Oito bebês morrem em um mês em hospital de São Gonçalo


Unidade nega que sejam casos de infecção hospitalar

Assista ao vídeo:
  • Oito bebês morreram neste mês na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Hospital da Mulher, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, segundo a prefeitura do município. Parentes das crianças afirmam que as mortes foram provocadas por infecção hospitalar.

Cladinéia da Silva Conceição, avó de um dos bebês, afirma que a perda abalou a família.
— Era uma criança muito desejada. Minha filha está tomando calmantes, talvez tenha até que procurar psicólogos.
A direção do Hospital da Mulher diz que não existe um surto de infecção hospitalar na UTI neonatal e que as causas das mortes dos bebês não foram as mesmas. Segundo a unidade, as crianças tinham no máximo 1,3 kg, nasceram de forma prematura e com algum tipo de comprometimento, como má formação pulmonar, obstrução intestinal, má formação óssea ou infecção.
 
Segundo a Prefeitura de São Gonçalo, a maternidade  do Hospital da Mulher atende a casos de alto risco. De acordo com a direção do hospital, grande parte das mães que procuram a maternidade não faz acompanhamento pré-natal e muitas delas chegam com problemas de saúde que acabam sendo transferidos para os bebês durante o parto.
 


Comentários