Três PMs são indiciados por agressão contra moradora


Os policiais militares Renan Ribeiro de Souza, Cid Lima dos Santos e Rodrigo Bernardo de Almeida, acusados de estuprar moradora da Rocinha foram denunciados e tiveram a prisão preventiva decretada na quarta-feira pela 14ª DP (Leblon).


Os PMS já cumprem prisão temporária na Unidade Especial Prisional da PM. O inquérito policial também indiciou outra moradora da comunidade por falso testemunho.
Na noite de 18 de abril, uma mulher, de 36 anos, detida depois de furtar uma bolsa na Rocinha, culpou os policiais por agressão e estupro. Os agentes, por sua vez, informaram que a vítima esteve com o grupo todo o tempo. A mulher foi chamada para depor e negou qualquer agressão.
De acordo com o jornal RJTV, da TV Globo, um laudo preliminar do Instituto Médico Legal, confirmou as lesões e o ato libidinoso diverso de conjunção carnal.
O caso também é investigado pela Corregedoria Geral Unificada (CGU), da Secretaria de Segurança Pública, e pela corregedoria da PM, que abriu um Inquérito Policial Militar (IPM). Até o fim da apuração, foi determinado o afastamento dos três PMs de atividade operacionais.

Comentários