Integração com Google+ é beijo da morte para o Orkut

Na última terça-feira, o Google lançou uma nova ofensiva para levar mais brasileiros ao Google+, produto ao qual a empresa dedica mais e mais atenção. Trata-se da integração do serviço com o Orkut, rede social que já foi a maior do país, mas perdeu terreno ao poderoso Facebook. Ao unificar as redes, a empresa emite um sinal: o Orkut provavelmente perecerá por morte natural, ou seja, será extinto pela falta de interesse de seu proprietário.


Disponível inicialmente somente a uma parcela de usuários, aos poucos o recurso (imagem acima) que permite a publicação automática de conteúdo nas duas plataformas será estendido a todos os cadastrados. A funcionalidade, contudo, só vale em um sentido: para quem faz a publicação a partir do Google+. Em sentido contrário, não é possível fazer o mesmo. Uma vez que o vínculo é feito, qualquer conteúdo postado de modo público no Google+ será divulgado automaticamente no Orkut – além, é claro, de ser indexado pelo mecanismo de buscas do Google. Outra informação importante: a opção pela integração é irreversível
Ao realizar essa integração, o Google oferece aos usuários a oportunidade de não voltar mais ao Orkut. Para manter sua página atualizada no serviço, basta acessar o perfil no Google+. Assim, o gigante de buscas dá mais um passo para migrar uma fatia valiosa de audiência à nova rede. O objetivo é centralizar esforços em seu produto principal em termos sociais e, assim, fortalecer seu carro-chefe, o mecanismo de buscas. Antes hierarquizadas por algoritmos, as buscas do Google vêm recebendo influência crescente do compartilhamento de conteúdos proveniente da rede social. Ou seja, a avaliação dos usuários do Google+ influencia as pesquisas do buscador.
Os conteúdos publicados no Orkut, porém, não exercem qualquer influência sobre as buscas. Por isso, fica claro que o Orkut, antes visto como o maior acervo de informações pessoais de brasileiros na web, não é mais parte importante do projeto. A integração com o Google+, portanto, é provavelmente o beijo da morte para o Orkut.

Comentários