Bom dia! Os destaques dos principais jornais desta sexta-feira, dia 29 de junho, Dia de São Pedro!


<b>A VINGANÇA DE BALOTELLI</b> Alvo de atos racistas na Eurocopa, atacante faz dois gols na Alemanha e leva Itália à final contra a Espanha
Atacante Romarinho é frio e calculista 
O Estado de S.Paulo
Servidores ligados à CUT ameaçam greve geral
O Globo
Rumo às urnas - TSE recua e libera contas sujas já nestas eleições
Estado de Minas
Vai doer também no seu bolso
Correio Braziliense
Acesso a salários leva CUT à Justiça
Zero Hora
Porto Alegre - Parque da Redenção terá cerca virtual para aumentar a segurança
Valor Econômico
Cai investimento das empresas do Brasil no exterior
Brasil Econômico
BC reduz estimativa do PIB e revela divergência no governo
*
Jornais internacionais
The New York Times (EUA)
Justiça aprova lei de saúde Obama
The Washington Post (EUA)
Lei de saúde confirmada
The Guardian (Reino Unido)
David Cameron pressiona Barclays
Le Figaro (França)
Mélenchon declara guerra contra a Hollande
El País (Espanha)
Espanha e Itália alertam para a demora em ajudá-los
Clarín (Argentina)
Scioli garante pagamento da dívida


O Globo
 
Manchete: Rumo às urnas - TSE recua e libera contas sujas já nestas eleições
Dias Toffoli desempata votação; recurso foi pedido pelo PT, apoiado por 17 partidos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recuou ontem de sua própria decisão de março que exigia dos candidatos nas eleições deste ano ter as contas de campanhas anteriores aprovadas pela Justiça. Com o novo entendimento, volta a ser necessária para registro de candidatura apenas a comprovação de prestação, mesmo que não aprovada, de contas da eleição anterior. À decisão de ontem foi motivada por um recurso apresentado pelo PT, com apoio de 17 partidos.

Na terça-feira, três ministros votaram a favor e três foram contrários. O ministro Dias Toffoli, que pedira vista, desempatou a decisão. Em março, quando a norma foi aprovada, ele não fazia parte do TSE. Toffoli substituiu Ricardo Lewandowski, que, à época, votou pela proibição dos contas-sujas. (Págs. 1, 3 e Merval Pereira)

PSD de Kassab poderá fazer propaganda eleitoral na TV (Págs. 1 e 9)


FH alfineta Lula e diz que não fará campanha para Serra (Págs. 1 e 9)


Agência rebaixa nota de oito bancos brasileiros
Depois de rebaixar grandes bancos americanos e europeus, ontem foi a vez de a agência Moody’s revisar a nota de oito bancos no Brasil, além da BM&F Bovespa: Bradesco, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Votorantim, HSBC Bank Brasil, Santander Brasil, Safra e ING Bank. A principal justificativa para a reclassificação foi a excessiva quantidade de títulos públicos em carteira desses bancos. O Banco Central reduziu a previsão de crescimento do PIB deste ano para 2,5%. (Págs. 1, 23, 26 e Míriam Leitão)
Após novas perdas na Bolsa, Eike demite executivo (Págs. 1 e 24)


A maior vitória de Obama
Suprema Corte respalda reforma da Saúde

O presidente dos EUA, Barack Obama, obteve sua maior vitória política com a confirmação, pela Suprema Corte, da constitucionalidade da mais abrangente reforma do sistema de saúde americano desde 1967. A oposição questionava a legalidade da obrigação de que todo cidadão adquira um seguro de saúde. O veredicto impulsiona a campanha de reeleição de Obama, especialmente junto a mulheres, jovens e idosos, principais beneficiários da reforma. No mesmo dia, porém, ele sofreu uma derrota na Câmara, que aprovou moção de censura inédita ao secretário de Justiça, Eric Holder, que se negara a fornecer documentos pedidos pelos parlamentares. (Págs. 1, 31 e 32)

Planos sobem, no Brasil, muito além da inflação
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou aumento de 7,93% para os planos de saúde de oito milhões de usuários. O reajuste será aplicado entre maio de 2012 e abril de 2013, dependendo da data de vencimento do contrato. O aumento concedido é muito acima dos 4,99% do IPCA, da inflação oficial, dos últimos 12 meses. (Págs. 1 e 30)
Ideólogo do PT deixa Mercosul na crise paraguaia
Arquiteto da política externa no governo Lula, Samuel Pinheiro Guimarães renunciou ao cargo de alto representante do Mercosul em plena crise do Paraguai. Alegou falta de “apoio e condições políticas”. (Págs. 1, 33, Nelson Motta e editorial “O Mercosul sob influência chavista”)
PF prende 32 por pedofilia na internet
A Polícia Federal prendeu ontem 32 pessoas identificadas como integrantes de uma quadrilha que compartilhava material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes na internet. Um dos presos é o humorista Rodrigo Vieira Emerenciano, o Mução. (Págs. 1 e 13)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Supremo assegura tempo de TV a partido de Kassab
Decisão dá a Serra (PSDB) mais espaço de propaganda do que terá Haddad (PT)

O Supremo Tribunal Federal reconheceu ontem que o Partido Social Democrático (PSD), criado no ano passado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, tem direito a propaganda eleitoral na TV e a financiamento público proporcionais ao número de deputados que possui na Câmara.

O partido é dono da quarta maior bancada na Casa, com 48 dos 513 deputados. (Págs. 1 e Poder A6)

Eliane Cantanhêde

Decisão evita debandada do PSD e abre janela para criação de novas siglas. (Págs. 1 e Opinião A4)

TSE libera candidatura de ‘contas-sujas’ nas eleições (Págs. 1 e Poder A12)


Paraguai fica livre de sanções econômicas do Mercosul
Os chanceleres dos países do Mercosul decidiram manter a suspensão do Paraguai do bloco pelo impeachment, em um processo sumário, de Fernando Lugo. A punição deve ser confirmada hoje pelos chefes de Estado, na Argentina.

No entanto, segundo o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, o bloco descartou a aplicação de sanções econômicas. (Págs. 1 e Mundo A20)

Justiça valida lei de saúde e dá força a Obama nas eleições
A menos de cinco meses das eleições nos EUA, Barack Obama obteve a maior vitória política de sua Presidência. Por 5 votos a 4, a Suprema Corte aprovou a reforma que expande o sistema de saúde no país.

Com a nova lei, que passa a vigorar em janeiro de 2014, todo mundo que vive no país passa a ser obrigado a ter um seguro de saúde, sob pena de pagar multa. (Págs. 1 e Mundo A18)

Promotoria abre inquérito para investigar outro auxiliar de Kassab (Págs. 1 e Cotidiano C5)


BC derruba projeção de crescimento da economia
O Banco Central reduziu a projeção de crescimento da economia brasileira deste ano de 3,5% para 2,5%. A instituição destacou a deterioração do cenário na Europa e os efeitos sobre o Brasil.

A projeção do BC ainda está acima da esperada pelo mercado (2,2%). Mesmo com a redução, o banco elevou a expectativa de inflação para 4,7% por conta da alta do dólar. (Págs. 1 e Poder A16)

Eike troca chefia de petroleira após tombo bilionário
Após uma crise de confiança que, em dois dias, custou quase R$ 14 bilhões em valor de mercado das empresas X, o empresário Eike Batista trocou o comando da OGX, a empresa de petróleo do grupo. Sozinho, Eike perdeu ontem R$ 4,96 bilhões de uma fortuna de R$ 44,31 bilhões. (Págs. 1 e Mercado B1)
Radar de R$ 9 mi contra neblina não opera em Cumbica
Um sistema de pouso e decolagem por instrumentos, que custou R$ 8,9 milhões e poderia evitar os fechamentos de Cumbica (SP) quando há mau tempo, foi instalado em janeiro, mas não funciona. Para a Anac, os requisitos para liberação do sistema foram cumpridos só parcialmente. (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Editoriais
Leia "Aventuras fiscais”, acerca de projetos do Congresso que afetam as contas públicas, e “São Paulo apreensiva”, sobre onda de violência na cidade. (Págs. 1 e Opinião A4)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Servidores ligados à CUT ameaçam greve geral
Governo diz que não haverá reajuste neste ano, e sindicato prevê que até 500 mil cruzarão os braços

Em reunião encerrada ontem à noite, servidores das dez agências reguladoras declararam-se em estado de greve a partir de segunda-feira. Com isso, aumenta o risco de a presidente Dilma Rousseff enfrentar uma greve geral dos funcionários públicos. A maioria das categorias j á paradas ou com indicativo de greve quer correção dos salários em 2013.

O secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal, Josemilton Costa, avalia que cerca de 300 mil servidores já cruzaram os braços. A greve, segundo ele, pode alcançar 500 mil funcionários. “A construção é a greve geral”, disse Costa, filiado à CUT, braço sindical do PT. Ontem, a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) insistiu em que não haverá aumentos de salário para o funcionalismo neste ano. A colega do Planejamento, Miriam Belchior, encarregada de negociar com os servidores, optou por não se manifestar. (Págs. 1 e Nacional A4)

Paralisação afeta hospital universitário
A greve de professores e técnicos das universidades federais também afeta a saúde. Ao menos 16 hospitais vinculados a essas universidades suspenderam parte do atendimento, como consultas e cirurgias eletivas, e não fazem novos agendamentos. Consultadas pelo Estado, 42 universidades federais que possuem cursos de medicina estão em greve. (Págs. 1 e Vida A18)
Em 2 dias, empresas de Eike perdem R$ 13,3 bilhões
As ações da OGX, petrolífera do bilionário Eike Batista, caíram ontem 19,2% na Bolsa de São Paulo, acumulando desvalorização de 51% no mês. O motivo é a desconfiança sobre o potencial do primeiro campo petrolífero da empresa a entrar em produção. Esse sentimento se disseminou em relação às outras companhias do grupo. Na soma de seis empresas, o recuo no valor de mercado foi de R$ 13,274 bilhões em dois dias. No acumulado do ano, são R$ 32,236 bilhões a menos. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)
Banqueiros são citados em relatório da PF
Relatório da Polícia Federal cita 11 empresários e banqueiros na operação que confiscou nove jatos por suposta fraude no seu uso no Brasil. Entre os citados estão Leo Kryss, do grupo Tendência; André Esteves e Marcelo Kalim, do BTG Pactual; Fábio Auriemo, da JHSF; e Antonio Freitas Valle, ex-Banco Garantia. Eles negaram atos ilícitos. (Págs. 1 e Economia B12)
Planos de saúde terão reajuste de até 7,93% (Págs. 1 e Vida A18)


PF prende 32 de rede de pedofilia internacional (Págs. 1 e Cidades C4)


Pedágios ficam até 4,98% mais caros no domingo (Págs. 1 e Cidades C1)


Mercosul decide isolar Paraguai até a eleição (Págs. 1 e Internacional A14)


Tutty Vasques
Banquete dos mendigos

Kassab quer proibir o amor ao próximo desordenado praticado por bandos de voluntários fora das tendas oficiais de convivência social. (Págs. 1 e Cidades C10)

Notas & Informações
Mercosul e autoritarismo

O bloco será muito menos comprometido com a democracia se afastar o Paraguai. (Págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Acesso a salários leva CUT à Justiça
A Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Distrito Federal posicionou-se contra a decisão do GDF de tornar públicos os vencimentos dos servidores e anunciou que vai ingressar com ação na Justiça. Funcionários reclamam de invasão de privacidade. Desde a quarta-feira à noite, os salários podem ser vistos por qualquer cidadão no Portal da Transparência.

A liberação dos dados é uma exigência da Lei de Acesso à Informação, que entrou em vigor no mês passado. Até agora, só o Executivo em âmbito federal e no DF tomou a iniciativa. Faltam os poderes Legislativo e Judiciário abrirem a caixa-preta. O Correio constatou falhas no sistema de divulgação dos vencimentos dos servidores federais, como a falta de publicidade de todos os jetons recebidos e a quantidade de cargos e funções em cada faixa salarial. (Págs. 1, 2,3 e E21)

Paraguai deve sofrer apenas sanção política
Mendoza (Argentina) — No primeiro dia da cúpula do Mercosul, Brasil e Uruguai defendem que, devido ao impeachment de Lugo, o Paraguai sofra sanções políticas, mas continue recebendo recursos do bloco. (Págs. 1 e 16)
Fotolegenda: Copa 2014 - Depois daquele chute...
O "pontapé no traseiro" do Brasil é coisa do passado. O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, visitou o Mané Garrincha e elogiou as obras. Descontraído, ele jogou bola sob os olhares de Ronaldo e Agnelo e anunciou que a Bahia será a sede do sorteio dos grupos do Mundial. (Págs. 1 e Super Esportes, 8 e 9)
ANS autoriza alta de 7,98% para planos de saúde (Págs. 1 e 13)


Crise mundial: PIB desaba e já abala otimismo para 2013
As más notícias vindas da Europa — que ontem baixou um pacote para salvar empregos —, dos EUA e da China fizeram o Brasil reduzir a estimativa de crescimento para 2,5%. Esse cenário deve contaminar a economia no ano que vem. (Págs. 1, 10 e 11)
Finanças: Bolsa cai, e Eike perde R$ 13,8 bi
Em dois dias, ações das sete empresas “X” despencaram 19,20%. O empresário, que era o 7º mais rico do mundo, recuou para 46° lugar, segundo a revista Forbes. (Págs. 1 e 12)
Justiça: Contas sujas vão disputar eleições
O TSE derrubou ontem decisão do próprio tribunal que impedia a candidatura de políticos cujas contas de campanhas anteriores tivessem sido rejeitadas. (Págs. 1 e 6)



------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Cai investimento das empresas do Brasil no exterior
As empresas brasileiras reduziram muito seu ímpeto de investir em aquisições e participações no exterior. Entre janeiro e maio deste ano, a saída líquida de recursos foi de US$ 2 bilhões, uma redução de 85% em relação aos US$ 13,8 bilhões do mesmo período de 2011. Nos dois anos anteriores, despejaram US$ 45 bilhões em seu processo de internacionalização, de acordo com dados do Banco Central.

A crise financeira turvou o horizonte de planejamento das empresas, diminuindo o fôlego para aquisições internacionais e investimentos no mercado doméstico, dizem especialistas. A desvalorização do real frente ao dólar também encareceu as compras. "Temporariamente, as empresas podem postergar investimentos, mas a decisão de investir é de longo prazo", diz Octávio de Barros, economista-chefe do Bradesco. (Págs. 1 e A4)

Fotolegenda: Perto do poder
Enrique Peña Nieto, do populista Partido Revolucionário Institucional, que já governou o México por décadas, é o favorito para presidente na eleição de domingo, segundo pesquisas. (Págs. 1 e A12)
BTG quer o controle do BMG
Depois de ver frustrada sua tentativa de comprar o Banco Cruzeiro do Sul, o BTG Pactual está determinado a adquirir o controle do mineiro BMG, especializado em crédito consignado. As conversas começaram antes da intervenção no Cruzeiro do Sul, que piorou o quadro de liquidez para os bancos de menor porte.

O BMG estaria em busca de uma injeção de capital da ordem de R$ 1 bilhão, levando-se em conta que as novas regras de capitalização dos bancos de Basileia 3 começarão a ser executadas em 2013. A ideia em discussão é que o BTG assuma o controle, mas que a família Pentagna Guimarães, hoje controladora do banco, permaneça como acionista relevante. (Págs. 1 e C10)

O varejo ainda é verde-amarelo
Apesar de os franceses do Casino terem assumido, na semana passada, o controle da principal rede de supermercados do país, o Pão de Açúcar, o varejo de alimentos no Brasil ainda é verde-amarelo. Com essa operação, houve um aumento significativo na participação estrangeira no segmento, mas ainda assim, de cada R$ 100 gastos em supermercados no país, R$ 61,3 são deixados nos caixas de empresas controladas por capital nacional. São supermercados médios (que faturam até R$ 3 bilhões ao ano) e pequenos mercadinhos.

Além disso, nos últimos cinco anos, no segmento de comércio varejista de alimentos - que tem 38 mil lojas e fatura R$ 224,3 bilhões no país -, as companhias brasileiras cresceram a taxas superiores às das estrangeiras. (Págs. 1 e B4)

Mobilidade urbana dá o tom da eleição
Com o fim das convenções neste sábado terá início oficialmente a campanha às eleições municipais. O horário eleitoral gratuito começa em 21 de agosto. O primeiro turno será em 7 de outubro e o segundo, 21 dias depois. O mapa das alianças partidárias mostra que os partidos já começaram a montar o tabuleiro da disputa de 2014, mas são os temas municipais, a começar pela mobilidade urbana, que devem dominar o interesse do eleitor.

A capital que foi modelo de transporte público rendeu-se ao carro. Em Curitiba, o índice de motorização passou de 2,1 habitantes por veículos para 1,4 este ano. A partir de hoje, o Valor publica reportagens sobre o início da disputa nas seis principais capitais do país. (Págs. 1 e A10)

Itália e Espanha bloqueiam cúpula para obter socorro
Espanha e Itália decidiram bloquear, na noite de ontem, decisões da reunião de cúpula da União Europeia, condicionando a aprovação do pacto de crescimento a um acordo para estabilizar com urgência os mercados e reduzir o custo crescente de refinanciamento de suas dívidas. "Com essas taxas não resistimos", admitiu o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, referindo-se ao prêmio de risco recorde - de 7% ao ano - dos papéis de dez anos da dívida da Espanha.

Rajoy pediu ajuda "para salvar o euro", alertou que alguns bancos de seu país já não podem se financiar e que as reformas da UE "não servem para nada" se não solucionarem o problema da dívida. Para o premiê italiano, Mario Monti, é essencial um pacto para reduzir o custo da dívida antes que os mercados destruam a economia italiana e o próprio euro. A pressão política sobre Monti preocupa. (Págs. 1 e A13)

Eike Batista demite CEO da OGX para enfrentar crise
A forte queda das ações da OGX, a petroleira do empresário Eike Batista, fez ontem sua primeira vítima. O presidente da empresa, Paulo Mendonça, foi demitido e substituído por Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, presidente de outra empresa de Batista - o estaleiro OSX. Graças à revisão das expectativas de produção do poço de Tubarão Azul, em apenas dois dias a OGX perdeu 39,7% de seu valor de mercado, o equivalente a R$ 10,7 bilhões. A queda afetou outras empresas do grupo, cujas ações, no total, perderam R$ 13,8 bilhões.

Bancos revisaram para baixo nos últimos dias as projeções de produção e rentabilidade da OGX, elevando a taxa de risco de prospecção e as estimativas de custo da dívida. O Itaú BBA, por exemplo, elevou de 20% para 50% o fator de risco exploratório da empresa. (Págs. 1 e B7)

Paraguai tem punição branda
O Paraguai será sancionado com a forma mais branda de punição prevista no acordo do Mercosul, ficando suspenso das reuniões e dos órgãos do bloco, mas não será excluído das obrigações e direitos. (Págs. 1 e A13)
Mudanças no Prouni
O Ministério da Educação deve anunciar, ainda neste ano, duas importantes mudanças no Prouni: a elevação do critério de renda para incluir mais estudantes no programa e o aumento da oferta de bolsas em cursos como engenharia e computação. (Págs. 1 e A16)
Guarulhos já tem presidente
O consórcio Invepar ACSA, que venceu a licitação do aeroporto de Guarulhos, escolheu Antonio Miguel Marques, membro do conselho de administração da Camargo Corrêa, para presidir o negócio. (Págs. 1 e B6)
Incentivo ao mercado livre de energia
Aneel cria tarifa diferenciada para uso das redes das distribuidoras pelos clientes livres, que usam menos energia no horário de pico. Iniciativa pode aumentar em 37% os negócios no mercado livre. (Págs. 1 e B6)
EAS fecha acordo com Ishikawajima
O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) fechou acordo de parceria tecnológica com a japonesa Ishikawajima-Harima Heavy Industries. O acordo não envolve participação acionária no EAS, mas abre caminho para a retomada dos contratos com a Transpetro. (Págs. 1 e B6)
União de corretoras
As corretoras Planner e Prosper anunciaram ontem um acordo de associação. Juntas, terão uma carteira de 50 mil clientes e movimentação média diária de RS 230 milhões na bolsa, com 400 funcionários em 38 unidades em sete Estados. (Págs. 1 e C10)
Comodato gera crédito de ICMS
Superior Tribunal de Justiça decide que empresas têm direito a créditos de ICMS na compra de bens que serão cedidos a terceiros em contratos de comodato (empréstimo gratuito). (Págs. 1 e E1)
Pequenas e Médias Empresas
Pequenos empreendimentos representam 70% dos meios de hospedagem no Brasil, que, de olho na Copa, apostam em conceitos de sustentabilidade, localização privilegiada e atendimento personalizado para se destacar da concorrência. (Págs. 1 e Caderno especial)
Indústria Química
Medidas de desoneração tributária anunciadas pelo governo deverão produzir efeito ainda neste ano para destravar os investimentos da indústria química. A Basf tem planos que vão reduzir as importações em US$ 200milhões por ano, diz Alfred Hackenberger, presidente. (Págs. 1 e Valor Setorial)
Ideias
Maria Cristina Fernandes

Para garantir uma coligação coesa em 2014 a estratégia é dobrar a determinação petista em se perpetuar no poder. (Págs. 1 e A6)

Martin Feidstein

Mesmo se a economia dos EUA continuar a tropeçar, é improvável que o Fed tome medidas adicionais antes do fim do ano. (Págs. 1 e A15)

------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Vai doer também no seu bolso
Planos de saúde individuais e familiares ficam 7,93% mais caros

O sofrimento causado por doença grave ficará mais doloroso na hora de pagar a conta. Esse aumento é o maior desde 2006. Está acima do IPCA dos últimos 12 meses (5,24%) e vai atingir 8 milhões de pessoas – 17% dos usuários da rede privada de atendimento médico e hospitalar no país. Passa a valer a partir da data de aniversário do contrato: quem assinou em maio vai receber o boleto com os novos valores a partir de agosto. A fórmula usada no reajuste dos planos é polêmica. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) chegou a propor mudanças, mas a discussão não avançou. (Págs. 1 e 13)

Para tirar do mofo
Mais de 48 milhões de processos judiciais estão empilhados em galpões de 296 cidades, entre as quais BH. São cerca de 200 quilômetros de papéis que contam parte da história do Judiciário mineiro. Digitalizar a maioria desse acervo é meta do desembargador Joaquim Herculano Rodrigues, que toma posse hoje na Presidência do TJMG. Ele anuncia a compilação eletrônica dos volumes, pelo menos na capital e nas comarcas com mais de 120 mil habitantes. (Págs. 1 e 4)
Barbárie: Pornografia infantil leva 33 à cadeia
Operação da Polícia Federal desmantelou no país quadrilha especializada em divulgar fotos e vídeos com cenas de sexo com crianças e até bebês. Bando tinha pelo menos 160 usuários e conexões em 35 países. Em Minas, seis pessoas acusadas de envolvimento foram presas em nove cidades. (Págs. 1 e 25)
TSE autoriza candidatos contas-sujas nas eleições (Págs. 1 e 9)


Paraguai tem punição leve
Chanceleres do Brasil, Argentina e Uruguai descartaram sanções econômicas ao país, no primeiro dia da cúpula do Mercosul. Paraguaios foram apenas suspensos de reuniões e de organismos do bloco. (Págs. 1 e 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: PF ataca rede de pedofilia
Grupo com atuação internacional disponibilizava vídeos com imagens de sexo envolvendo crianças e até bebês. Foram presas 32 pessoas em nove Estados, entre elas o radialista e humorista Mução, o que provocou forte reação nas redes sociais. (Págs. 1 e Cidades 5)
Estaleiro acerta parceria com os japoneses
Atlântico Sul fecha acordo com a Ishikawakima-Harima, controlada pela Mitsui. (Págs. 1 e Economia 3)
Plano de saúde terá aumento de 7,9%
Reajuste, retroativo a três meses em muitos casos, vale para contratos em vigor desde 1999 e atinge 400 mil pessoas em Pernambuco. (Págs. 1 e Economia 1 e 2)
Começa a temporada de convenções
PT homologa hoje o nome de Humberto Costa na disputa pela Prefeitura do recife e o DEM, a de Mendonça Filho. (Págs. 1 e 3 a 5)
Fotolegenda: Encontro
Visita de Eduardo Campos a Lula, ontem, provoca diferentes interpretações no clima da sucessão. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Porto Alegre - Parque da Redenção terá cerca virtual para aumentar a segurança
Dezoito câmeras capazes de captar movimentos serão instaladas para monitorar o local em horários específicos. Parque Marinha também faz parte do projeto. (Págs. 1 e 40)
Transparência: O avanço da divulgação dos salários federais
Mesmo com falhas iniciais na implantação, decisão da União quebra um tabu e pode produzir efeito dominó em outros órgãos públicos. (Págs. 1, 4 e 5)
Mercosul: Paraguai está fora até abril de 2013 (Págs. 1 e 22)


Copa 2014: Só uma nova obra iniciada em junho (Págs. 1 e 29)


------------------------------------------------------------------------------------
Brasil Econômico
 
Manchete: BC reduz estimativa do PIB e revela divergência no governo
Instituição derruba projeção de crescimento de 3,5% para 2,5%; Ministério da Fazenda ainda mantém oficialmente a previsão de algo em torno de 4,5%. A crise global é apontada como uma das causas da desaceleração econômica no país. (Págs. 1 e 4)
UE aprova programa de incentivo de € 120 bi
Valor corresponde a 1% da riqueza nacional bruta da União Europeia. Países terão de criar mecanismos para usar recursos do Banco Europeu de Investimento. (Págs. 1 e 36)
“Não estamos à venda. Somos compradores”
A afirmação é do presidente do Santander no Brasil, Marcial Portela. Segundo ele, o banco só não faz aquisições porque não há “ativos disponíveis”. (Págs. 1 e 30)
Mineradora investirá US$ 1,2 bilhão em MG
Criada por ex-executivos da Vale, a Ferrous corre atrás de financiamento para desenvolver projeto de ferro. (Págs. 1 e 18)
Eike Batista troca o presidente da OGX
Após perdas bilionárias, empresário substitui Paulo Mendonça por Luiz Carneiro, que estava à frente do estaleiro OSX. (Págs. 1 e 17)

EBC Serviços

Comentários