Record desmente texto da revista "Veja" sobre supostos prejuízos da emissora


No último domingo (20/5), a Rede Record desmentiu em comunicado oficial  uma nota da coluna "Radar on-line", publicada na Veja desta semana. O texto afirma que a emissora enfrentou prejuízos de R$ 60 milhões em 2011 e que em 2012 estes chegariam a R$ 100 milhões. Segundo a matéria "Um senhor vermelho", que pode ser lida aqui, a previsão do déficit veio da diretoria da emissora. Porém, a Record alega que a revista não citou "qualquer fonte confiável".
O comunicado alega também que a nota da revista visa "retaliar a emissora" "pela divulgação das investigações da Polícia Federal, do Ministério Público, da Justiça e do Congresso Nacional, sobre as supostas ligações de um dos seus  principais jornalistas com o contraventor Carlos Cachoeira".

Números
No texto, a emissora afirma que seu faturamento cresceu 25% em 2011. E que segundo o Projeto Inter-Meios, coordenado pelo jornal Meio & Mensagem, a verba publicitária destinada a televisão aberta no Brasil aumentou 9% no mesmo período. 

Para a emissora, prever um prejuízo quando o ano está no primeiro semestre "revela a evidente falta de fundamento da suposta notícia e a intenção de perseguir, prejudicar e causar danos à emissora, clientes e telespectadores", diz o comunicado.

IMPRENSA procurou a assessoria da Editora Abril, responsável por Veja, que informou que não vai comentar o assunto.
Jéssica Oliveira* 
* Com supervisão de Vanessa Gonçalves

Comentários