forbes’. (Págs. 1 e B4)
TV Folha
Cachoeiragate

Programa traz revelações sobre o Dia D do caso Cachoeira. (Pág. 1)

Editoriais
Leia “Segredos públicos”, sobre desafios a serem superados para a implementação da Lei de Acesso à Informação, que entra em vigor no dia 16. (Págs. 1 e Opinião, A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Mesmo com juros em queda, estoque alto adia recuperação
Problema atinge um terço dos principais ramos da indústria, e produção só deve crescer no segundo semestre

O lento ajuste dos estoques nas fábricas, provocado pela redução na demanda, deve adiar a retomada da produção da indústria para o segundo semestre. Em abril, um terço de 31 ramos industriais mais importantes estava com estoques excessivos, diz pesquisa da Fundação Getúlio Vargas. Dos dez setores, que incluem de carros e confecções a material de construção, seis deles estavam superestocados em setembro de 2011 e continuavam com volume excessivo em abril. Nem as medidas do governo para acelerar a economia surtiram efeito até agora. “O quadro é preocupante”, diz Walter Cover, presidente da associação das indústrias de material de construção. (Págs. 1, B1 e B3 / Economia)

Crédito continua ‘travado’

A ação dos bancos oficiais para reduzir os juros ainda não surtiu efeito no varejo, (Págs. 1, Economia / B3)

Socialista é favorito em eleição na França
Depois de 17 anos fora do poder, os socialistas são os favoritos para vencer o segundo turno da eleição presidencial hoje na França. O líder do Partido Socialista (PS), François Hollande (na foto, à dir.), tem vantagem nas pesquisas de intenção de voto sobre o presidente Nicolas Sarkozy (à esq.), com diferença que chega a 8 pontos. O resultado é fruto da modernização do Partido Socialista e da reação à crise e aos planos de austeridade de Sarkozy. (Págs. 1 e A12 / Internacional)
Maioria da CPI quer convocar governadores
Enquete do Estado com os 32 titulares da CPI do Cachoeira mostra que a maioria apoia a convocação imediata dos governadores Marconi Perillo (PSDB-GO), Agnelo Queiroz (PT-DF) e Sérgio Cabral (PMDB-RJ), além de Fernando Cavendish, da Delta. Os únicos que são taxativamente contrários são José Pimentel (PT-CE) e Sérgio Souza (PMDB-PR). “Não vi nada que os comprometa”, disse Souza. (Págs. 1, A4, A6 a A8 / Nacional)
Mata Atlântica emitiu mais gases
Estudo sobre a emissão de gases por conversão de vegetação em área agrícola mostra que a origem da maior parte do problema é a Mata Atlântica, e não a Amazônia. (Págs. 1 e A24 / Vida)
Tráfico é crime que mais cresce
O tráfico de drogas foi o crime que mais cresceu nos anos 2000 no Estado de São Paulo. O número de flagrantes policiais quadruplicou nos últimos 12 anos. (Págs. 01 / Metrópole)
Suspeito de fraude, cai presidente da TIM
(Págs. 1 e B12 / Economia)
Fernando Henrique: Política e moral
É errado não perceber que a crise institucional bate às nossas portas e as respostas não podem ser “economicistas”. (Págs. 1 e A2 / Espaço Aberto)
Suely Caldas: A nova poupança e o futuro
A agenda de Dilma é pouco ambiciosa para um país com milhões de analfabetos e onde metade da população não tem esgoto e água limpa. (Págs. 1 e B2 / Economia)
Notas & Informações
As mentiras do senador As comprovadas inverdades de Demóstenes configuram atentado ao decoro. (Pág´s. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense

Manchete: Concursos públicos faturam R$ 50 bi
Máquina de preparar concurseiros e de organizar exames cria bilionário segmento da economia que não vai parar de crescer

Enquanto o sonho de conseguir um emprego seguro movimenta fortunas, os candidatos desembolsam o que têm e o que não têm para tentar conquistar o cargo desejado. As perspectivas são animadoras: até 2014, os governos terão que repor entre 400 mil e 600 mil servidores, estimam especialistas da área. (Págs. 1 e 14)

Escolas aceitam alunos de graduação na pós
A prática é ilegal, mas instituições particulares de Brasília estão oferecendo cursos de pós-graduação a estudantes que ainda não concluíram o ensino superior. Sindicato informa que a Polícia Federal já foi acionada. (Págs. 1, 27 e 28)
Suspeito de chacina é de Brasília
Acusado de matar sete pessoas numa fazenda em Doverlândia (GO), Aparecido Souza Alves, 22 anos, trabalhava como garçom em um bar no Sudoeste. “Era gente boa”, diz um colega. (Págs. 1 e 13)
Polícia prende 32 pessoas em briga de galo
Muita gente ainda conseguiu fugir quando os policiais chegaram a uma casa no Setor de Chácaras Lucio Costa. Vinte animais, alguns com ferimentos graves, foram apreendidos. (Págs. 1 e 29)
Os sem-afeto
Quase 5 milhões de brasileiros são potenciais candidatos ao pedido de indenização por abandono afetivo. (Págs. 1 e 12)
Voto a voto
Franceses vão às umas hoje para escolher entre o candidato da esquerda, François Hollande, e o direitista Sarkozy. (Págs. 1 e 22)
Eles preferem o anonimato
Os três principais investigadores do Caso Cachoeira atuam com uma discrição quase monástica. (Págs. 1 e 4)
Os 13 homens de Cachoeira
A lista de políticos citados em conversas da quadrilha do bicheiro inclui um senador e 10 deputados. (Págs. 1 e 2)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas

Manchete: Zumbis ao volante
Mais da metade dos caminhoneiros envolvidos em acidentes usam estimulantes para não dormir na direção

O Estado de Minas denunciou, em série de reportagens há quatro meses, que motoristas de caminhão se mantêm acordados graças a estimulantes à base de anfetaminas. Agora, pesquisa inédita quantifica os riscos. De um total de 216 condutores de carga entrevistados na CeasaMinas pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, 51,3% confessam usar drogas para dirigir. E o perigo é comprovado: 50,9% dos que bateram o veículo, tombaram a carga ou atropelaram pedestres tinham tomado os chamados rebites. Misturados a álcool e estimulantes sexuais, o resultado é um coquetel alucinante pelas estradas. (Págs. 1, 25, 28 e 29)

Caso Cachoeira: Uma lista que não para de crescer
Já são 13 parlamentares envolvidos no esquema do bicheiro Carlinhos Cachoeira que deverão dar explicações à CPI.
Estado de Minas apurou que relação de políticos citados em conversas da quadrilha do contraventor envolve senador, deputados e até suplentes com chances de assumir se os titulares forem cassados.
Investigações trazem à tona discussão sobre processos que correm em segredo de Justiça. (Págs. 1, 3 e 4)

Futuro da França será decidido hoje nas ruas (Págs. 1, 20 e Editorial 6)


Pesquisa em BH
Aécio é o político que mais influencia o voto do eleitor (Págs. 1 e 8)
Negócios: Indústria mineira teme crescimento menor da China (Págs. 1 e 14)


Perto de 2%
Juro real caminha para a meta da presidente Dilma (Págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio

Manchete: Começa a batalha final (Págs. 1 e 4)


Crescimento do Porto de Suape gera impasse
Disputa entre posseiros e direção está acirrada. Derrubada de casas é denunciada. (Págs. 1. 6 e 7)
------------------------------------------------------------------------------------
Veja
capa
Manchete: Nas águas do Cachoeira
Os governadores Perillo e Agnelo podem se salvar?

Como Demóstenes enganou tantos por tanto tempo

Cabral e Cavendish: a farra entre o público e o privado

China e EUA
A vitória da diplomacia na crise envolvendo um dissidente cego
------------------------------------------------------------------------------------
Época
capa
Manchete: TED O fast food do saber
Aprenda qualquer assunto em 18 minutos com os maiores gênios do mundo - e de graça
Exclusivo: As armas de Cachoeira para derrubar Alfredo Nascimento do Ministério dos Transportes


Entrevista: "Vou reproduzir o modelo da Petrobras", diz a Época o favorito para vencer as eleições no México


------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ
capa
Manchete: Como enfrentar a doença do século
Ansiedade

Os novos tratamentos para evitar as crises e as mais recentes descobertas sobre o impacto no cérebro da doença que atinge uma em cada quatro pessoas em algum momento da vida. 

Exclusivo
Ministério Público e CPI investigam o esquema do bicheiro Carlinhos Cachoeira no governo Serra.
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
capa
Manchete: A Nestlé após Zurita
Como fica a multinacional suíça no Brasil com a saída do seu presidente, Ivan Zurita, substituído pelo executivo Marroquín Cuesta.

- Os bastidores da decisão depois de 40 anos de empresa;
- O império agropecuário do executivo;
- Os conflitos de interesse nos patrocínios a celebridades;
- Os planos da companhia para manter a liderança no País. 

Tudo sobre a mudança na poupança
O que a alteração do rendimento nos depósitos novos significa para o seu bolso e para a economia do País.
------------------------------------------------------------------------------------
Carta Capital
capa
Manchete: Veja & Cachoeira, jornalismo a pique


Ainda a CPI
O iê-iê-iê de Cabral e do dono da Delta
Poupança
Os efeitos das novas regras propostas pelo governo
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora

Manchete: Cachoeiras na cabeça
ZH vai a Anápolis, cidade onde Carlinhos Cachoeira ergueu seu império antes de se tornar o capo da jogatina no país. (Págs. 1, 6 e 8)

Exclusivo: “Meu filho é honesto”, diz pai de bicheiro.

Rosane de Oliveira: Tarso oferece projetos a investidores privados
Piratini busca europeus para obras como aeroportos, pontes e estradas. (Págs. 1 e 10)
Ataques a residências: Assaltos violentos expõem nova tática do crime no Estado
Ameaças, choques elétricos, chutes e coronhadas. Uso de tortura por bandidos assusta vítimas e desafia a polícia gaúcha. (Págs. 1, 34 e 35)
EBC Serviços

------------------------------------------------------------------------------------

Comentários