Jornalista lança livro sobre o papel da imprensa alternativa na década de 70


No próximo dia 28, será lançado em Brasília (DF) o livro "Jornal da Década de 70". A obra mostra o papel da imprensa alternativa entre dezembro de 1968 e a decretação da Anistia em 1979. Escrito pelo jornalista Antonio de Pádua Gurgel, a obra revela a importância dos veículos na luta contra a ditadura e na divulgação da contracultura.

Crédito:Divulgação
Obra conta história de jornais alternativos da década de 70
Em formato tablóide (21cm x 29cm), o "Jornal da Década de 70" reproduz todas as edições dos jornais alternativos Tribo e Cidade Livre, que circularam em Brasília durante o período. A obra também traz textos de Merval Pereira, Eliane Cantanhêde e outros jornalistas, além de reproduzir outras publicações, documentos e textos relativos à década de 70.

Os capítulos do livro são editados como matérias jornalísticas, inclusive na diagramação. Para a realização do trabalho, foram consultados os arquivos da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, da Universidade de Brasília e textos particulares. “Reunir o material foi extremamente interessante e terapêutico, pois voltei algumas décadas no tempo, revisitando episódios que marcaram minha vida”, afirmou Antonio de Pádua Gurgel.

Comentários