Foto publicada em reportagem da Agência Brasil leva cigana a reencontrar o pai


Priscila Fonseca

A cigana Daiane da Rocha, 23 anos, reencontrou o pai por meio de uma reportagem especial publicada pela Agência Brasil, em 2011. A matéria "Ciganos: Um Povo Invisível" relatava as denúncias de discriminação à cultura do povo cigano. O comerciante e pai de Daiane, Wanderlei Rocha, foi identificado na fotografia tirada por Marcello Casal Júnior. O encontro ocorreu na última segunda-feira, 18, em Planaltina (GO).
AgenciaBrasil190612EZF9527
Cigana reencontra seu pai
(Imagem: Agência Brasil)
Nascida em Belo Horizonte, Daiane é cigana e ainda criança foi com a família morar na cidade goiana de Jardim Ingá. Abandonada pela mãe, ela cuidou de cinco irmãs e enfrentou muitas dificuldades, chegando a pedir esmola na rua. Foi empregada doméstica e se profissionalizou cabeleireira e manicure pelo Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem), do governo federal. Atualmente, ela exerce a profissão e afirma que nunca deixou de procurar o pai. 
Pela internet, a dona do salão de beleza onde Daiane trabalha, Virgínia Campello, ajudou a moça. Desde então, usou as redes sociais para divulgar a história da jovem. Em junho, uma amiga enviou a foto do comerciante.“Na mesma hora em que vi a fotografia, descobri que era meu pai”.
“Nunca desisti de procurar. Eu imaginava o pior, achava que meu pai tinha muito ódio de mim. A minha tia ficava colocando na minha cabeça que ele não me queria mais, porque tinha saído de lá. Eu disse que queria voltar, mas ela me botava muito medo”, disse.
A emoção tomou conta da família durante o encontro. “Se eu tivesse alguma coisa para completar a minha vida, foi preenchida hoje. Qualquer palavra é pouco para dizer o que estou sentindo agora”, declarou Wanderlei, o pai da jovem, emocionado.

Comentários