Em Rio das Ostras, Festival de Jazz e Blues aquece a economia da cidade

 Evento, de 6 a 10 de junho, atrai turistas de todo o Brasil e do exterior, que lotam pousadas e restaurantes 
            Quem está fora de Rio das Ostras, mas ainda pretende ouvir o melhor do Jazz e Blues deve se apressar. A taxa de ocupação nos hotéis e pousadas da cidade está acima de 96% e os visitantes não param de chegar. Donos de restaurante também comemoram o momento que é especial para a cidade e aquece a economia local. A rara oportunidade de ouvir música de qualidade, de graça e em belos cenários naturais faz da 10ª edição do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival a melhor pedida deste feriado de Corpus Christi.

        Além de atrações inéditas, como o pianista Kenny Barron, o saxofonista David Sanborn, o guitarrista Duke Rubillard, o baterista Billy Cobham e o camaronês Armand Sabbal-Lecco, este ano, comemorando 10 anos do Festival, o público vai “viajar no tempo” e relembrar as edições passadas. No palco principal, a Cidade do Jazz e Blues, em Costazul, um “Túnel do Tempo” foi criado especialmente para contar essa história, que reuniu mais de cem bandas, em mais de oitocentas horas de shows.
            As apresentações acontecem em quatro palcos e a programação está no site da Prefeitura http://www.riodasostras.rj.gov.br/ 

           ECONOMIA AQUECIDA - Jussara Leite é proprietária da pousada Namastê, e diz que o Festival de Jazz & Blues é, sem dúvida, o evento que mais aquece a economia local. “Os hotéis começam a reservar os quartos cerca de dois meses antes. Em meu estabelecimento há três semanas já havia fechado todas as suítes”. Segundo Jussara, não é apenas a programação que atrai os visitantes, mas a boa divulgação e a organização. “Os amantes da boa música vêm, gostam e voltam sempre. É um público diferenciado.”        Turistas do Brasil inteiro chegam à cidade, como o casal Eduardo e Magali, de Florianópolis. Fãs de Celso Blues Boy, eles vieram conhecer Rio das Ostras e elogiam o acolhimento. “Fomos muito bem recepcionados não só na pousada, mas também nos comércios e restaurantes. Estamos maravilhados”.        A presidente do Rio das Ostras Convention & Visitors Bureau, Paula Meireles, acha que o Festival é o melhor evento turístico da cidade. “A movimentação econômica, segundo uma pesquisa que fizemos na edição 2011, em parceria com o Sebrae e a Fundação Getúlio Vargas, gira em torno de R$ 6,5 milhões e o evento movimenta todo setor de prestação de serviços turísticos. Por isso, o Rio das Ostras Convention & Visitors Bureau apoia e é parceiro da Prefeitura na realização do Festival”.
       O chef Pedro Rodrigues é outro que também vê com bons olhos a iniciativa de um evento que atrai milhares de turistas para Rio das Ostras. Pelo terceiro ano consecutivo, o Bartrô, Bar e Bistro entra no ritmo do jazz e do blues e concilia boa comida com música de qualidade. Dois músicos cariocas se apresentam no Bartrô, na sexta, dia 7, e no sábado, dia 8, entre 13h e 16h. “Preparamos um festival de risotos especialmente para essa ocasião e nada melhor do que uma boa música como companhia na hora do almoço. Alfedro e Will são craques e darão um toque especial aos clássicos da bossa nova, com bastante ênfase ao jazz”, destacou o chef Pedro.
Para quem ainda busca hospedagem na cidade, o Convention fez um levantamento das pousadas que ainda têm vagas. A lista está disponível no site do Festival, http://www.riodasostrasjazzeblues.com/

Comentários